Hiroshi Bogéa On line

Estado mata senhora

Não há cardiologista e nem endocrinologista no Hospital Regional Geraldo Veloso. Por esta razão, Maria José de Oliveira, 69, faleceu por falta de atendimento médico, 16 dias após a inauguração por Simão Jatene do Hospital Regional do Sudeste, localizado em Marabá.
A inauguração desse hospital, conforme anotei em minha coluna no DIÁRIO DO PARÁ, ocorreu extemporaneamente para atender exigências do então candidato tucano Almir Gabriel, na louca tentativa de reverter uma derrota humilhantemente anunciada na região.
Como o Pará é servido por um Ministério Público avesso a investigar o próprio Estado, não podemos esperar nenhuma investigação que venha desse setor. Indignar-se, não resolve nada. Como ficar também lamentando -, é outra saída inócua para essa situação criminosa.
O que fazer? Mobilizar a sociedade para exigir medidas justas, buscando responsabilidade pela morte da senhora.
Suspeitos não existem. Há um culpado único em toda essa sacanagem de desrespeito às pessoas pobres: o governo do Pará.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *