Executiva do PT adia posse de Bernadete que havia sido marcada pelo PT Pra Valer

Publicado em 6 de dezembro de 2013

 

 

A festa de posse da deputada Bernadete ten Caten na presidência do PT de Marabá, que havia sido anunciada para este sábado, dia 7, pelo seu esposo, Luiz Carlos Pies, vice-prefeito de Marabá, foi desautorizada pela Executiva da legenda.

Em reunião realizada na noite desta quinta-feira, 5, na sede do PT, a Executiva cancelou a festa, alegando que o PT Pra Valer tomou a decisão sem consultar aquela instância.

Por decisão de maioria, a Executiva marcou para o dia 10 de dezembro a posse da presidente eleita no PED.

Luiz Carlos Pies reagiu à decisão, anunciando que Bernadete não comparecerá à posse, já que a deputada tem compromisso agendado.

Agora, diante do impasse, a pergunta é se Bernadete será ou não empossada em ato solene.

 

João Batista indignado

 

Em Belém, a quinta-feira também foi movimentada entre membros da direção estadual do PT, tudo por conta de mensagens que teriam sido enviadas pelo vice-prefeito de Marabá, Luiz Carlos,  à militância do partido, contendo texto endereçado ao ainda presidente estadual, João Batista.

O teor da mensagem enviada a JB, com publicização da mesma aos demais membros do PT, decorre ainda da eleição em Parauapebas, onde o candidato derrotado à presidência estadual, deputado federal Zé Geraldo, denunciou existência de fraude.

Fontes do PT informam que João Batista teria ficado mais aborrecido pelo fato de LC ter copiado o número particular do celular do presidente da legenda, a centenas de outros aparelhos.

Cópia da suposta mensagem enviada ao blog, reproduzimos a seguir:

 

“João Batista: nada contra a sua pessoa, mas o que você faria no nosso lugar se tivesse votado no Zé Geraldo e visse seu voto sendo rasgado?  O que faria se o mesmo acontecesse na eleição  do prefeito de sua cidade? Você se acovardaria?  Pelo que está sendo apurado, no Segundo Turno do PE em Parauapebas, compareceram  e votaram 250 filiados. O resultado foi um “empate técnico” : Milton Zimmer, de Parauapebas, 714 votos e Zé Geraldo 28 votos. Para salvar a imagem pública do PT, graças a Deus, a fraude foi descoberta por uma auditoria interna. Só falta a direção do PT do Pará tomar conhecimento disso! Para responder a Enquete ligue ou mande mensagem para João Batista, presidente do PT do Pará: 91-9144.5020.”

 

Uma outra mensagem, também supostamente enviada por Luiz Carlos a João Batista:

 

Companheiro João Batista: na minha opinião, um partido que não respeita os seus próprios Estatutos e a soberana vontade dos seus filiados não merece a confiança da sociedade. Você não acha melhor o PT apurar a fraude do PED de Parauapebas e pedir desculpas pra sociedade – do que legitimar práticas eleitorais medievais, comuns nos tempos do coronelismo (da Velha República e do Estado Novo), que vem sendo combatidas a mais de um século pelos democratas brasileiros? Que tipo  de herança você quer deixar para o PT do Pará?  Não seria melhor o PT dar um passo atrás ou renascer das cinzas- do que perder de vez seu objetivo estratégico?