Hiroshi Bogéa On line

Em nota, Sintepp condena nome de Bressan e ataca duramente vice-prefeito eleito, Luiz Carlos Pies

 

 

Sintepp divulga nota dura, atacando diretamente o vice-prefeito eleito Luiz Carlos Pies, denunciando agora, de forma oficial, a indicação de Luiz Bressan para a Secretaria de Educação.

A nota foi distribuída a todo imprensa, com pedido de publicação – o que fazemos a seguir:

 

—————————————

 

Por que a Educação?!

 

 

Vice-prefeito eleito começa a mostrar para que veio, pois já começou a criar os primeiros problemas para a nova gestão!

                  Com todo respeito a nossa categoria e a sociedade marabaense, queremos deixar claro que não podemos nos calar diante do impasse criado em torno da Secretaria Municipal de Educação. Luiz Carlos, o vice-prefeito eleito, tem sufocado a todos com o seu desejo de mandar na SEMED. O mesmo está passando dos limites e centraliza todos os poderes de decisão em suas mãos e não quer permitir que as demais forças políticas e muito menos os trabalhadores em educação, opinem sobre quem será o novo Secretário.

                  Exatamente por isso, e porque lutamos todos os dias contra este tipo de postura, é que decidimos ser contra a presença de Luiz Carlos e de pessoas ligadas ao seu grupo conduzindo a nossa Secretaria. Temos a clareza de que o PT é muito maior do que Luiz Carlos e o Bressan, e, exatamente por isso, concordamos que a Toinha do PT é de longe a única pessoa do Partido dos Trabalhadores capaz de conduzir e implementar o Programa de Governo do prefeito eleito, João Salame Neto.

                  Tivemos informações de que o Sr. Luiz Carlos e seu grupo avaliaram o nosso PCCR como uma Lei cheia de exageros. Exageros estes que valorizaram a nossa categoria! Isso no mínimo acende uma luz amarela e nos deixa todos em estado de alerta, pois o Programa de Governo do João foi amplamente divulgado no seio da categoria. João fez questão de assinar uma carta compromisso com as pautas dos trabalhadores da educação. Não podemos permitir que a indicação de Luiz Carlos, Bressan ou qualquer outra pessoa ligada a estes senhores, seja sinônimo de qualquer ameaça às nossas conquistas e às nossas lutas. Portanto, queremos deixar claro que não vamos nos curvar à prática hegemonista do Sr. Luiz Carlos Pies e seu grupo e estamos dispostos a ir até as últimas consequências para defender os interesses de nossa categoria.

                 Toinha do PT foi a única vereadora eleita por seu partido, mesmo sem o apoio do PT pra valer do Sr. Luiz Carlos, que investiu pesado na candidatura do candidato Bressan. Imagine se o vice precisasse dos votos proporcionais para garantir a sua eleição?! Temos certeza que não estaríamos passando por este problema, pois não temos dúvidas de que Luiz Carlos não teria chegado nem para vereador. Diferente de Luiz Carlos e seu grupo, Toinha do PT já militou como Coordenadora Geral do SINTEPP DE MARABÁ e exatamente por isso tem o conhecimento necessário sobre as nossas lutas e reivindicações históricas.

                Diante de tudo isso, vemos como um grande equívoco permitir que o Sr. Luiz Carlos tenha tanta influência no Governo eleito. A luta pelo poder dentro da SEMED acabará apenas mudando a sigla partidária presente naquele órgão e os servidores é que “vamos” continuar pagando a conta de tudo isso. A Secretaria de Educação é fundamental para todos os trabalhadores em educação e é por isso que sempre apostamos no nome de pessoas preparadas não apenas tecnicamente, mas com experiência e capacidade política para lidar com as diferenças, pois só assim podemos construir juntos uma proposta essencialmente classista; voltada para garantir a verdadeira valorização de todos os servidores da educação.

                Concordamos que acordos políticos podem ser revistos, desde que seja para garantir um bem maior, neste caso a educação é o nosso bem maior. A Secretaria de Educação precisa voltar para o PPS, pois não aceitamos que uma pasta tão importante vire refém de disputas internas e muito menos parte de um profundo egoísmo presente na postura do Sr. Luiz Carlos. Por outro lado, caso os acordos sejam mantidos, e a SEMED fique realmente com o PT, torna-se condição essencial para nós que o nome escolhido seja homologado pela categoria em voto direito. Queremos ratificar a você, João Salame e a todos àqueles que acreditam que você é a verdadeira mudança, que nós e a categoria apostamos no nome da Vereadora Toinha do PT, pois não podemos aceitar amadorismo na SEMED; não podemos aceitar a falta de conhecimento e experiência. A categoria não pode esperar que estas pessoas aprendam ou adquiram experiência; a categoria não vai suportar mais um Ney Calandrine na Secretaria de Educação.

                Esperamos que o prefeito eleito assuma o controle da situação e não permita que a SEMED se transforme num instrumento político voltado ao empreguismo e a corrupção. A hora de mostrar que está do lado da categoria é essa!

                O SINTEPP, enquanto entidade representativa dos trabalhadores em educação estará vigilante, pois precisamos por um fim o quanto antes neste impasse criado pelo Sr. Luiz Carlos Pies.

A Coordenação

Wendel Bezerra, Francisco Neto, Arnaldo dos Santos, Edivaldo Viana, Tatiana Alves, Aurismar Queiroz, Lucimar Tavares, Ana Corrêa e Suely Vidal

Post de 

32 Comentários

  1. Esperança

    13 de dezembro de 2012 - 23:00 - 23:00
    Reply

    Obrigada Hiroshi.

    No meu ponto de vista, há muito o que fazer para a educação de Marabá, ela precisa ser transformada e reavaliada. Estarei sempre disposta a ajudar no que for preciso, e estiver ao meu alcançe. Pois acho que pra termos uma educação de qualidade, primeiramente, ela precisa e deve ser o foco principal de qualquer discursão, antes de qualquer coisa. Abraços!!!

  2. Esperança

    13 de dezembro de 2012 - 19:51 - 19:51
    Reply

    É inacreditável o que está acontecendo, interesses próprios acima de qualquer coisa. Como educadora fico pensando: “O que está em questão? O perfil do futuro secretário, ou da qualidade da educação de Marabá? Pois não basta ter uma boa educação, é preciso ter uma educação de excelência para mudar esse índice tão baixo no IDEB de Marabá. Vejo cidades no Brasil, bem mais pobres que Marabá, com índice 8,5, 7,5,no IDEB de 2012. Já no próximo ano tem prova Brasil, e não vejo nada de avanço na educação de Marabá que venha elevar o índice para nomínimo 6, sim, pois essa deve ser a nossa meta, na verdade o que vejo, é crianças saindo do 5ºANO (4ªsérie) sem serem alfabetizadas, e qdo chegam no 6º ano, ficam perdidas e não acompanham os demais. Não apenas, uma ou duas escolas, pois a qualidade da educação é baseada no conjunto, como um todo. Vamos pensar nisso???

    • Hiroshi Bogéa

      13 de dezembro de 2012 - 20:01 - 20:01
      Reply

      Esperança, levarei seu comentário à boca do palco, na atualização desta sexta-feira, 14. Valeu!

  3. Wendel Bezerra

    13 de dezembro de 2012 - 13:26 - 13:26
    Reply

    Quere ver essas figuras declarando amores por Luiz Carlos e Bressan é quando o SINTEPP estiver na rua fazendo greve porque o nosso PCCR não avança e porque nossos direitos e vantagens conquistadas no PCCR comecem a desaparecer… Quando vocês vieram até o sindicato pedir apoio para ajudar o João e o Luiz Carlos, vocês já tinham esta concepção política de que o SINTEPP não deve se envolver em decisões políticas?! Então vcs são realmente farinhas do mesmo saco, pois acham que todos somos massa de manobra! mas vocês estão errado e já viram que nós somos de longe mais politizados do que isso que vocês chamam de corrente partidária! Pode vir pra cima, pois nós vamos endurecer! A partir de segunda vamos convocar a categoria para ir pra rua! Tudo que está na nota foi falado na cara do Luis e do Bressan!
    O SINTEPP é uma entidade política, trabalhista e social que defende os interesses da classe trabalhadora… Nossa bancada de educadores está crescendo na Câmara e em breve vamos eleger também um Prefeito da Educação! Isso vocês podem esperar!

    Vocês é que estão no PODER, façam o que bem entender! mas não adianta ficar ameaçando o SINTEPP, pois vocês não nos calarão!

  4. Michael Souza

    13 de dezembro de 2012 - 10:44 - 10:44
    Reply

    Reposta aos senhores CARLOS e MARCIO.
    Senhores a nota ficou clara ou é preciso desenhar para um melhor entendimento ?
    Expressamos atraves deste documento a clara posiçao da entidade sindical enquanto a possivel nomeaçao do senhor Bressam para secretario de educaçao, reconhecemos os avanços relacionadados ao salario do servidor da educaçao ocorrido neste mandato que graças a deus está terminando. Mas tambem lembramos doq eu deixou de ser feito HORA ATIVIDADE, MELHOR APLICAÇAO DA PARTE QUE CABE AOS 40 DO FUNBEB ETC…
    Entao pelo que sofremos nao vamos pagar de novo para ver um secretario que vaiser simplismente uma marionete nas mão do vice prefeito,( luiz carlos ) que se ele se candidata-se sozinho nao seria eleito nem para ser sindico de predio pelo fato de sua rejeiçao ser muito grande na cidade.
    Nao temos poder de indicar secretario mais brigar pela melhoria da educaçao temos sim e olha senhores ja conseguimos muito é só procurar que voces vão saber. e isso sim passa pela opinião por nós colocadas em relaçao aosecretario de educaçao NAO QUEREMO AMADORISMO NA SEMED e muito menos que lá vire cabide de emprego afins eleitoreiros opara 2014.
    E me respondam o bressan fez campanha para que ser secretario de educaçao ?
    Luiz carlos e seu grupo nao conseguiram nem eleger o bressan vereador.
    Toda e qualquer ação no campo da educaçao municipal estaremos presentes que a minoria que voces fazem parte ou nao .
    As açoes politicas estão presentes a todo momento na nossa vida por isso fazemos parte desta discurssão neste momentote pergunto istó não é ser politizado ?
    senhor marcio a historia do PT a pouco tempo atras ficou nas mãos do supremo tribunal de justiça ai todos nós sabemos o que deu .
    Carlos se você acha que lutar pelo direito dos trabalhadores é importunar o gestor então estás na profissão errada. foi IMPORTUNANDO o maurino que todos avanços foram conseguidos ou esqueceu o PCCRM DE 2011 ?

  5. Marcio

    12 de dezembro de 2012 - 22:31 - 22:31
    Reply

    Essa Postura de Sintepp parece Postura de Ditador….
    Se a Prof.Toinha fosse Tão boa pq que ela não foi Eleita Pra ser Presidente Novamente.
    Quem Nomeia é o João Salame e não tem SINDICATO,ORGANIZAÇÃO,GREVE,OU ALGO DO TIPO.
    O PT tem histórias no Brasil.
    Tão Parecendo Minino Emburrado,que se não for do eito deles.Faz Birra.
    Por Favor.Deixa de Crise.
    Eu Apoio o NOME DO BRESSAM Para ser Secretário de Educação Sim.
    Parece que o Cara é Mais ÉTICO DO QUE A TOINHA.

    E Concordo com o Carlos!
    TANTO A TOINHA COMO O PEDRO SOUZA FOI ELEITO PRA SER VEREADOR E NÃO SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO!

    SINTEPP – PROCURE SE POLITIZAR ANTES DE QUERER COBRAR ALGO!

  6. CARLOS

    12 de dezembro de 2012 - 15:28 - 15:28
    Reply

    SINTEPP.

    TOME O SEU LUGAR QUEM DECIDE QUEM SERÁ O NOVO SECRATÁRIO OU SECRETÁRIA DE EDUCAÇÃO É O GESTOR!
    O BRESSAM CURSA MESTRADO EM FILOSOFIA NA UFPA.
    ELE É BEM MAIS QUALIFICADO DO QUE A TOINHA!

    TOINHA FOI ELEITA PARA SER VEREADORA E NÃO SECRETÁRIA DE EDUCAÇÃO!

  7. CARLOS

    12 de dezembro de 2012 - 15:22 - 15:22
    Reply

    Hiroshi, qual é mesmo o papel do SINTEPP? É deferender os interesses da categoria? Ou interferir em nomeações de membros da equipe de governo? No debate posto, fica clara a postura política do sintepp que talvez deixa de exercer o seu dever enquanto entidade representativa de classe.
    Parece que o mais coerente é ficar de fora e buscar dialogar com os gestores (prefeito e secretário) caminhos para fortalecer a tão sofrida educação brasileira. Não estabelecer crise política, antes mesmo de conhecer as propostas do novo governo para os próximos 4 anos. Que absurdo!!!! Onde já si viu isso!!!!
    Questão política interna partidária não é de interesse de sindicato enquanto tal. Além do mais, acho essa postura deselegante com o PT, prefeito eleito, Bressan, Luiz Carlos e toda a sociedade que não tem nada com isso.
    Que fique claro, quem escolhe e nomeia os seus assessores é o gestor eleito democraticamente por muito mais do que um mil e poucos votos.
    Parabéns Salame, não dê ouvido a quem vai tanto vai lhe importunar durante toda a sua gestão.
    Entendo que o Bressan é pessoa qualificada e capaz de conduzir uma proposta de governo para a educação de Marabá.
    Abraço, e vamos discutir propostas para a educação e não picuinhas de egos feridos.

  8. Michael Souza

    12 de dezembro de 2012 - 13:36 - 13:36
    Reply

    O problema francisco que o exemplo que você deué exeção se está tudo bom na educaçao do brasil é uma opinião sua, e tambem o problema é outro a forma como o nome está sendo proposto empurrado de guela abaixo pois o vice prefeito so aceita indicaçao da tendencia do partido dele isso camarada nem de longe lembra democracia tao pregada.
    em relaçao a vida do servido o sintepp sub sede maraba está sempre opinando e brigando pelo direito e melhoria do servidor E NAO ABRIMOS MAO DISSO.
    ELEIÇAO DIRETA JA PARA SECRETARIO.

  9. Francisco

    12 de dezembro de 2012 - 09:14 - 9:14
    Reply

    Essa discussão ainda vai render muito pano para as mangas, eu como educador não vejo outro nome para a pasta a não ser o da Sra. Katia Américo.

  10. Evandro

    12 de dezembro de 2012 - 08:55 - 8:55
    Reply

    Para quem não sabe o ministro da educação Aloizio Mercadante, não é professor. No entanto ele está fazendo um ótimo de trabalho. O presidente lula nunca estagiou e ainda fez um ótimo trabalho. O atual prefeito Maurino Magalhães estagiou por 5 mandatos consecutivos e fez uma gestão que muitos consideram desastrosa. Quem deve escolher o secretário de educação é o prefeito e não o SINDICATO. Também não acredito que a questão discutida seja se o nome do Bressan ou da Toinha seja o mais preparado….

  11. bideco

    11 de dezembro de 2012 - 22:45 - 22:45
    Reply

    Meu caro Hiroshi, esse debate a respeito de barganha política em governo, diverte muito o TM, que se livrou disso, não por gosto!
    Que absurdo!!! Agora aparece até ex-candidato reivindicando espaço. Até que vejo com normalidade, mas.. pela mídia? Não entendo.
    Essa galera tem que entender que o prefeito é o Salame, cabe a ele escolher seus assessores e pronto!!!! Ah!! Essa galera que gosto de expor o partido e dirigentes nos meios de comunicação, já foi derrotada nas prévias do PT. E como foi!!! Lapada!!!
    Abç.

  12. Wendel Bezerra

    11 de dezembro de 2012 - 20:37 - 20:37
    Reply

    É interessante como algumas pessoas aproveitam o anonimato e a possibilidade de usar pseudônimos para tentar desvirtuar a realidade dos fatos.
    O SINTEPP – Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Estado do Pará, é a única instituição que tem moral para cobrar uma indicação coerente para uma pasta tão importante como a Educação. São os interesses da nossa categoria que estarão em jogo! Uma escolha errada, inviabilizará as reivindicações de milhares de trabalhadores que dependem todos os dias dos seus vencimentos. Temos clareza que estamos no caminho certo. Se o Prefeito não compreender que a nossa categoria tem influência direta em sua eleição, nós não vamos desistir de continuar lutando por um governo que realmente reconheça a classe trabalhadora! Não apenas da educação, mas de toda a nossa administração pública municipal… É interessante como algumas rapozas velhas ligadas ao PT tentam manipular a nossa nota… Queremos alguém da educação, com formação técnica e com experiência! Isso é pedir demais?! Isso é não se preocupar com os interesses da categoria?! Façam mil favor! Será que vocês acham que todos somos burros?! A nota é clara: o PT pode até indicar alguém, mas nós defendemos a escolha democrática com a participação de toda a categoria! Leiam a NOTA

  13. Michael Souza

    11 de dezembro de 2012 - 13:55 - 13:55
    Reply

    Resposta ao casemiro.
    casemiro o sintepp sub sed maraba nao tem interesse proprio na indicaçao de que quer que seja simplismente nao aceitamos um estagiario na secretaria de educaçao so por que le é da tendencia do vice prefeito dentro do PT.
    E outra situaçao a criaçao do pccrm de 2011 foi interesse proprio , a gratificaçao do apoio em 10% proporcionau ao salario foi interesse proprio , a educaçao é uma das poucas secretarias com salario de novembro , dezembro e 13° garantidos foi interesse proprio, os 15% de regencia aos professores foi interesse proprio.
    procure se INFORMAR para não está reproduzindo besteiras. A ia esquecendo 25% ESPEC. 100% MESTRADO 150% DOUTORADO E interesse proprio é BRINCADEIRA ………… SE VC FOR PROFESSOR E SO ESTUDAR PARA TER OS MESMOS DIREITOS.
    O PCCRM DO PESSOAL DE APOIO EM GERAL JA ESTÁ SENDO CONSTRUIDO SERÁ FINALIZADO EM 2013

  14. Josélio Assunção

    11 de dezembro de 2012 - 12:55 - 12:55
    Reply

    Prezados companheiros: Wendel Bezerra, Francisco Neto, Arnaldo dos Santos, Edivaldo Viana, Tatiana Alves, Aurismar Queiroz, Lucimar Tavares, Ana Corrêa e Suely Vidal…
    Essa nota é de extrema importância não somente para os trabalhadores da educação como para toda população marabaense… que fique aqui registrado a temerosidade dos servidores de educação há uma provável continuidade de gestão desastrosa. Marabá já está em estado de alerta e não tem espaços para prováveis testes. Isso vale para todas as secretarias, departamentos e chefias.
    Inclusive estou com um documento já pronto que irei entregar nas mãos do prefeito eleito “alertando justamente sobre esses possíveis amadorismos dentro dos espaços públicos para atender acordos partidários em detrimento dos servidores efetivos e da população.
    Vou mais além, acho que cada um deve ficar em seu quadrado: executivo, legislativo e judiciário. Hora, se a principal função do legislativo é fiscalizar o executivo, poderia este ter parte no executivo e fazer seu papel com total imparcialidade?
    Senhores vereadores eleitos: Façam tão somente seu papel de vereadores e já ficaremos satisfeitos com o cumprimento das atribuições que lhes outorgamos. Da mesmo forma nos reportamos ao executivo: João Salame – Não caia no mesmo erro desta gestão que se finda de forma desastrosa que preferiu está bem com a grande maioria dos vereadores e esqueceu do povo que o elegeu. Mas a resposta veio em alto e bom tom. Que sirva de exemplo tanto para o executivo, legislativo e judiciário.

    O povo confiou a V. Excia. senhor prefeito e não a vereadores a execução das políticas públicas de nosso município. E aos senhores vereadores confiamos à honrosa função de fiscalizar. Lembrem-se: cada um no seu quadrado!!

  15. Antonio Gomes

    11 de dezembro de 2012 - 11:58 - 11:58
    Reply

    Hiroshi, Manda o seu Email pessoal que eu mando uma copia desse documento do PT prá Valer assinado para vc.

  16. Antonio Gomes

    11 de dezembro de 2012 - 11:56 - 11:56
    Reply

    Marabá, 07 de dezembro de 2012.

    Documento de Candidatos a Vereador do PT de Marabá, com cópias para: Excmo. Sr. João
    Salame (Prefeito eleito), Luis Bressan (Presidente PT), equipe Coletivo de Tendências (AS, DS,
    UL, PTPV)

    Para um futuro político promissor e fortalecimento do PT em Marabá, através da composição
    do novo governo, avaliando a proporcionalidade dos votos dos candidatos e candidatas pelas
    suas tendências apresentada pelo nosso excelentíssimo vice-prefeito eleito, Sr. Luiz Carlos
    Pies, com 67% para o PT pra Valer dos votos, nós candidatos, Milton Maranhense com 989
    votos, Wilson Simões com 308 votos e (Roberto da 33 com 222votos) chegamos em um
    consenso de maior fortalecimento do partido e precisamos participar das discussões, sendo
    proposto abaixo duas situações, das quais consideramos importantes:

    Proposta 1
    Toinha A.S. assumir a Secretaria de Educação.
    Marcelo U.L. assumir Secretaria de Turismo.
    Bressan PTPV assumir outra Secretaria.
    Milton Maranhense PTPV assumir o mandato como vereador.

    Proposta 2
    SDU ou Secretaria de Saúde PTPV – Luiz Carlos ou Bressan
    Turismo UL – Marcelo
    Agricultura PTPV – Milton Maranhense
    E outra Secretaria AS – indicação da vereadora Toinha

    De outra forma, nós Milton Maranhense, Wilson Simões e Roberto da 33 que totalizamos
    1519 votos do PTPV equivalente a 22,47% dos votos totais a vereador, não concordamos
    com a contabilização apresentada para o cenário de indicação do PTPV para a Secretaria de
    Educação em detrimento ao enfraquecimento geral do partido, pois não fomos ouvidos e nem
    participamos de qualquer discussão relacionada a composições e nesse sentido, queremos
    somar forças a AS, DS e UL que somam 33% dos votos para vereador e em resumo esta nova
    configuração resulta em 56,23% dos votos totais.
    Para que a zona Rural seja contemplada e representada politicamente faz-se necessário a
    inclusão de Milton Maranhense para ser uma voz pública, como vereador ou Secretário, para
    trazer as melhorias que a muitos anos são mais que imperativas.

    Milton Maranhense PTPV

    Wilson Simões PTPV

    Roberto da 33 PTPV

  17. casemiro

    11 de dezembro de 2012 - 11:42 - 11:42
    Reply

    Não acredito que a questão discutida seja se o nome do Bressan ou da Toinha seja o mais preparado. Interesses existem dos dois lados, é claro. Assim como existe interesse do Sindicato, que infelizmente não são os mesmos dos trabalhadores da educação. Faz tempo que no Brasil os sindicatos deixaram de defender os direitos dos trabalhadores. Atualmente estes sindicatos só servem para defender interesses dos seus dirigentes e de alguns partidos políticos. E já que o assunto é pertinente, faz tempo também que o PSOL deixou de ser um partido de esquerda. Precisamos de um novo partido que realmente defenda os interesses do trabalhadores.

  18. Aurismar L. Queiroz

    11 de dezembro de 2012 - 11:00 - 11:00
    Reply

    Resposta ao bideco

    Senhor (a) bideco, sua senhoria deve ser parvo de entendimento ou está querendo dar uma de Jão sem braço, camarada. Leia a postagem. Atualize-se sobre as questões políticas do município. Quem te informou que educação está à margem da política? Você não entendeu ainda do que se trata? Que pena não dá para postar aqui um desenho explicando a situação. Estamos lutando contra uma situação que se configura claramente: a Semed mais uma vez entregue a um secretário “marionete” como foi aquele que entrou mudo e saiu Calladinho. Você entende? Quem perde com isso? A classe que representamos, os profissionais da educação desse município. Não é nos alienando da “briga” que vamos, como você mesmo diz “fortalecer a tão sofrida educação”, municipal, diga-se. Essa “crise” não foi gerada por nós, pelo contrário, estamos tentando uma solução para o impasse gerado pelo vice-prefeito eleito. E mais, “deselegante” está sendo o senhor Luis Carlos com a categoria que o ajudou a está no posto que está. Sindicato que quer ser elegante com partido político é no mínimo suspeito. Queremos rasgar o verbo com quem quer que seja, com que partido for, até mesmo o nosso, contanto que os avanços duramente conquistados pela categoria sejam mantidos. Para discutir educação você teria que ter a decência e a elegância de se identificar e não se esconder num pseudônimo.

  19. Francisco

    11 de dezembro de 2012 - 09:07 - 9:07
    Reply

    Não me é estranha que alguns que se intitula dono PT em Marabá, agir dessa forma por cargo (secretaria) a final o interesse maior não é a população e sim os votos que tal secretaria vai gerar, votei no Sr. João Salame quanto ao Sr. Luis Carlos ele é simplesmente um vice e deve se colocar em seu lugar, a maneira mais correta de se buscar um novo secretário de educação seria que os próprios servidores da pasta escolhesse e ponto final, antes de iniciar um mandato já começaram as trincheiras por secretarias.

  20. anonimo

    11 de dezembro de 2012 - 08:23 - 8:23
    Reply

    joão dá essa pasta para o pdt , que já um lutador direto pela educação

  21. anonimo

    11 de dezembro de 2012 - 08:22 - 8:22
    Reply

    joão dá asya pasta para o pdt , que já um lutador direto pela educação

  22. bideco

    11 de dezembro de 2012 - 04:45 - 4:45
    Reply

    Hiroshi, qual é mesmo o papel do SINTEPP? É deferender os interesses da categoria? Ou interferir em nomeações de membros da equipe de governo? No debate posto, fica clara a postura política do sintepp que talvez deixa de exercer o seu dever enquanto entidade representativa de classe.
    Parece que o mais coerente é ficar de fora e buscar dialogar com os gestores (prefeito e secretário) caminhos para fortalecer a tão sofrida educação brasileira. Não estabelecer crise política, antes mesmo de conhecer as propostas do novo governo para os próximos 4 anos. Que absurdo!!!! Onde já si viu isso!!!!
    Questão política interna partidária não é de interesse de sindicato enquanto tal. Além do mais, acho essa postura deselegante com o PT, prefeito eleito, Bressan, Luiz Carlos e toda a sociedade que não tem nada com isso.
    Que fique claro, quem escolhe e nomeia os seus assessores é o gestor eleito democraticamente por muito mais do que um mil e poucos votos.
    Parabéns Salame, não dê ouvido a quem vai tanto vai lhe importunar durante toda a sua gestão.
    Entendo que o Bressan é pessoa qualificada e capaz de conduzir uma proposta de governo para a educação de Marabá.
    Abraço, e vamos discutir propostas para a educação e não picuinhas de egos feridos.

  23. EDUCADOR

    10 de dezembro de 2012 - 23:45 - 23:45
    Reply

    Ora, porque a educação? A secretaria com a maior fatia do orçamento do governo. Quase 200 milhões para 2013, sem contar com os aumentos que o fundeb terá em 2013. É por isso que o PT pra Valer ( o desejo do Luis Carlos) quer tanto essa secretaria. A campanha para eleger um deputado (ou deputada) custa caro. Tenho certeza que os deputados e as demais bancadas do PT a nível estadual e nacional não vão deixar o Luis estragar essa parceria que teria tudo para dar certo.

  24. Aninimo

    10 de dezembro de 2012 - 23:13 - 23:13
    Reply

    Sr. Prefeito, João Salame, estou começando a ficar preocupada com o seu mandato, quando leio notas como estas que o sindicato colaca na midia também preocupado com o destino da educação. Eu que sou educadora ha 20 anos e moro em Marabá a 27, já vi neste municipio de tudo, até tocador de forró ser secretario de saude. E agora para a surpresa dos educadores ser nomeado um agronomo para ser secretario de educação. Por favor prefeito, faça valer a confiança que o povo colocou em voce, se vista de macho e dite as regras, para isso foi que nos te elegemos. Não seja como o maurino o povo governando e deu no que deu.

  25. João Araújo

    10 de dezembro de 2012 - 23:00 - 23:00
    Reply

    É verdade, o PT de Luiz Carlos não pensa em educação e o melhor para a Marabá. Só pensa em se dar bem, por que o Luiz entende que com a secretaria de educação na mão, ele elege sua mulher bernadete a deputada federal em 2014. Mas, eu não acredito que será o Bressan secretário de educação, eu acho que quem vai ser secretário é o proprio Luis Carlos. Por que o Luis sabe que o prefeito não aceita o nome do Bressan, isso já está comprovado, e na ultima hora, o Luis dá o golpe no Bressan e coloca o nome dele mesmo como secretario, por que ele sabe que o João não tem coragem de rejeitar o nome do Luis como secretario. E ai o Bressam se lasca, por que nem a camara e nem a semed. Fica velhaco Bressam que o Luis é maquiavelico, e tu sabe bem disso.

  26. Ronildo Guilherme

    10 de dezembro de 2012 - 22:49 - 22:49
    Reply

    Veja que brilhante gestão faz Luiz Carlos e seu grupo no ENGESSADO Incra de Marabá! É este modelo de gestão que vai para a educação municipal?

  27. Eu já sabia...

    10 de dezembro de 2012 - 20:15 - 20:15
    Reply

    Quando João Salame aceitou Luiz Carlos como seu vice, eu sabia que isso iria acontecer, ou seja, os talibãs do PT se matando pelos cargos e secretarias.
    Todos sabem que o PT em Marabá é dividido em várias facções, e que fazem absurdos na briga pelo poder.

    Abre o olho João, se não…

  28. ana maria

    10 de dezembro de 2012 - 20:02 - 20:02
    Reply

    Boa noite, será q antes do novo prefeito assumir eu vou me arrepender de tem voto nele. Bressan naooooooooooooo. muito arrogante , eletizando , ele nao prefeito joao salame;;;;;;;;;

  29. Antonio Gomes

    10 de dezembro de 2012 - 18:57 - 18:57
    Reply

    Hiroshi, eu estava presente na reunião do PT que decidiu o nome do Bressan a SEMED, fiquei abismado sobre as colocações feita no local e os ataques feito a vereadora Toinha do PT, fomos ate obrigados a assinar uma carta de advertência contra ela, se ela não deixasse a disputa pela SEMED, o grupo que eu faço parte, pediria a expulsão dela do Partido. Nessa ocasião, o grupo da Toinha, do Ademir e do Marcelo, não foram para essa reunião. Concordo com a não ida deles, pois um cargo como a SEMED não deve ser decidido em uma reunião como essa. Pois muitos que estavam ali são do grupo do Luiz Carlos, e não estavam ali para decidir o que seria melhor para a educação de Marabá, mas sim, para decidir o que seria melhor para o Luiz Carlos e grupo…

  30. Michael Souza

    10 de dezembro de 2012 - 18:00 - 18:00
    Reply

    Eu como filiado ao sintepp -sub sede maraba concordo em genero, numero e grau com a colocaçao da nossa coordenaçao a secretaria de educaçao nao deve servir de cabide eleitoral para ninguem, lá não é lugar para estagiario precisamos de alguem que conheça dos caminhos da educaçao e nao fique treinanando 4 anos nesta secretaria.
    E achar o PCCRM muito exageraado meu amigo você está desrespeitando toda uma luta dessa categoria para garantir o nossos direitos e a qualificaçao dos trabalhadores.
    Confio no prefeito eleito JS que ele nao vai deixar isso acontecer pois acreditei nele no periodo eleitoral e também porque temos uma carta compromisso assinada por ele para colocar em pratica em favor da categoria categoria, iremos cobrar isso do governo.
    Ja falei isso em outros comentarios Senhor luiz Carlos monte uma escola e coloque o Bressan para estagiar lá.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *