Escafedeu-se ou não, arrecadação de R$ 5 milhões?

 

O assunto vinha sendo tratado com o merecido cuidados de alcovas, alguns suspiros até.

De uns dias para cá, o disse me disse ganhou tonalidade e passou a circular até sem certa parcimônia entre integrantes da frente Pró-Carajás.

Já vaza na Internet.

Verdade verdadeira mesmo é a necessidade dos dirigentes da frente pela criação do Estado de Carajás esclarecerem, definitivamente, boatos do desaparecimento de algo em torno de R$ 5 milhões levantados pelo IPEC (Instituto Pró Estado de Carajás), para ser aplicado na campanha plebiscitária.

Se o assunto continuar circulando sorrateiramente, como se observa, a credibilidade do movimento cairá por terra, prejudicando esforços feitos até agora para a viabilidade de uma campanha que se idealiza vencedora, às vésperas do horário gratuito na televisão.

Quem pode responder para onde foram os R$ 5 milhões arrecadados pelo Sul e Sudeste?

E a origem dessa grana, quem pode explicar também ao distinto público dito “carajaense”?