Hiroshi Bogéa On line

É mentira o que foi dito aqui

Não tem fundamento o teor do post “Saindo de Fininho”.
Agora a pouco, Fábio de Castro telefonou desmentindo a veracidade de ameaças anônimas que ele estaria recebendo.
A fonte que repassou ao blog a informação, contatada em seguida, disse que fizera “uma brincadeira, achando que a mesma não seria publicada”.
Antes de trazer à blogosfera, o poster tentou confirmar o informe através de telefonemas ao secretário de Comunicação, cujo celular encontrava-se fora de área.
Confiando na idoneidade testada em vezes anteriores do informente, a nota foi publicada.
Fonte a não merecer mais nenhum tipo de crédito.
Peço desculpas, pela ” barrigada”.

Post de 

9 Comentários

  1. Hiroshi Bogéa

    1 de fevereiro de 2008 - 13:53 - 13:53
    Reply

    Antonio Fernando, encerrando o caso:
    Na minha leitura, “espertíssimo e ambições desenfreadas” não tem tudo a ver.

    Um abraço.

  2. Anonymous

    1 de fevereiro de 2008 - 13:47 - 13:47
    Reply

    Caro Hiroshi,

    Sem querer esticar mais a “corda”, mas esticando: o meu comentário foi com o propósito, com todo respeito como disse, única e exclusivamente, de repor uma questão pra mim clara no seu post; a partir de uma informação madosa e sacana passada por uma fonte que não merece mais crédido, aliás, já muito bem defenestrada por você.
    Na minha leitura, “espertíssimo e ambições desenfreadas” tem tudo a ver. Se na sua não tem, paciência.
    Um forte abraço,

    Antonio Fernando

  3. Hiroshi Bogéa

    31 de janeiro de 2008 - 22:36 - 22:36
    Reply

    Caro “Antonio Fernando”,
    Não fiz nenhuma insinuação maldosa contra o Wadinho. O citei como dono e ligado a outra agência, inclusive chamando-o de espertíssimo.
    Conheço o Wada e sei que ele é uma pessoa esperta, inteligente e que estava atrás dos interesses de suas empresas.
    Quando citei a questão de que as hipotéticas ameaças poderiam vir do meio publicitário, é porque sabemos (você muito mais que eu), como ficam nervosinhos e
    “valentes” alguns donos de agências quando disputam licitação dessa enverdadura.
    Fazem “ameaças” sim. Só ameaças. Jogo psicológico.
    Insinuante juizo de valor está partindo de você, parceiro. Que sabe jogar pesado, sim, muito pesado.

    Wadinho o conheço de trabalho que realizamos juntos em Marabá na campanha para prefeito de Geraldo Veloso. É uma figura humana interessante.
    Se você “pejorou”, ao seu modo, a expressão espertíssimo, peço-lhe que a retire da extremidade do Mal.
    Um abraço, Fernando.

    PS- tenho humildade para pedir desculpas publicamente sempre que erro. E olha que tenho errado pouco na profissão. Só que a desculpa se pede quando se comete dolo. Eu não cometi.
    Ao seu juizo, posso ter sido venal. Ao meu, NÃO.

  4. Anonymous

    31 de janeiro de 2008 - 21:06 - 21:06
    Reply

    O pior é a insinuação feita contra um profissional correto, batalhador e boa gente que é o Wadinho. Acho que você, Hiroshi,com todo respeito, deve desculpas a ele, por ter feito, a partir da notícia que depois veio se confirmar inverídica, juízo de valor que prejudica a reputação e a imagem do hoje presidente do Sindicato das Agências de Propaganda.
    Entrar com recurso, dentro do que a lei permite, é um direito que todos têm quando partipam de qualquer processo licitário, inclusive de propaganda.
    Mas daí presumir que qualquer tipo de ameça ou violência tenha partido de um dos descontentes ou insastifeitos com o resultado da licitação de propaganda é uma diferença muito grande.
    Por isso, pra mim, não há dúvida de que a nota comete uma tremenda injustiça com Wadinho, já que ele foi o único citado no post, apesar de três agências terem recorrido.

    Antonio Fernando

  5. Hiroshi Bogéa

    31 de janeiro de 2008 - 21:05 - 21:05
    Reply

    2:44 PM, tento ´tirar´ na boa a mancada. Mas isso me dói pra cacete. Do fundo do coração, receio cometer injustiças ou passar desconfiças com o que publico.
    Por conduzir meu trabalho com critério, raríssimas vezes recebi desmentidos do que publiquei.
    Um tipo de ´barrigada´dessa, deixa-me no mofo.
    Obrigado.
    Abs

  6. Anonymous

    31 de janeiro de 2008 - 17:44 - 17:44
    Reply

    Que sacanagem contigo Hiro! A fofoca é o eixo de quem não tem o que fazer ou de quem quer fazer intriga. Bota o sujeito na Sibéria e bola pra frente.

  7. Hiroshi Bogéa

    31 de janeiro de 2008 - 17:23 - 17:23
    Reply

    Totalmente freezado.
    E a vida continua.

    Valeu, 2:12 PM.
    Abs

  8. Anonymous

    31 de janeiro de 2008 - 17:12 - 17:12
    Reply

    Esse negócio de fonte é ralado e as checagens e rechecagens com cruzamento é uma das saídas.

    Não esquenta com isso. Faz parte.
    Coloca o cara na geladeira e não se fala mais nisso.

  9. Cris Moreno

    31 de janeiro de 2008 - 17:04 - 17:04
    Reply

    Ufa! Ufa! Ufa!

    Beijos, menino.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *