Hiroshi Bogéa On line

Escolas podem perder recursos

Atenção, secretários de Educação e dirigentes de instituições de ensino: vence em 31 de outubro, prazo para o recadastramento ao Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE). Além desse procedimento, a prestação de contas dos recursos utilizados ano passado deve ser apresentada sem problemas.

Caso contrário, bau-bau pra grana.

São esses entraves que estão retardando a liberação de dinheiro do programa a 48 municípios fora do sistema. Só no Pará, quase a metade desse total (23) de escolas estaduais e municipais até agora não se habilitou.

Em todo o país, outras 250 prefeituras incluíram os dados dos dirigentes, mas não aderiram ao programa, o que também bloqueia o envio dos recursos.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *