Elka: punição remunerada

Publicado em 19 de janeiro de 2011

Respondendo à sociedade com extrema rapidez, Ministério Público e Justiça de Marabá determinaram o afastamento da vereadoira Elka Queiroz (PTB) de suas funções, na Câmara Municipal, enquanto a mesma é alvo de investigação por desvio de função, ao largo de denúncias feitas por este blog.

Mas, pelo que o poster acaba de checar, as ações do  MP e da Justiça, inicialmente comemoradas pela sociedade, terão pouca utilidade no processo de moralização do legislativo.

Ao contrário, a determinação de afastamento da vereadora se transformará num atrativo período de férias remuneradas já que a Justiça não setenciou a suspensão dos salários de Elka.  Ou saja, a punição o afastará do dia a dia da Câmara mas com remuneração garantida todo final de mês.

Vida mansa paga graciosamente com dinheiro da população do município.

Amanhã, voltaremos a tratar desse assunto.