Educadores “trancam” carro de Tião Miranda e gritam palavras de ordem exigindo pagamento de bônus do Fundeb

O carro do prefeito Tião Miranda foi interceptado por educadores, hoje, pela manhã, na entrada da Secretaria de Obras, local onde ele despacha.

Revoltados com a posição intransigente do chefe do executivo  de não pagar os professores da rede pública municipal, repasse do rateio do restante do recurso do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) -, porque segundo ele, já teria aplicado o limite de 70% e a sobra que seria transferida para os docentes será para pagar dívidas da prefeitura com a educação – professores fizeram ato na sede da Sevop, culminando com o bloqueio do carro de Miranda, quando ele chegava no órgão.

Manifestantes passaram a bater e cima do capô do veículo, enquanto Tião e seu motorista tentavam convencê-los a abrir o tráfego para que entrasse na secretaria.

Palavras tipo “caloteiro”, “sem-vergonha”, “paga os educadores”, entre outras, despontaram durante a manifestação.

Depois de muito empurra-empurra entre manifestantes  e batidas na lataria do carro,  Tião Miranda baixou o vidro do veículo,  falou alguma coisa com lideranças do movimento e depois teve a liberação do carro permitida.

Tatiana Alves dos Santos, secretária geral do Sintepp (Sindicato dos Educadores) conseguiu depois falar com o prefeito, pelo telefone.

Segundo a líder sindical, Tião mostrou-se irredutível, mas disse que receberá uma comissão com quatro representantes, para discutir a questão que já se arrasta por muito tempo.

A data da audiência ficou de ser confirmada esta semana.

Tatiana falou para o prefeito de que a agenda de protestos será mantida e que a próxima manifestação será na frente da casa dele.

Para Tatiana esse é um direito de todos que trabalham em favor da educação, e que a classe deve ser abonada com esse recurso que o prefeito alega que não pode pagar.

Abaixo,  registro do momento do “tranco” do carro do prefeito.

 

 

A agenda de manifestações dos educadores permanece firme, conforme card compartilhado nas redes sociais.

 

 

https://www.youtube.com/watch?v=I6WAjv5w1Vk