Estado do Tocantins sem estradas e com segurança pública abandonada

O Estado do Tocantins vive momentos de abandono, em quase todas as esferas administrativas.

Cantado em verso e prosa como lugar onde as rodovias estaduais sempre foram exemplo de trafegabilidade garantida, o que se vê hoje em grande parte do território tocantinense são estradas estaduais em lastimáveis precariedade.

A prova dos nove está a partir da travessia do rio Araguaia, partindo de Marabá, passando por Palestina ou São Geraldo.

A área de segurança também não tem recebido investimentos.

O Jornal do Tocantins, de Palmas, acaba de publicar matéria sobre a questão, ao narrar o assassinato de dois policiais PMs, no último final de semana.

Segundo o jornal, “para a corporação e a sociedade em geral, a situação é preocupante, já que há falta de efetivo e sobrecarga aos policiais que estão trabalhando, conforme já noticiado. Preocupa ainda os militares a questão da estrutura de trabalho”.

Continua o jornal de Palmas:

“Um policial entrevistado, que preferiu não se identificar, afirmou que alguns policiais precisam comprar o uniforme para trabalhar, pois o Comando Geral não estaria oferecendo a roupa. “Não temos fardamento para o trabalho. Você pode notar que algumas fardas são de cor diferente, porque estão comprando aleatoriamente e o Comando Geral fecha os olhos, porque, se for cobrar, o policial não trabalha”, disse. Outro policial militar já informou que 80% dos coletes à prova de balas estão com a data de validade vencida.”