Hiroshi Bogéa On line

Executiva nacional quer PV disputando prefeitura de Marabá

 

 

A direção nacional do PV, com total apoio da executiva estadual, ratificou  determinação do partido lançar candidaturas próprias às prefeituras dos municípios pólos do Estado.

Há especial atenção à disputa nas cidades de Belém, Marabá, Santarém e outras cinco mais prefeituras paraenses.

Objetivo do PV é consolidar o crescimento da legenda no Pará, com fortes possibilidades de conquistar algumas prefeituras.

Pelo que decidiu a direção nacional do PV, dificilmente o partido aceitará oferecer algum nome de sua lavra de futuros pré-candidatos para ocupar vice de chapas.

A ordem é ir para a disputa, sem meio termos, buscando, se possível, coligações com legendas identificadas com a causa ambiental e do desenvolvimento sustentável.

Post de 

8 Comentários

  1. Anônimo

    25 de setembro de 2011 - 20:02 - 20:02
    Reply

    Paulo, corajoso é o Maurino que além de receber todas as pressões puxou pra si,toda a responsabilidade do projeto fúndiario urbano de Marabá.deu todo a condição e comfiança a Miguelito que no passado não muito distante era o homem de comfiança de Tião e que saiu da base de seu comfidente no decorrer das eleição de prefeito para apoiar Maurino.Tudo pode acontecer………………..

  2. Anônimo

    23 de setembro de 2011 - 23:33 - 23:33
    Reply

    Ei,Anônimo,quem e que quer ser subserviênte de Tião,que não dá colher de chá para ninguêm,só se for a esposa do João Salame,que numca dará certo.Tião quer mesmo e tirar João Salame do contexto politica de nossa terra.coisa que nunca irá conseguir Salame e homem de Palavra e tem ideias proprias.é não e traidor.

  3. Anônimo

    23 de setembro de 2011 - 23:25 - 23:25
    Reply

    Amigo voçê foi em cima da estratégia de Maurino,só que Maurino com sua Humildade virtude que mais lhe dar voto.tem também Elza Miranda que traz muita gente da zona rural como também a participação femenina no comtexto politico.forte obção para vice Bernadeth do PT,liderança maior do PT que no minimo trás 15% dos votos para Maurino,tem Nagib,Dr, Cristina pessoa querida na area da saúde de quebra Nagilson,Ferreirinha.O que o Tião Não tem Maurino tem de sobra.

  4. Paulo Pereira

    23 de setembro de 2011 - 09:20 - 9:20
    Reply

    Caro Hiroshi.

    O Miguelito, animal politico por excelencia, está preparando uma plataforma eleitoral invejável.No momento certo, se inviabilizada a candidatura do Maurino, o nome mais forte e próximo por certo será o dele.Caso o Maurino seja candidato, quanto valerá o apôio do homem que está levando à frente um projeto de regularização fundiária urbana que, embora necessário, ninguém teve “peito” de enfrentar.Quem não moverá céus e terra para tê-lo ao lado?Creio que muita água ainda passará por baixo da ponte até o pleito de 2014 e muitas surpresas ainda virão.Se Jorge Bichara enfrentará as urnas ou se o PV estará na ponta ou a reboque, eu não sei, porém sei de uma coisa: o Miguelito será o maior eleitor na próxima eleição!

  5. Anônimo

    22 de setembro de 2011 - 23:15 - 23:15
    Reply

    Será que a 3º vai mesmo comcorrer as eleições para prefeito e vice ou é um jogo para juntar com o grupo eletista do tião.porque o candidato dos menos favorecido já temos o do povão:Maurino neles.
    por falar em povão,foi entregue nesta quinta feira no bairro Alzira mutran 500 titulo de propriedade pelo Maurino e Miguelito.esteve presente politicos,lideranças comunitárias e sindicais.Elza,Nagib,Guido,Júlia Rosa,Antonio da Otica,Erismar,Domingas da sociação de Moradores,Secretários,Assesores é bastante moradores da aréa já citada. o povo agradeceu Maurino e parabenisou Miguelito.

  6. João dias

    21 de setembro de 2011 - 19:32 - 19:32
    Reply

    Caro Iroshi,

    Como é de sabença, sou saudosista SIM e, acrescento, conservador.
    Li no correiotocantins sobre o aterro e funeral promovido pela Prefeitura Municipal de Marabá, no leito (parte) do Rio Vermelho.

    Sei que você, tanto quanto eu, sabemos o histórico e a importância do Red River. Nesse sentido, não consigo admitir a inércia do PODER local para coibir mais esse tipo de abuso e atentado violento contra a natureza, principalmente orinudo do poder público, a quem se impõe o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações.

    Ainda que nada seja feito, presto a minha homenagem póstuma:

    Red River

    (Um minuto de silêncio)

    Não é uma coisa de oeste americano em busca de ouro, mas um fenômeno natural da nossa região, não muito distante. Assim, por volta dos 12 ou 13 anos de idade, lembro-me como se fosse hoje: Embarcamos no barco motor Lopo de Castro, da família Pinheiro e, subimos o itacaiúnas, para em seguida navegar num rio escuro e veloz que dava medo. Era o Rio Vermelho, bastante profundo, que nos levava até o castanhal e fazenda macacheira, para esperar passar as grandes enchentes que inundavam Marabá nos idos da década de 50/60.

    Constatar agora, diferente das belezas e dos momentos inesquecíveis que aquele rio do meu tempo de criança, vermelho como sangue, é um puro lamaçal, barrento, sem vida e, ainda, saber que as autoridades consideram isso uma coisa natural, é desesperador.

    João Dias Aragão.
    (Não vou falar de saudades)

  7. Célio

    21 de setembro de 2011 - 16:26 - 16:26
    Reply

    Anota Hiroshi: Nos blogs da copital o que rola é a nomeação de cozinheira como assessora. no governo do estado.

Leave a Reply to João dias

Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *