Hiroshi Bogéa On line

Esclarecimento a quem faz tratamento de câncer

 

 

Na manhã deste domingo, 5, a bacharel em Direito, Lívia Rodrigues Mesquita, enviou e-mail  de Goiânia – onde se encontra submetida a nova sessão de tratamento de câncer -, no qual ela esclarece como obter, junto as operadoras de plano de saúde, a injeção denominada  “Thyrogem”  (ou TSH Recombinante) para fazer exame de PCI (Pesquisa de Corpo Inteiro) – cujo valor unitário no mercado é de R$ 5 mil.

O gesto de Lívia revela toda a sua preocupação com aqueles que passam dificuldades e sofrimento num tratamento complexo como é o de quem enfrenta a doença.

É um gesto, sim, de solidariedade, da  nossa colaboradora, que o blog faz questão de compartilhar com todos os seus milhares de leitores e visitantes diários.

 

————————-

Amigos, quero dividir uma experiência com todos e, através dela, ter a certeza de que posso ajudar muitos de vocês.

Quem sofre uma “tireoidectomia” (retirada da glândula Tireóide) e encara um tratamento de câncer, precisa se submeter à Radio-Iodoterapia. Para tal, antes, o paciente precisa fazer um exame para determinar a dose dessa Radiação. Esse exame chama-se PCI (Pesquisa de Corpo Inteiro). Também, através dele, descobre-se se existem ainda células cancerígenas, bem como onde estão, e, detecta com precisão, se há ou não evidências de metástase.

Acontece que, para fazer esse exame, o paciente precisa fazer por trinta dias uma dieta de iodo, bem como abster-se de todos os hormônios tireoidianos. Por consequência dessa abstinência, sente-se fraco, cansado e sonolento. As reações vão além! Muitos passam a ter crises convulsivas nesse intervalo de tempo, as quais, podem acarretar outro grave quadro clínico: “Epilepsia”. Também, a perda da visão e paralisia facial são comuns durante essa fase de abstinência.

Sou prova viva de todos esses sintomas. Durante o período sem meus remédios, tive paralisia facial, fiquei cega e meu metabolismo foi quase a zero a ponto de minha mãe ter que me dar banho, me alimenar e me deslocar. Como esse exame é de extrema necessidade para o tratamento, fiz toda essa dieta e passei por todos esses sintomas. No intervalo de um mês, a ambulância meu buscou seis vezes em casa.

Ocorre que, para quem é assistido por plano de saúde particular, outro caminho existe, totalmente avesso a todo esse sofrimento. Existe uma medicação que prepara o paciente para esse exame sem força-lo à essa dieta que o coloca em estado vegetativo.

“Thyrogem” ou TSH Recombinante (2 ampolas) é a injeção que “você”, contratado por seu plano de saúde, tem direito para fazer a PCI. O grande problema é que as Operadoras relutam em deferir a entrega desse medicamento, já que, trata-se de uma medicação de R$5.000,00 cada ampola.

A boa notícia é que, hoje, existe uma Lei Federal (LEI N° 9.656, DE 3 de JUNHO DE 1998) que obriga “TODOS” os planos de saúde a deferirem a concessão do Thyrogen quando requerido pelo médico.

Também, existe uma Resolução Normativa ( RN N° 167, DE 9 DE JANEIRO DE 2008) da ANS (Associação Nacional de Saúde) que também confere essa obrigação dos planos quanto à entrega do Thyrogen a pacientes que irão se submeter ao procedimento da radio-iodoterapia.

Eu desconhecia esse medicamento quando precisei fazer pela primeira vez a PCI. E, foi exatamente tudo o que passei que me deu forças para estudar meios diversos para que eu não sofresse tanto. Eu consegui! Recentemente, fiz minha segunda PCI através do Thyrogen.  A única coisa que senti foram duas picadinhas de agulha. Agora, é esperar pelos resultados…

Meu interesse aqui é que todos saibam disso, e que, insistam em lutar pelo que é de direito. Quando forem requerer o Thyrogen, não se confiem tão somente no requerimento do médico. Façam como eu fiz: Junto ao requerimento, anexei a Lei Federal, a Resolução da ANS, bem como, várias jurisprudências condenando diversas Operadoras a indenizações que variavam entre R$ 100.000,00 e R$ 1.000.000,00. Com menos de quinze minutos de minha solicitação, me entregaram o documento deferido.

