Hiroshi Bogéa On line
Post de 

5 Comentários

  1. AUnior

    18 de dezembro de 2011 - 20:18 - 20:18
    Reply

    Dentro do CRF PA esta montada uma quadrilha, o seu presidente esta enriquecendo sendo uma assalariado pessimamente remunerado como consegui comprar dois apartamentos andar com ternos de grif e sua esposa cheia de joias e carro de luxo zero

  2. Samuel Dantas

    1 de novembro de 2011 - 23:41 - 23:41
    Reply

    Ano de Eleição para o conselho regional de farmácia do pará e segundo o próprio pessoal que trabalha lá é chapa única, como assm? será que ninguém quer um cargo entre os mais de 3000 farmacêuticos do estado, ai tem coisa….

  3. Blogue Marabá 2012

    16 de fevereiro de 2011 - 00:23 - 0:23
    Reply

    Falar em profissional responsável dentro das farmácias com a finalidade de aconselhar o paciente quanto ao uso correto de seus medicamentos, vou contar rapidinho o que aconteceu comigo cerca de mais ou menos 3 meses.

    Indo até uma farmácia, lá encontrei a essa profissional que agora as farmácias tem que manter em seu interior. Isso já era quase fim de expediente.

    Perguntei pra ela se tinha cerveja preta. Olha, ela ficou assombrada. Quase sorriu de mim. Deve ter dado vontade de mim mandar ir no bar. Mas conteve-se e com um olhar quase de dó da minha ignorância por procurar cerveja prela ali, disse que não havia cerveja preta. Insisti e ela disse desconhecer tal produto. Deve ter pensado que fosse a cerveja caracu motivo de minha busca.

    Antes de sair perguntei mais uma vez se ela tinha certeza que cerveja preta não existia. Ela mais uma vez foi taxativa em afirmar que tinha certeza.

    Sei que alguns medicamentos foram barrados pela Anvisa, mas isso não faz tanto tempo assim, deve ter coisa de menos de 1 ano. Então é difícil para quem é do ramo desconhecer que tal tempo determinado medicamento foi produzido, servia para tal e era vendido em farmácias.

    Pensei comigo: já não se forma farmaceuticos como antigamente.

    Se bem que tem médico nesse país que esquece até as luvas dentro dos pacientes.

    Quatro décadas atrás um farmaceutico perdia para um médico apenas no nome: Dr.

    Não me queiram mal por causa do comentário.

    ___________
    Adir Castro

  4. Farm. Anderson Carnon

    15 de fevereiro de 2011 - 16:12 - 16:12
    Reply

    CRF-PA só está cumprindo com o dever dele.E os empresários, donos de farmácia de Santarém tem que se ajustar quanto a Lei Federal(5991/73).Medicamento é coisa séria,farmácia é um estabelecimento de saúde, precisa de um responsável técnico para orientar e aconselhar o paciente quanto ao uso correto de seus medicamentos.Nesse embate quem sai ganhando é a população.

  5. Anonymous

    14 de fevereiro de 2011 - 22:40 - 22:40
    Reply

    Novidade!! Desculpe Hiroshi, mas sou farmacêutica e eu, assim como vários outros farmacêuticos sempre soubemos que esta prática é muito antiga la pelo CRF. É bom lembrar também da perpetuação de seus Presidentes. Fico feliz por saber que mesmo demorando… apareceu a margarida.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *