Hiroshi Bogéa On line

Elka deu as caras na CEI

Finalmente, a vereadora Elka Queiroz (PTB) apresentou-se diante da Comissão Especial de Investigação para defender-se das acusações de desvio de função e quebra de decoro, acompanhada de um novo advogado, durante audiência de instrução realizada nessa segunda-feira, 7, na Câmara Municipal de Marabá.

João Nery é o novo advogada da parlamentar, em substituição a Inocêncio Mártires.

Passada a fase das chamadas oitivas, quando acusada e  testemunhas são ouvidas pela CEI, relatório da investigação será encaminhado ao plenário para aprovação ou não do que for sugerido pelos três membros da comissão.

Até o presente momento, a tendência é de que a CEI relate pela suspensão do mandato da parlamentar por 90 dias, bem como retirada do veículo locado para a vereadora. No mínimo, é isso o que espera a sociedade marabaense.

Caso a punição seja mais branda, a atual Câmara Municipal estará, definitivamente, desmoralizada.

Post de 

12 Comentários

  1. Anonymous

    10 de fevereiro de 2011 - 16:46 - 16:46
    Reply

    Engraçado- na nossa cidade de BOM JESUS DO TOCANTINS o vereador e presidente da câmera municipal desviou milhões… e nada aconteceu os demais vereadores chamados representantes e fiscais do povo fingiram-se de cegos surdos e mudos.ISSO E UMA VERGONHA………………

  2. Anonymous

    10 de fevereiro de 2011 - 12:58 - 12:58
    Reply

    Esse caso da Elka é fichinha, frente ao caso da vereadora de Belém (Capitã Vanessa) que admitiu uma empregada doméstica como sua assessora sem ela saber.

    A vereadore recebia todo o valor do sálario da doméstica que nem sabia que era servidora contratada da Camâra Municipal de Belém!

    Lá acabou em maniçoba e pato no tucupi!

  3. Anonymous

    9 de fevereiro de 2011 - 23:19 - 23:19
    Reply

    Se o galego Nagib fizesse isso mesmo, voltaria a acreditar na possibilidade de se encontrar gente honesta e séria na classe política. Cancela esses carros, vereador, e faz teu nome.

  4. Anonymous

    9 de fevereiro de 2011 - 22:17 - 22:17
    Reply

    O Dr. Nagib, presidindo a Câmara, bem que poderia acabar com essa farra de veículos alugados a vereadores com dinheiro público. Mostraria que noa tem medo de cara feia e começaria a reescrever o seu retorno político à vida do município de forma sadia e ética.

  5. Anonymous

    9 de fevereiro de 2011 - 20:49 - 20:49
    Reply

    Eleitor indignado,

    É uma vergonha à postura do vereador ronaldo yara(membro da comissão especial de investigação)
    dizer no plenário da câmera que a vereadora afastada elka não seria
    punida com cassação, pelo episódio da farra com carro em belém e em são paulo pago e abastecido com o dinheiro do povo, vereador ronaldo está com pena?
    Renuncie e de o cargo eo carro para ela e aguarde à resposta do povo que lhe elegeu e paga o seu salário!!!

  6. Anonymous

    9 de fevereiro de 2011 - 03:04 - 3:04
    Reply

    É, vamos todos para a pizzaria comer uma dde calabreza com quijo chiclete.

  7. Anonymous

    9 de fevereiro de 2011 - 00:43 - 0:43
    Reply

    Me perdoe Sr. Hiroshi…eu fiz o comentário infeliz, o qual pedi para o Sr não divulgar….delete e e esqueça tudo o que escrevi….pois não havia passeado por todo o Blog para perceber que minha opinião foi postada…Perdão novamente!

  8. Anonymous

    9 de fevereiro de 2011 - 00:35 - 0:35
    Reply

    Nusssssssss….Não quero que você divulgue isso, só que você leia e aproveite o que lhe for melhor! Agora eu fiquei triste com seu blog Sr. Hiroshi….e duvidando de sua capacidade de gerenciar e analisar mensagens que realmente traga fatos como o exemplo de outro município que conseguiu vencer com a mobilização de pessoas éticas, que querem o melhor pra sua sociedade…..Digo isso, pois o Sr. divulga comentários horríveis como esse último e perde a oportunidade de aproveitar um texto, que faz um paralelo com cidades de nº populacional parecido, história de governo parecida, para advertir quem escreve sem noção do perigo… essas agressões à citada vereadora…que nãolevam a nada…Sinto muito não poder contar com a imparcialidade e a seriedade de boas contribuições…Paciência, e ver se há outra pessoa com tal gana de ver melhorar a nossa Marabá!

  9. Hiroshi Bogéa

    8 de fevereiro de 2011 - 23:16 - 23:16
    Reply

    19:35, estou publicando teu infeliz comentário para adverti-lo. Esse texto não merecia mais do que uma empurrada à lixeira, mas é preciso alertá-lo de que a vereadora Elka Queiroz cometeu um deslize de ordem ética que está sendo apurado. Daí até a expressão "essa mulherzinha", como usas no comentário, há uma distância imensa. A questão é de ordem política. Atingi-la com termo rasteito e dramaticamente marginal é um desrespeito à Mulher e a cidadã que ela representa. É bom expelir essa raiva concentrada maldosamente em teu fígado, quando vieres fazer outro comentário no blog.

  10. Anonymous

    8 de fevereiro de 2011 - 22:35 - 22:35
    Reply

    o pior é q essa câmara vai de mal a pior. infelizmente essa mulherzinha que nada fez até hoje vai continuar como vereadora.. é um escândalo isso!

  11. Anonymous

    8 de fevereiro de 2011 - 16:34 - 16:34
    Reply

    Fala Sério, verearora!!!!

    Caro Hiroshi,
    Muitos candidatos quando são eleitos, acham que estão acima do bem e do mal….na maioria falta de preparo pra assumir o cargo.
    Dentro do poder legislativo existe o regimento interno, que norteia todo o funcionamneto desse poder,e 90% dos vereadores de Marabá desconhecem o regimento e também não querem conhecer…"pobres mortais"…acham que o cargo é vitálicio, tem todas as prerrogativas do mundo…e não é assim….os tempos são outros vereadora….mostre a que veio, porque até o momento a sua imagem está totalmente atrelada a práticas politicamente incorretas!!!

    Fala Sério Vereadora Elka!!!!!

  12. Anonymous

    8 de fevereiro de 2011 - 15:04 - 15:04
    Reply

    Espero que no minimo saia essa punição pra vereadora, ou algo mais rigido pra mostrar a todos la dentro que não se pode tudo e que a sociedade ta de olho neles em especial em alguns!!!!!!!

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *