Hiroshi Bogéa On line

E aeê?!

Estão falando coisas cabeludas do Cláudio Almeida (PR), em Parauapebas.

Dois contatos reservados dele com pessoas das coordenações de campanhas de Darci Lermen (PT) e Bel Mesquita (PMDB) são os motivos do zum-zum-zum fedorento.

Verdade ou mentira, o certo mesmo é que, de repente, o candidato a prefeito pela Coligação “Agora é o Povo. Renova, Parauapebas” esqueceu da própria campanha e passou a bater forte na candidata do PMDB.

O tempo dele na TV e no Rádio transformou-se em sessão de “bate tambor”.

Pelos quatro cantos do Pebinha só se fala na pedida braba do moço.

Post de 

3 Comentários

  1. Zé Dudu

    12 de setembro de 2008 - 14:40 - 14:40
    Reply

    HB, a justiça eleitoral mandou suspender a apresentação do programa em que Cláudio aparece fazendo cobranças e acusações à Bel. A candidata do PMDB terá ainda o direito de resposta.

  2. Anonymous

    12 de setembro de 2008 - 01:22 - 1:22
    Reply

    Esse é o Claúdio Almeida que temos o desprazer de conhecer em Canaã, onde esperamos não vê-lo nos próximos cinquenta anos.

  3. Anonymous

    11 de setembro de 2008 - 14:30 - 14:30
    Reply

    Comentário no blog do zedudu de parauapebas:
    Infere-se do comportamento do candidato Cláudio Almeida uma nítida indecisão quanto a sua vida. Ora candidato em Paruapebas, ora candidato em Cananã dos Carajás, e agora pela segunda vez candidato em Parauapebas, me faz lembrar uma graciosa música de um grande sambista( Martinho da Vila?): não sei se vou, não sei se fico// se fico aqui, se fico lá// … etc.
    Por absoluta ausência de discurso, virou goroto de recado, daqueles pagos para incitar confusão. É um ocaso triste para um ex-deputado: Aprendeu pouco.

Leave a Reply to Anonymous

Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *