Ecos do "Caso Elka"

Publicado em 20 de janeiro de 2011

O “Caso Elka” tem algumas situações merecendo comentáirios.

Aos ítens.

1- Concluído o relatório da Comissão Especial de Investigação, a discussão dele, em plenário, será amparada pelo clima de corporativismo, ou a maioria dos vereadores está mesmo empenhada em corrigir os desatinos da vereadora investigada, aprovando alguma punição, supostamente a ser sugerida pela CEI?

2- A votação, em sessão especial, será aberta, com cada vereador declarando sua posição, ou o regimento interno facilita a camuflagem da votação, através de escrutínio secreto?

 3- Caso prevaleça o voto secreto, desde já o blog  destaca este fato à população, pedindo para todos ficarem alertas. E sugere, àqueles vereadores envolvidos na seriedade da apuração,  transparência de seus votos, Quem for contra as bandalheiras, declare  abertamente punição à vereadora, deixando na esparrela os favoráveis às safardanas.

4- O advogado Inocênio Mártires, constituido pela vereadora Elka, andou  costeando o alambrado (*). Do jeito que chegou, assim como quem não quer nada, saiu da sala onde se reúne a CEI.

Do alto de sua fama, o competente profissional quis mandar recados aos integrantes da Comissão, como a que chegou a sugerir  a alguns vereadores  presentes naquele momento no prédio, para que eles não “levassem a sério a posição radical do Ministério Público”, conforme contou servidor de um parlamentar.

5- Dos três integrantes da Comissão Especial de Investigação, o poster confia plenamente no trabalho desenvolvido até agora pelas vereadoras Toínha Carvalho (PT) e Irismar Sampaio (PR). Essas duas pessoas estão empenhadas em levar até o fim o caso, buscando a prevalência da ética e da moralidade do legislativo.

O mesmo, com todas as letras, o blog não pode dizer do vereador Leodato Marques (PP), terceiro membro.

Esse moço tem feito um esforço arretado para tudo terminar em pizza.

Se depender dele no plenário, Elka Queiroz não deverá sofrer nenhum dano.

O pastor é buliçoso, muito buliçoso.

Amanhã, voltaremos a tratar deste assunto.

——————

NB: (*) Expressão imortalizada por Leonel Brizola,  própria para designar comportamento de gado propenso à fuga