Hiroshi Bogéa On line

Educação de Marabá tem rombo de R$ 5 milhões

 

 

 

Divulgou-se na cidade que na administração passada, apenas a secretaria de Educação teria desenvolvido boa gestão, durante os quatro anos de Maurino Magalhães, não deixando nenhuma herança maldita.

Não é verdade.

Na Educação, também, gerou-se o caos.

O blog pesquisou até chegar aos números finais do buraco negro ali existente.

Até o momento, caso não surjam outras barbaridades, a secretaria tem um rombo  de quase  R$ 5 milhões – mais precisamente R$ 4.680.071,72.

Somente  de imóveis alugados, para funcionamento de escolas, etc.), o passivo é de R$  288.689,00

A parte do município para com o Fundeb,

Dos 40%  do total que o Fundeb destina para a prefeitura  investir  em escolas, o buraco é de  R$  2.876.070,95. Esse montante refere-se ao não pagamento de notas fiscais de compra de carteira, reforma e ampliação de escolas.

De PCCR  (direitos adquiridos pelos educadores), a conta negativa bate em R$  240.035,05.

De ATS (Adicional de Tempo de Serviço), a secretaria tem passivo de R$ 729.205,42

Na rubrica de Recursos Próprios (exceto alugueis ), obrigação da prefeitura em compras diretas,  o débito chega a R$ 582.081,30.

A propósito, é bom registrar a constatação de que essa conta de recursos próprios foi uma das mais atingida pela gestão passada, devido a “facilidade” de se operacionalizar gastos sem a lupa da fiscalização.

Passando a régua, são buracos a serem cobertos pela nova administração de Marabá, numa área da qual se dizia não haver problemas herdados da gestão anterior.

Post de 

4 Comentários

  1. Gleide

    14 de fevereiro de 2013 - 17:48 - 17:48
    Reply

    Espero muito que nesse novo governo NÃO HAJA em HIPOTESE ALGUMA “merecedores” de grandes salarios pela vista grossa.
    É dificil acreditar que não haja corrupção numa fatia de bolo tão suculenta quanto é a da Educação.
    O que leva a considerar nesse novo ano é a condição firme do povo e seus trabalhadores ante a essa pouca vergonha.
    Espero que o secretario de Educação esteja equipado para essa batalha a começar dele.

  2. Func.HMM

    8 de fevereiro de 2013 - 13:41 - 13:41
    Reply

    Hiroshi,no mês passado fiz alguns comentários”denúncias”e como eu já esperava passei a ter um tratamento diferenciado no HMM,visto que um servidor como eu que não concorda com maracutaia incomoda sim algumas pessoas,pois chegou uma sra.de nome BARBARA vindo justamente da SMS dizendo-se coordenadora de RH do HMM e que só estava esperando ser nomeada,ou seja,o prefeito assinar sua portaria o que se isso acontecer é um absurdo já que a ordem é cortar gastos.Ora dar uma portaria a uma pessoa de coordenadora para um setor que tem apenas 4 servidores é brincadeira e mais esse cargo nunca exitiu no HMM.Portanto seria bom que o prefeito ficasse muito atento nos pedidos de nomeações para cargos comissionados e assim evitar gasto sem necessidade.

  3. Paulo Ricardo

    7 de fevereiro de 2013 - 14:54 - 14:54
    Reply

    Não só o Disney, companheiro, mas todo aquele grupo que viraram iluminados, que se beneficiaram e hoje recebem o triplo em detrimento dos outros profissionais que trabalham do mesmo jeito e são concursados na mesma área. Sem contar as pilhas de especializações fraudulentas, que não tem nenhuma validade legal, já que nem são credenciadas pelo MEC e mesmo assim a a prefeitura foi aceitando, sem fazer nenhuma investigação, sem nenhum critério. Sem contar ainda com as diversas pessoas que apenas pagaram por essas especializações de 8 meses e nem cursaram. Oh! Hiroshi, publique um texto fazendo uma análise sobre essas questões. Quem sabe com a repercussão do seu poster, não haja uma auditoria, uma investigação, já que a proposta agora é reduzir gastos. Paulo Ricardo.

  4. Educação

    6 de fevereiro de 2013 - 14:50 - 14:50
    Reply

    Hiroshi, que tal voce investigar o Disney que saiu com um salário de quase 11 mil reais, ele e outros e as provas, o MP pode procurar, estão nas fichas individuais deles, na Administração. Ver folha de pagamento, também. Que tal?

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *