Espalhando terror

Publicado em 3 de maio de 2007

Não se faz mais sem-terra como antigamente. Os de hoje, além de invadirem propriedades, criam suas próprias leis dentro delas. A primeira é desrespeitar as leis existentes espalhando o terror entre trabalhadores simples do lugar, transformando-se em bandidos, assaltantes, arruaceiros, delinqüentes da mais alta periculosidade (aff!).
O que fizeram alguns desses malfeitores na Fazenda Cabaceiras com o agrimensor Mário Sérgio Porto não é assimilável por nenhuma pessoa de bem. Conforme mostra a foto acima extraída do Correio do Tocantins, o carro do rapaz foi totalmente queimado simplesmente porque ele realizava, como profissional contratado, serviço de georeferenciamento da Fazenda Ouro Verde, localizada próximo ao Projeto de Assentamento. Quem conta esse ato de banditismo é a repórter Alessandra Gonçalves. Leia aqui.