Quando insisto que devem requerer esse medicamento estando armados e municiados de todos os meios, é pra evitar que aconteçam situações como a de uma amiga minha. Ela solicitou o Thyrogem apenas com o requerimento de sua médica. A perícia médica da Operadora disse a ela: “Meu bem, remédio a gente compra é na farmácia e não pedindo pros outros”.

Então, ela desistiu e se submeteu àquela dieta, a qual, quase lhe ceifou a vida em uma das crises convulsivas que ela teve. Quando eu soube, ela já tinha passado por tudo, e, não tive nem a chance de ajuda-la.

Por mim, por ela e por todos, eu quero auxiliar o quanto eu puder.

Tratamento de câncer é de longo prazo. O meu está previsto para 5 anos, sendo uma PCI por ano, logo, também, uma solicitação do Thyrogem por ano.

Caso insistam em indeferir esse medicamento preparatório para um exame que veio para salvar vidas, acione a justiça.

Através de liminar, em poucos dias, são obrigados a lhes darem a injeção. E, ainda, estarão sujeitos a indenizações de números financeiros muito além do valor das injeções.

Portanto, se você esta passando por isso, ou, se conhece um amigo, um vizinho, um conhecido, enfim, saibam todos que, meios menos doloridos podemos e temos o direito de ter.

Estou ao dispor para qualquer um que quiser conversar sobre esse assunto.

————————–

Atualização às 17:58

Leitora  Marilza de Oliveira Leite acrescenta qualificado comentário ao post de Lívia, reproduzido também aqui na boca do palco:

 

Lívia, parabéns pela maturidade com a qual você administra a busca pela cura do câncer. Parabéns pela coragem de se expor em favor da divulgação das suas conquistas. Parabéns por ajudar a desmitificar que ”câncer” é sinônimo de ”fim”. Câncer é sinônimo de muita luta. É sinônimo de descobertas que antes nunca nos permitiríamos. É ter a coragem de não se entregar. Que cientistas, pesquisadores e médicos sejam cada vez mais iluminados e abençoados pelo Nosso Senhor para que a cura mais rápida e tratamentos menos traumáticos sejam descobertos em favor de um número cada vez maior de crianças, jovens e adultos com câncer. PARABÉNS! (Marilza de Oliveira Leite)

 


Post de 

36 Comentários

  1. Cassia Gonçalves

    2 de março de 2020 - 12:03 - 12:03
    Reply

    Bom Dia Livia
    Tenha que fazer iodoterapia, a Unimed Seguros, informou que está procurando hospital que faz perante meu convenio empresa Unimed Seguros Dinâmico – SP, caso não haja não irão aprovar
    Preciso passar pelo medico para analisar o relatório medico do Cirurgião. Estou preocupada a Medica informou que pode demorar até um ano para fazer, outros medico dizem que tem que ser até 60 dias apos cirurgia.

  2. Clara Raz Neves

    16 de maio de 2015 - 11:21 - 11:21
    Reply

    Pessoas, fiz a minha primeira PCI em Dez/2013 através do método tradicional, ou seja, pela dieta do hormônio. Realmente este procedimento nos deixa sem forças para nada e tenho sequelas de perda de memória até hoje. Desde então, conversei com meu médico endócrino que na próxima vez queria fazer pelo método do uso da Tyrogem. Em janeiro deste ano, quando voltei ao mesmo médico, percebi que ele esta me enrolando, e que o convênio não aprovaria a injeção. Falei para ele fazer a solicitação e o resto eu “brigaria” no convênio. E ele foi me enrolando, em Abril, voltei e prometi a mim mesma que não sairia de lá sem o pedido de exame e do Tyrogen. Ele me respondeu “VOU TE AJUDAR”. Disse que tinha feito o pedido no sistema da Unimed, porém ele só fez o pedido da PCI. Ao consulta-lo sobre isto, ele me respondeu que não havia nenhuma jurisprudência positiva de ganho de causa na justiça da região (Americana, Santa Bárbara d’Oeste) para uso do TYROGEN e que eu era uma paciente muito complicada, portanto, passaria o meu caso para que o convênio arrumasse outro médico para me tratar!!!!!!!!! Procurei o convênio, me recusei em começar novo processo médico com outro endócrino, pois o problema não era se eu precisava da PCI ou não, e sim qual método seria utilizado para a realização da mesma. O convênio liberou de imediato o uso do Tyrogen, e vou fazer a PCI no dia 29/05/15. Portanto, existe por parte de alguns profissionais, se é que podemos dizer que é profissional um médico deste, resistência em solicitar o uso deste medicamento, para não onerar o convênio, pois ao que me parece, eles devem ganhar algo quando fazem economia para o convênio. Não aceitem NÃO, BRIGUEM NA JUSTIÇA, SEJAM DEMITIDAS DO MÉDICO, MAS FAÇAM A PCI COM O USO DA INJEÇÃO, você irão ter uma forma mais amena de passar por este processo, Abraços a todas, que Deus ilumine todas que passam por esta situação.

