Hiroshi Bogéa On line

Encalhe intelectual

Ao criticar as declarações preconceituosas de Fernando Henrique Cardoso segundo as quais o presidente Lula, conhecidamente homem iletrado, não contribui em nada para a Educação do povo brasileiro, o jornalista Mino Carta voltou a fazer antiga pergunta dele já consagrada:

– Quais e quantos livros de FHC alguém já leu até hoje?

Por favor, comentários.

Post de 

10 Comentários

  1. Anonymous

    28 de novembro de 2007 - 20:06 - 20:06
    Reply

    Oi Hiro, não simpatizo com o Fernando Henrique, mas fiquei encantada com o comentário do Marconi Morbach. Um texto necessário como poucos. Sugiro a publicação na página principal do blog para que seus leitores leiam e comentem. O que acha?

    Beijinhos.

  2. Anonymous

    28 de novembro de 2007 - 12:44 - 12:44
    Reply

    A admiração que muitos creditam a FHC só pode brotar em mentes colonizadas. O cara é uma nota de rodapé! É um esquecimento só! Um descuido!

    Em matéria de educação, uma típica e formalizada fraude! Um avesso!

    Fujimori tá preso, Salinas de Gottarri tá exilado, Menem corre da polícia, Andrez Pérez idem, da turma de FHC só ele que tá todo prosa! Graças a Deus nosso povo é muito tolerante, muito paciente, não fosse assim, sei não!

  3. Anonymous

    27 de novembro de 2007 - 23:41 - 23:41
    Reply

    Marconi Morbach, irretocáveis as suas palavras. O Brasil precisa Lê-las.

    Otton M. Silva

  4. Anonymous

    27 de novembro de 2007 - 18:14 - 18:14
    Reply

    Parabéns ao Marconi Morbach, seu comentário foi lúcido, preciso e oportuno.

  5. William Bayerl

    27 de novembro de 2007 - 14:37 - 14:37
    Reply

    Tá certo que o EX-presidente FH poderia se comportar como um EX, afinal se o Lula chegou lá foi com muita participação do próprio, mas querer comparar os dois em relação a capacidade literária é um ultraje.
    Quem quiser aprovar a forma populista do Lula fazer política fique a vontade, mas por favor se cale quando alguém questionar a educação do mesmo, é menos feio.

  6. Marconi Morbach

    27 de novembro de 2007 - 06:10 - 6:10
    Reply

    Prefiro não falar sobre Mino Carta. Minhas palavras seriam impublicáveis. Desprezo o sujeito. Quanto a FHC, o que dizer sobre suas declarações? Ele mentiu? Que raio de país queremos? Precisamos, sim, de pessoas qualificadas, estudiosas. Precisamos de intelectuais capacitados, dedicados, honestos, vigilantes. Que representem e que protejam a cultura superior. Precisamos de exemplos! Lula é um exemplo?

    Permita-me discordar de você, caro Hiroshi, mas não acho que FHC tenha sido preconceituoso. Acho é que perdemos nossos parâmetros. Estamos sufocados por rótulos e regras politicamente corretas, tolas, sufocantes. A exaltação à figura de Lula é temerária para o país. É a exaltação da ignorância, do atraso. É um erro de conseqüências abrangentes, incalculáveis, duradouras. Essas conseqüências são maiores do que Lula, do que eu, ou do que você. O país inteiro paga. A preguiça, o conformismo, a incapacidade de reação, a apologia da burrice, do “eu não sabia” ect. A fala de FHC foi maior que ele mesmo. Foi algo simbólico, chocante, quando deveria ser óbvio, lógico, natural. O Brasil precisa desesperadamente de intelectuais capazes de irradiar conhecimento, de disseminar cultura. Quer um exemplo? Assista TV Câmara, TV Senado. O desempenho de nossos representantes (de todos os partidos) é sofrível, deprimente mesmo. São, via de regra, amadores (independente da idade), incapazes de expressar um raciocínio lógico. Não dominam, sequer, sua língua. Tampouco conhecem a história, o decoro, a justiça, o método, o zelo com a coisa pública, o apreço pela democracia e seus princípios fundamentais, a importância e responsabilidade de seus respectivos cargos. Lamento profundamente que seja assim. Por isso, clamemos por novos tempos. Por educação de qualidade, fiel aos fatos, planejada, de longo prazo. Precisamos de educação mesmo, e de verdade, não de caricaturas velhas, embebidas em idéias moribundas, sustentadas em modelos ultrapassados e notoriamente fracassados.

    A condescendência para com o presidente Lula não é saudável para o país. Por conta de sua origem pobre –- faz tempo que ele não é pobre (longe disso), tende-se, sempre, a imunizá-lo. Ele nunca é responsabilizado pelos atos do seu governo. Quando é bom, foi ele, quando é ruim, ele não sabia. Estamos anestesiados!, por isso a fala de FHC parece preconceituosa, quando, ao contrário, é óbvia, correta, e, sobretudo, deveria ser dita por muitos outros.

    PS: Comentário enorme. Me desculpe.

    Um abraço pra você,

    Marconi Morbach.

  7. Anonymous

    26 de novembro de 2007 - 23:53 - 23:53
    Reply

    MINO é um Lulista, e como sempre digo, os Lulistas ou são néscios ou beneficiados.

    Mino manipula os comentários sobre seus poster’s. Todos os meus comentários, por exemplo, nunca são exibidos, porque o Democrata-Petista Mino-Pelêgo-Carta os deleta.

    Pode apurara, por trás de Mino há benefícios do governo Lula.

  8. Val-André Mutran

    26 de novembro de 2007 - 21:09 - 21:09
    Reply

    Caro amigo. Ele pediu que esquecêssemos o que ele escreveu!

    Desta forma ele mesmo nos desautorizou de lê-lo.

    Mais FHC, impossível.

  9. Anonymous

    26 de novembro de 2007 - 18:44 - 18:44
    Reply

    Nao tenho nem noticias se FHC publicou algum livro.
    O FHC pensa que cultura e sinonimo de diploma coisa que na pratica podemos verificar que nao e pois existem inumeras pessoas formadas e formando-se que nao passam de analfabetos culturais enquanto que muitas nao passaram tantos anos na escola e possuem um elevado nivel cultural pois souberam aproveitar a universidade da vida.
    Como dizia o grande filosofo Ibraim Sued :’Os caes latem e a caravana passa’
    Viva o presidente Lula

  10. Anonymous

    26 de novembro de 2007 - 18:03 - 18:03
    Reply

    Ué Mino-Pelego-Carta, eu já li três, só nunca li um de Lula.

    Otton M S

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *