Estrada isola municípios no Sudeste

Publicado em 29 de março de 2012

 

 

 

Quem tenta fazer o trajeto São Geraldo do Araguaia- Eldorado do Carajás usando uma estrada construída  na década de 80 pelo BEC (Batalhão de Engenharia e Construção do Exército), paga todos os pecados.  A rodovia que encurta distância entre as duas cidades, ainda não é asfaltada – como também  não recebe serviços de conservação em nenhum  de seus trechos.

A partir do entroncamento que liga a estrada à localidade de Itaipavas,  o trajeto de 80 km até Eldorado do Carajás não é feito em menos de duas horas – isso se o motorista conhecer bem o ambiente.

Praticamente, a sede de Piçarra, localizada bem no meio do trajeto entre São Geraldo e Eldorado, está isolada.

A cidade de Piçarra surgiu à época da construção da estrada pelo BEC.  Ali havia  ricas jazidas de cascalho (piçarra)usado pela construtora para construção da rodovia.

Inicialmente, o nome do recém surgido vilarejo era “Sobra de Terra”.

Uma consulta entre os moradores, anos depois, tentou emplacar o batismo de Cruzelândia, devido ao entroncamento que se formou com a abertura das estradas que davam acesso a São Geraldo do Araguaia,  Vila Rio Vermelho, Eldorado dos Carajás e Vila Boa Vista. Nome sugerido foi rejeitado.

Para facilitar aos motoristas das caçambas contratadas pelo BEC a localização das jazidas de cascalho usadas na rodovia em construção, imensa placa com o nome “Piçarra” foi afixada.

Daí em diante, ninguém pensou em outro nome para o futuro município, hoje com 15 mil habitantes.