  3. Manu Borges

    19 de fevereiro de 2015 - 20:15 - 20:15
    Reply

    Olá livia!eu li sua história e bem semelhante a minha,estou na dieta esta semana para tomar o thyrogen,confesso que estou com medo.mais bem graças a Deus consegui as ampolas pelo meu plano e a clinica que vou tomar tbem atende pelo meu plano…..fiquei muito feliz.tbem sou de goiania. …super beijo….

  4. Denise

    2 de fevereiro de 2015 - 16:45 - 16:45
    Reply

    Oi estou entrando na 2 abestinencia do hormonio, p PCI, isso me Mata aos poucos, por favor, me mande td, as leis e td q preciso p entrar c pedido, p q EU nao sofra tanto na proxima PCI, terei q fazer por 20 anos… No minimo… Obrigada

  5. DIVA

    7 de dezembro de 2014 - 18:21 - 18:21
    Reply

    Olá estou passando por essa situação, estou muito mal .Poderia por favor me mandar cópia das jurisprudências que vc usou no meu e-mail
    diva-1209@hotmail.com
    Já estou na dieta e nem sei o que fazer.Me ajude

  6. DIVA

    7 de dezembro de 2014 - 18:07 - 18:07
    Reply

    Olá faço esse tratamento a 7 anos e estou na dieta mais uma vez, estou muito fraca, com a visão péssima. Faço esse tratamento em Goiânia, e foi através da clínica que fui informada dessa injeção, mas a clínica não atende mas pelo meu plano, a UNIMED e estou bem preocupada.Já estou na dieta e não sei ainda qual a clínica que atende pelo meu plano, por favor me envie a lei.

  7. Aline Vilan

    24 de novembro de 2014 - 14:34 - 14:34
    Reply

    Olá estou nesse processo de dieta para a realização da PCI e estou tendo inúmeras reações adversas por causa da falta de medicação. Você poderia me enviar as leis e as jurisprudências que você utilizou para ver se consigo algo no meu plano de saúde.
    Meu email é enila77@hotmail.com

  8. Juliana Bezerra

    24 de julho de 2014 - 00:48 - 0:48
    Reply

    Hoje tomei minha primeira injeção de thyrogen, foi tão simples e rápido consegui pelo meu plano que estramhei.
    Isso é ótimo.

    Boa sorte a todos.

    • HELOIZA CORREA

      1 de agosto de 2014 - 14:34 - 14:34
      Reply

      Olá, Juliana!
      Li seu comentário sobre a Livia Mesquita, no qual vc diz que conseguiu o Thirogen com muita facilidade e fiquei interessada. Moro no Rio de Janeiro e meu plano de saúde é da Cassi/Banco do Brasil. Preciso fazer o PCI com Thirogen e não estou encontrando laboratórios que façam isso nesta cidade, por incrível que pareça. c tem alguma sugestão que possa me ajudar?
      Obrigada e um abraço,
      Heloiza

    • Silvia Moreira

      18 de agosto de 2014 - 00:56 - 0:56
      Reply

      Boa noite Juliana, qual seu convenio? Eu mror em Florianopolis e tbem vou precisar do Tyrogen,
      Abraço

  9. Clara Raz Neves

    3 de fevereiro de 2014 - 09:05 - 9:05
    Reply

    Livia , bom dia

    Tomara que vc ainda acesses este blog….
    Solicito o favor de informar se as Leis que nos amparam sobre o uso da Thyrogem ainda estão válidas, pois vou ter que fazer a terceira PCI e estou sem coragem de enfrentar a abstinência do hormônio T4. Por gentileza, pode me encaminhar pelo e-mail as leis que nos amparam.
    Obrigada e tomara que vc já esteja curada. Beijos

  10. Flávia Facchin

    25 de novembro de 2013 - 02:03 - 2:03
    Reply

    Olá Livia! Em primeiro lugar muito obrigada pela ajuda!!!
    De coração, desejo que seu tratamento seja abençoado e tenha somente sucesso!!!
    No momento, estou passando por esse problema e não estou conseguindo autorização do convênio, poderia por favor me mandar cópia das jurisprudências que vc usou no e-mail flaviaoffroad@yahoo.com.br?
    Grande abraço!!

