Estuprando a hipocrisia

Publicado em 17 de janeiro de 2011

Rachel Ann Hicks foi presa na semana passada, por ter abusado do garoto do estado de Maryland, segundo policiais do condado de Orange.
Ela vai responder a dois processos de estupro, um de agressão sexual e outro de solicitação sexual de menor, segundo a imprensa local.

Mais
——————–

Nota do blog:

A maioria dos garotos de  nossa geração foi  “abusada” sexualmente entre os 13 e 15 anos, por uma prostituta experiente ou uma fogosa empregada doméstica  beirando os 40 anos, da casa dos  avós ou pais.

Diante da notícia da semana reproduzida acima, ficamos  a imaginar o quanto esse ato da norte-americana causou  deleite recorrente ao garoto do estado de Maryland.

Naquele tempo, “estupro” e “abuso”, aos 13 anos, significava o que deveria significar até hoje: perder a virgindade nos braços de quem nos queria, felicíssimo da vida.

O ato tinha sempre uma consequencia inocente: deixar a garotada deliciando-se, junto aos demais colegas, da boa nova, exagerando em detalhes que o prazer lhe proporcionara.

Vou-te!!