Estado do Pará teve queda na exportação de carne bovina, mas faturou mais.

As exportações de carne bovina do Pará caíram 12,9% em 2021 em volume de vendas, mas o faturamento do setor aumentou 2,44% no ano passado em relação a 2020.

O Pará exportou mais de 92 mil toneladas no ano de 2021, com ganhos de aproximadamente US$ 447 milhões, enquanto em 2020 vendeu ao mercado internacional pouco mais de 106 mil toneladas e faturou US$ 436 milhões.

A queda nas exportações paraenses está acima da média registrada em todo o Brasil, que foi de 7%. Já o aumento de receita do setor no estado está abaixo do registrado em todo o território nacional, que foi de 9%.

Os dados são da Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo).

O faturamento foi preservado apesar do volume exportado ter sido menor por conta do preço médio da tonelada de carne bovina, que subiu 18% em 2021, custando US$ 4.991 segundo a Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne.

Um dos principais baques econômicos para o setor 2021 foi o embargo da China, a principal consumidora de carne brasileira, que foi efetivado após dois casos suspeitos de doença da vaca louca.

Desde que o embargo caiu em dezembro, os prognósticos são cada vez mais otimistas na opinião do zootecnista Guilherme Minssen, que é diretor técnico da Federação da Agricultura e Pecuária do Pará.

Ele aponta que as exportações já estão retomando a normalidade em 2022 e que há mercados novos para serem explorados pelo Pará.