  11. Ana Paula

    30 de março de 2013 - 21:43 - 21:43
    Reply

    Olá estou nesse processo de dieta para a realização da PCI e estou tendo inúmeras reações adversas por causa da falta de medicação. Você poderia me enviar as leis e as jurisprudências que você utilizou para ver se consigo algo no meu plano de saúde.

    Segue meu email ap.mancini26@hotmail.com

    Aguardo
    Obrigada

    Ana Paula

  12. Patricia Filhote

    26 de junho de 2012 - 12:48 - 12:48
    Reply

    Lívia, boa tarde.

    Estou enfrentando uma negociação com o plano de saúde, que disse que só faria por reembolso, mas não tenho como comprar e com certeza eles nao iriam reembolsar 100%. Já tenho 4 anos de operada e preciso fazer o mais breve possível esta cintilografia de corpo inteiro. Você teria alguma RN ou lei recente que eu pudesse enviar para eles?

    obrigada.

  13. Elisa Lopez Ros

    15 de junho de 2012 - 10:28 - 10:28
    Reply

    Beijos Lívia. Obrigada.

  14. Fanny

    8 de fevereiro de 2012 - 18:23 - 18:23
    Reply

    Como sempre, meu comentário vem no finalzinho da página, e acabo quase sem palavras para me expressar acerca dos textos dessa guerreira e batalhadora Livia Mesquita.

    Sendo assim, faço minhas as palavras de todos que enviaram palavras de força e coragem para nossa querida Lívia.

    Tome para si as palavras ditas pelo Senhor ao Profeta Isaias:

    “Não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a destra da minha justiça.” – (Isaias_41:10)

  15. Marlene Alves/Belém

    8 de fevereiro de 2012 - 09:16 - 9:16
    Reply

    Esse é so um exemplo do q temos direito e é covardemente negado por planos d saud..Precisamos sim correr atraz do q temos direito..atendimento,remedios,procedimentos..Eles aproveitam da ignorância d mtos p negarem serviços q pagamos em nossas mensalidades.É isso ai Lívia,vc é o exemplo q mtos precisam..sua experiência certament mudará o hábito d mtos…obrigada por esse artigo real porém animador..

  16. Claiton Neves

    8 de fevereiro de 2012 - 09:06 - 9:06
    Reply

    mto bom informações como essa..Vc podia se isolar mas não..não se isolou,mostrando solidariedade,amor e preocupação c seus irmãos..mto louvável!vamos torcer q essa informação atinja quem precisa! Abraços…

  17. Renata Valim

    7 de fevereiro de 2012 - 10:08 - 10:08
    Reply

    Parabénsssss por essa luta constante….Por conseguir lidar com tda essa fase q essas doenças nos causa, e ainda por cima sber lidar com essa lua constante de planos de saúde ou até atendimento público.
    Infelizmente são nesses momentos q vemos o qnto ainda somos precários nesses setores…mas qm sabe com todo esse alerta, com toda a divulgação isso ñ possa ser melhorado cada vez mais.
    A luta do cancer realmente é uma luta dolorosa, desgastante e desanimadora….mais graças à Deus ele escolhe a dedo pessoas que consigam lutar contra ela de maneira leve, animadora e motivadora, afinal tdos nós achamos q isso nunca irá acontecer com agente ou com alguém próximo, e qndo vemos ela já esta coladinha a nós e agente sem sber o q fzer. Com aquele turbilhão de dúvidas, medos, receios, lendas, e com falta de informações. Q bom q vc tem pego médicos bons, médicos q te animam, q te motivam, que lhe dão informações das quais vc precisa e até das q vc ñ precisa, apenas p lhe mostrar o qnto poderia ser pior, o qnto vc esta sendo guerreira, o qnto vc esta se superando.
    Afinal cmo qlq doença, se agente se desanimar, deixar de acreditar na vida…..a doença irá vencer, e vc irá cada vez piorar mais e mais….E isso Lívia vc nunca deixou acontecer….PARABÉNSSSS pla sua fé, confiança, motivação e amor…amor pela VIDA!!
    Beijos!!

    • Hiroshi Bogéa

      7 de fevereiro de 2012 - 12:45 - 12:45
      Reply

      Renata, não sei quem é você, mas tenha certeza de que esse seu comentário vai deixar a Lívia feliz. Ela está precisando muito dessa força motivadora esta semana de tantos exames realizados. A Lívia é um perfeito exemplo de amor à vida. Por incrível possa parecer, também não a conheço pessoalmente, só de foto. E através dos contatos que mantemos por e-mail, nessa fase na qual se tornou também colaboradora do blog, fazendo esforço supremo para dividir seu rigoroso tratamento com algumas horas diante do computador redigindo textos. Mas isso já foi o suficiente para me tonar amigo dela e seu ardoroso admirador, pelo que ela representa de jovem inteligente, amiga dos amigos e lutadora por seus direitos. A semana está sendo muito dura para Lívia, lá em Goiânia, mas ela vai superar mais uma etapa dessa batalha descomunal. Sua mensagem chega em boa hora. Abraços, querida.

  18. Valquíria

    6 de fevereiro de 2012 - 12:45 - 12:45
    Reply

    Minha afilhada passa por isso há 3 anos..tentou 2 vezes o thyrogen mas nunca conseguiu…falei c ela sobre sua experiência…Ela n sabia dessa lei e nem da resolução…Obrigada Lívia..Ela está mto feliz..Agora ela vai lutar d uma forma diferente,fundamentada na Lei…Graças a Vc….E se negarem novamente…”justiça neles”…….Deus t abençoe…

  19. Esnandes Silva

    6 de fevereiro de 2012 - 08:25 - 8:25
    Reply

    Lívia…na leitura de seu depoimento(e nos esclarecimentos/lição de vida) neste blog tenha a certeza que saíra vitoriosa contra essa enfermidade. Obrigado por compartilhar essa informação.

  20. Marcelo Alves

    6 de fevereiro de 2012 - 07:32 - 7:32
    Reply

    o companheira livia, vc esta sendo uma força para tantos que sofrem do mesmo problema sempre com sua palavras de conforto e animaçao, continue assim !

  21. Jose Leite

    5 de fevereiro de 2012 - 21:09 - 21:09
    Reply

    Parabéns, Livia, por nesse momento delicado da vida, voltar parte de suas forças para conscientizar as pessoas.

  22. SUELY REIS

    5 de fevereiro de 2012 - 20:47 - 20:47
    Reply

    Parabéns, Livia, por sua consciencia de coletividade. Que Deus te conceda a saúde e vc consiga enfrentar todo esse turbilhao com serenidade e fé. Grande abraço!

  23. Lívia Rodrigues Mesquita

    5 de fevereiro de 2012 - 18:38 - 18:38
    Reply

    Obrigada Marilza…Você sempre nos alimentando com palavras de muita fé e persistência…Nesse caminho, descobri que nosso propósito vai muito além de buscar a cura individual.Fica um beijo especial em seu coração.

  24. marilza de oliveira leite

    5 de fevereiro de 2012 - 16:52 - 16:52
    Reply

    Lívia, parabéns pela maturidade com a qual você administra a busca pela cura do câncer. Parabéns pela coragem de se expor em favor da divulgação das suas conquistas. Parabéns por ajudar a desmitificar que ”câncer” é sinônimo de ”fim”. Câncer é sinônimo de muita luta. É sinônimo de descobertas que antes nunca nos permitiríamos. É ter a coragem de não se entregar. Que cientistas, pesquisadores e médicos sejam cada vez mais iluminados e abençoados pelo Nosso Senhor para que a cura mais rápida e tratamentos menos traumáticos sejam descobertos em favor de um número cada vez maior de crianças, jovens e adultos com câncer. PARABÉNS!

  25. Lívia Rodrigues Mesquita

    5 de fevereiro de 2012 - 15:07 - 15:07
    Reply

    Maria do Carmo,obrigada por me abençoar…E que sua sobrinha alcance a vitória.Desejo saúde e vida para ela.Se precisar de qualquer coisa,conversar,trocar experiências…Estarei sempre por aqui…Como eu disse,sempre ao dispor! Fiquem com Deus!

  26. Lívia Rodrigues Mesquita

    5 de fevereiro de 2012 - 14:56 - 14:56
    Reply

    Não falhei comigo,mas sofro por ter falhado com minha amiga.Afinal,o Thirogem permite que não paremos de tomar nossos hormônios.Como lhe negaram o remédio,ela teve ataques convulsivos.E eu bem sei o que são eles,pois,tive também quando desconhecia o Thirogen.Porém,daqui um ano,tudo há de se repetir.A PCI é exigida anualmente,E, estarei ao lado dela.Juntei todos os documentos possíveis para que qualquer um que necessite protocolar pedido desse remédio junto às operadoras consigam seu deferimento.Somos nós que bateremos o martelo!Sentenciamos que queremos viver.

  27. Anônimo

    5 de fevereiro de 2012 - 14:46 - 14:46
    Reply

    Vc num sabe o bem que pode tá levando a tantas gente que nao sabia desse procedimento. Parabens.

  28. Anônimo

    5 de fevereiro de 2012 - 13:59 - 13:59
    Reply

    Eu não sabia que Livia estava fazendo tratamento de câncer. Li seu artigo sobre o trãnsito de Marabá e acheui seus argumentos muito consistentes e fazendo uma leitura correta do que ocorre nos trânsito das cidades. Aqui mesmo em Redenção andar nas ruas dirigindo é um risco de vida. Agora, ao ler esse esclarecimento dela fiquei emocionado e quero me solidarizar com ela e demais pessoas que saofrem dessa doença medonha. Ela prova estar preocupada nao apenas com ela, mas com todos os demais pacientes de cancer. É um ato de muita grandeza, moça sua. Roberto da Silva Mello, comerciantes (REdenção)

  29. Lívia Rodrigues Mesquita

    5 de fevereiro de 2012 - 13:54 - 13:54
    Reply

    Agradeço o carinho vindo em momento tão oportuno…Precisamos sim nos voltar para problemas que envolvem a nós todos,seja um amigo,um filho,um pai,um conhecido…”QUEM” não importa nesse momento.Todos nós precisamos de ajuda,até mesmo aqueles que relutam em admitir isso.Ajudar me da vida!!..Quando consegui essa medicação,senti que ainda algo me incomodava,e,não demorei muito a descobrir o que era.Eu precisava ajudar outras pessoas que também desse remédio precisam,mas que por desconhecimento não sabem como conseguir.Quem faz tratamento de câncer luta como se tivesse que matar um leão todo santo dia..Não é facil,mas,necessário é NÃO DESISTIR!!!!!

  30. Mulher de Belém

    5 de fevereiro de 2012 - 13:36 - 13:36
    Reply

    Quero exaltar minha satisfação de saber que em Marabá tem uma mulher guerreira e solidaria como a Livia. Me tocou sobremaneira o esclatecimento que ela fez sobre o medicamento. Tenho uma sobrinha de 22 anos que sofre do mesmo cancer e temos sofrido muito em busca de seu tratamento, mas graças a deus temos conseguido manter a qualidade do atendimento a ela, e sei que muitas outras pessoas não coseguem isso, como bem lembra Livia nessa sua batalha pela vida. Minha querida, saiba que daqui de Belém, agora em diante, terás uma pessoa a fazer orações por voce, como faço pela minha sobrinha. Te abenço. Maria do Carmo Santiago

  31. Elaine Dias

    5 de fevereiro de 2012 - 13:33 - 13:33
    Reply

    Lívia, realmente essa informação é de extrema importância para todos que infelizmente têm que se submeter a esse tipo de tratamento.
    Só assim, como pessoas iguais a você, é que conhecemos mais nossos direitos.
    Parabéns pela publicação.

  32. Anny

    5 de fevereiro de 2012 - 12:57 - 12:57
    Reply

    Lívia…essa mulher é mais que Guerreira, minha amiga irmã , poucas pessoas tem a força que essa mulher tem, cada dia que passa tenho mais orgulho de ter conhecido vc. Força sempre!

  33. Edson

    5 de fevereiro de 2012 - 12:37 - 12:37
    Reply

    E de pessoas assim que precisamos, que além de está com o problema, ainda assim não c isola, está preoculpada com o que pode acontecer om outras pessoas, parabens Livia, como disse vc e uma guerreira,

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *