Hiroshi Bogéa On line

Em um dia, Pará bate recorde de ocorrências e já registra 75 casos de coronavírus

Ao todo, o Estado do Pará já conta 75 casos confirmados.

A Secretaria de Saúde do Estado do Pará (Sespa) confirmou, às 19h29 desta sexta-feira (03), mais nove casos de coronavírus no Estado.

Seis casos em Belém; 1 em Santarém; 1 em Castanhal; e 1 em Parauapebas.

Poucos antes, às 18h53, foram confirmados mais 15 casos, com as primeiras ocorrências nos municípios de Benevides (1), Oeiras do Pará (1), Novo Progresso (1), Altamira (1), São Geraldo do Araguaia (1) e Goianésia do Pará (1); além de novos casos em Belém (6), Itaituba (2) e Marabá (1).

Primeira atualização da noite

Na atualização das 18h53, entre os casos de Belém, quatro mulheres com as seguintes idades: 35; 39; 27; e 38 anos. Além de dois homens, um com 32 e outro com 29 anos.

Os casos positivos de Itaituba são de uma mulher, de 24 anos, e de um homem, de 32. Os outros são: homem, de 53 anos (Benevides); mulher, de 41 anos (Marabá); homem, de 23 anos (Oueiras do Pará); homem, de 36 anos (Novo Progresso); homem, de 37 anos (Altamira); mulher, de 22 anos (São Geraldo do Araguaia); e homem, de 48 anos (Goianésia do Pará).

Segunda atualização da noite

Na atualização das 19h29, entre os casos de Belém, seis mulheres, com as respectivas idades: 42; 34; 80; 28; 38; e 65. Nos outros municípios: um homem, de 44 anos (Santarém); um homem, de 60 anos (Castanhal); e um homem, de 51 anos (Parauapebas).

Este foi o maior número de novos casos de covid-19 em um balanço da Sespa. No twitter, um internauta questionou a Secretaria sobre os testes rápidos para detectar a doença. “Já chegaram os testes rápidos? Qual a previsão? Com certeza o número de contaminados é bem maior”, comentou Alisson Damasceno.

“Os referidos testes devem ser usados com cautela. Sua utilização se torna mais precisa a partir do 7º dia do aparecimento dos primeiros sintomas, já que detecta somente os anticorpos produzidos por uma pessoa com covid-19”, respondeu a Sespa

 

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *