Entre saraivadas

Publicado em 9 de setembro de 2010

Sebastião Ferreirra (PT) vivendo inferno astral nos últimos cinco dias.

Primeiro, a confirmação monocrática, pelo TSE, do indeferimento de sua candidatura a deputado estadual.

Depois, a derrota do Águia para o Rio Branco.

Entre a cruz e a espada, o candidato foi a Brasília, deslocou-se mais rapidamente a Belém, ficou algumas horas na capital e retornou ao centro do país.

Bate escanteio e corre para cabecear, numa disputa eleitoral acirradíssima na qual o voto a voto é fundamental a qualquer candidatura.

Aparecendo bem nas pesquisas, Ferreirinha tenta desobstruir o grande mal que lhe acarreta, na campanha, o despacho desfavorável de uma ministra do TSE, enquanto aguarda o julgamento do mérito, pelo pleno – lutando para não permitir a dispersão de seus seguidores.