Economista garante viabilidade de Carajás

Publicado em 9 de junho de 2011

 

Segundo estudos feitos pelo economista Célio Costa, o hipotético Estado de Carajás teria condições de implantar e estruturar sua máquina no primeiro ano de governo.

O novo estado “terá capacidade de investimento de um bilhão de reais (superávit) e capacidade de endividamento de 3 bilhões, o que perfaz 4 bilhões e gera recurso suficiente para investir em ações que estão esquecidas”.

Ele fez exposição à Câmara Municipal de Marabá.

Aqui.