Hiroshi Bogéa On line

Esses jovens teimosos

A ladainha se repete diariamente. Quase sempre, preocupado, o blogger faz ligações de madrugada apenas para relembrar:

– Não reajam, entreguem tudo o que pedirem. A vida de vocês é o que basta. Os anéis se vão, os dedos ficam.

São recados endereçados aos três filhos residentes em Belém, orientando-os como se comportar diante de um assalto.

Nada disso basta. Eles sempre acham que “sabem” tudo, tem seus próprios conceitos de “enfrentamento”, esquecendo-se de que herói é todo aquele indivíduo que não teve tempo de correr.

Pois bem, o filho mais velho do poster, ao descer do carro dele diante da empresa que possui no centro da capital, às 13 horas, foi abordado por um truculento jovem a lhe apontar para a cabeça trabuco assustador.

– Passa o dinheiro, depressa, que está dentro do carro.

– Não tenho dinheiro.

– Passa logo, porra!

Só então a ficha caiu.

O filho decidiu abrir o carro e apanhar envelope com R$ 2 mil que terminara de pegar numa agencia bancária.

A atitude dele foi desinteligente. Priorizou o dinheiro ao invés da vida, correndo sério risco de ter levado um tiro, como levaram Lauande e tantos outros.

Como estaria a família hoje, sem nosso filho? Nem pensar. Nem pensar. R$ 2 mil, o que vale isso?

Nada paga o riso e jeito carinhoso de Thiago – porrinha teimoso que nos deu um susto dos diabos ao contar sua reação inicial ao assalto. Maior do que o próprio experimentado por ele na hora da abordagem.

Fica, outra vez, o aviso. Entreguem tudo: carro, bolsa, tênis, roupa, o que pedirem. Não queremos, jamais, enterrar nossos garotos. Sao eles que têm essa missão de nos levar à ultima morada.

Post de 

8 Comentários

  1. Hiroshi Bogéa

    14 de dezembro de 2007 - 17:57 - 17:57
    Reply

    Valeu, Mero!
    Graças a Deus, sim. Porque se dependesse dele, diante da reação ainda esboçada, algo pior teria ocorrido.
    Desejo a sua familia também -, paz e vida longa, bem longa,a todos.
    Abraços.

  2. Hiroshi Bogéa

    14 de dezembro de 2007 - 17:55 - 17:55
    Reply

    É sufoco, Franss, de verdade.
    Que bom também nada tenha acontecido de mais grave à sua filha e namorado.
    Continuemos a orar, pedir forças divinas. No momento, não temos outra alternativa.
    E continuarmos a luta aqui nos blogues, jornais, onde for possível deixar nosso grito no ar.
    Beijos.

  3. Hiroshi Bogéa

    14 de dezembro de 2007 - 17:51 - 17:51
    Reply

    Caríssimo Ricardo, Rs rs rs rs

    Percebo que estás revoltado. E nao é pra ficar de outra forma. Só que você não pode esquecer vivermos num país democrático – talvez um dos mais livres do planeta, atualmente.
    Diante disso, até os bandidos da mais alta ´periculosidade´(vixe, palavra horrível!) tem direito de defesa.
    É assim. Tem que ser assim, parceiro.
    Um abraço.

  4. Mero Espectador

    14 de dezembro de 2007 - 02:41 - 2:41
    Reply

    Hiro,
    Desejo muita paz nesse 2008 que se aproxima e graças a Deus não aconteceu nada com o seu filho.
    Infelizmente chegamos num ponto em que agradecemos estar de volta em casa.
    Abs,
    Mero.

  5. Franssinete Florenzano

    14 de dezembro de 2007 - 00:02 - 0:02
    Reply

    Hiro, sei bem o que sentiste. Primeiro, um dia minha filha ia a pé à academia, pertinho de casa, um pivete encostou uma faca nela e levou o que ela tinha. Depois, numa linda manhã de domingo, ela tinha ido com o namorado brincar com aeromodelo e três bandidos colocaram revólveres na cabeça dela e do rapaz, pegaram tudo e ainda queriam levar os dois sabe-se Deus para onde e para fazer o que. Eles disseram que podiam levar tudo, mas que os deixassem. Depois de muita lenga-lenga, mandaram que virassem de costas e caminhassem sem olhar para trás, armas apontadas para eles. Os dois obedeceram, apavorados, é claro, achando que seriam baleados pelas costas, o que felizmente não aconteceu. Uma senhora que estava passeando com os filhos no local viu tudo de longe e os levou para casa. Nós acionamos a polícia e o carro foi localizado algumas horas depois, totalmente depenado. Não dá para descrever o sentimento que nos perpassa. Mas, certamente, ele não faz parte do que deveria ser o nosso direito à cidadania. Que bom que o seu filho está bem. Só nos resta rezar para que Deus nos proteja.

  6. ricardo aracati

    13 de dezembro de 2007 - 19:17 - 19:17
    Reply

    Prezado Hiroshi, e ainda tem direitos humanos pra defender um desgraçado desses…

  7. ricardo aracati

    13 de dezembro de 2007 - 19:15 - 19:15
    Reply

    Prezado Hiroshi, quando a populaçao resolve linchar um sujeito desse, a policia sempre aparece na hora, pra salvar o “coitadinho”, mas qdo estamos sendo assaltados cade a policia?

  8. Anonymous

    13 de dezembro de 2007 - 18:46 - 18:46
    Reply

    Benza-Deus, tuas recomendações, amigo.
    Digo isso todo dia aos meus.
    Felicidades e gracias Thiago estar bem.
    Fernando Lima – Nova Marabá

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *