Estrutura deficiente prejudica fornecimento de água no distrito de Brejo do Meio

Publicado em 1 de abril de 2015

Brejo Meio

 

O fornecimento de água à população de Brejo do Meio, à mercê de uma estrutura de abastecimento quase inexistente, sofre seguidos transtornos.

O poster encontra-se neste momento visitando o  distrito, distante  25 km da sede municipal, mantendo contatos com a comunidade da zona rural.

Numa rodada de pequenos comerciantes e agricultores locais, o blog foi levado para conhecer  o centro de distribuição de água, apontado como o maior problema atual da comunidade.

No local, apenas a caixa água foi projetada para atender a demanda de abastecimento, mas seu entorno carece de imediatos serviços da prefeitura.

Ao lado da caixa de aproximadamente 20 metros de altura, o conjunto de registros (foto abaixo) que gerencia a distribuição  do produto para toda a vila  continua ao relento, desde quando foi instalado.

Brejo Meio.jpg 3

São quatro registros, todos de plástico – o que não é recomendável para o o volume de procedimentos diários realizados.

Embora tenha sido solicitado à Secretaria de Obras, registros de ferro nunca foram instalados.

O desperdício de água devido a vazamentos nos registros de duvidosa qualidade, é constante.

Pior é o local onde deveria servir de abrigo para o operador do sistema de distribuição: um velho casebre de madeira podre que não protege nada – foto abaixo.

Brejo Meio.jpg 2

Nesses dias de muita chuva, o operador tem que procurar proteção em tetos de moradores mais próximos.

A  distribuição de água é feita somente duas vezes ao dia, pela manhã e no final da tarde.

Para que o abastecimento seja constante, há necessidade de aquisição de pelo menos mais três bombas.

A comunidade de Brejo do Meio espera, ansiosa, a presença da secretaria de Obras, para construir uma pequena  cobertura de tijolo destinada a proteção do operador e a elevação de outra cobertura no entorno do conjunto de registros.

Pelo menos isso, inicialmente.