Exclusão solidária

Publicado em 16 de abril de 2007

Os caras estão nem aí. Em Marabá mesmo, lembrou comentarista anônimo de um post deste blog, o voluntariado praticado pela Igreja Evangélica apresenta resultados alentadores ao conseguir retirar das ruas meninos em condição de extremo risco. Esse trabalho, acusa o comentarista, corre o risco de ficar atolado no brejo por falta de recursos. A prefeitura municipal nunca se dignou chamar os voluntários religiosos para discutir formas de se inserir no trabalho, deixando de lado, como tem sido feito nos últimos doze anos, qualquer iniciativa voltada para a inclusão social.