Ex-prefeito e Hélio Gueiros condenados

O ex-governador do Pará (1987-1990) e ex-prefeito de Belém (1993-1996), Hélio da Mota Gueiros e o ex-prefeito de Breves (2000-2008), na Ilha do Marajó, Luiz Furtado Rebelo, entraram para a lista dos políticos condenados por improbidade administrativa. Duas sentenças, dos juízes federais Ruy Dias de Souza Filho e Hind Ghassan Kayath, os colocaram na lista dos sentenciados da política brasileira.

O ex-governador Hélio Gueiros foi condenado à multa e suspensão dos direitos políticos por cinco anos, por irregularidades nas contas apresentadas à Justiça Eleitoral de R$ 24 mil do fundo partidário do PFL (hoje DEM). Ele também fica proibido de contratar com o poder público e de receber benefícios ou incentivos ficais e pagará multa equivalente ao prejuízo.

Luiz Rebelo foi condenado às mesmas penas, previstas na lei de improbidade, assim como o filho. Estão impedidos de votar e se candidatar por quatro anos e pagarão multa equivalente a 50 vezes a remuneração do prefeito de Breves. A sentença pune o desvio de R$ 260 mil, dinheiro da educação do município que acabou na caixa registradora de um posto de gasolina que tinha como principal acionista Luiz Furtado Rebelo Filho.



Fonte: Assessoria do MPF