Hiroshi Bogéa On line
Post de 

9 Comentários

  1. Anonymous

    27 de agosto de 2007 - 14:10 - 14:10
    Reply

    caro, hiroshi

    essa ponte sobre o rio itacaiunas, e os 90 km de estrada, vai beneficiar os moradores da vila união? ou quem vai se da bem é so os colonos do municipio de parauapebas.

    atenciosamente:

    alfredo

  2. hiroshi

    6 de agosto de 2007 - 14:13 - 14:13
    Reply

    Line Cassia, pela parte da noite mando informações solicitadas.
    abs

  3. Anonymous

    6 de agosto de 2007 - 13:09 - 13:09
    Reply

    Olá bom dia gostaria de saber melhor sobre essa questão da construção da ponte e da pavimentação e até onde vai .
    por favor enviar a resposta para
    o email
    line.cassia@hotmail.com

  4. hiroshi

    6 de agosto de 2007 - 02:24 - 2:24
    Reply

    Anonimo 22:05, fui obrigado a recusar teu comentário. Cacete, não adianta chamar de corrupto sem provas. E nem citar nomes de políticos de forma rasteira como fizestes. Não sai, meu!

  5. Anonymous

    5 de agosto de 2007 - 18:44 - 18:44
    Reply

    É. Muita gente deposita a esperança de dias melhores nesse projeto. Mas até agora , além do royalte , a Vale não discutiu uma agenda social com a população de Marabá. Nossa primeira perda será a infra-estrutura a ser usada na implantação do projeto que será a a de Parauapebas. O que nos restará de fato? Penso que a Vale precisa discutir com todas as comunidades da qual seriam beneficiadas com o Salobo como os pequenos produtores da estrada do Rio Preto que esperavam com expectativa o asfaltamento desse importante corredor agrícola. Nem mesmo uma campanha publicitária para manter a população informada do impacto que esse investimento trará foi realizada pela Vale. Por enquanto, é com a Associação Industrial de Parauapebas que a Vale vem discutindo a questão do fornecimentop. Marabá mesmo está a ver o trem.

  6. hiroshi

    5 de agosto de 2007 - 00:05 - 0:05
    Reply

    Eu sei que o João Cardoso anda por aí também. E de todos os municípios que se pleiteiam criar no Pará, o do Brejo do Meio é miragem.

  7. hiroshi

    5 de agosto de 2007 - 00:04 - 0:04
    Reply

    Anonimo, 4:42, a foto é exatamente do lugar onde a CVRD está construindo a ponte. No Alto Itacaiúnas, o rio vai se afunilando como se atraído pelas fontes de sua nascente. A partir desse ponto aí, percorrendo de barco no sentido nascente por mais de uma hora chega-se a partes mais estreitas ainda.
    Ademais, tenha absoluta segurança, seu amigo aqui jamais publica algo que não configure a verdade. Seja através de imagens ou textos.
    Um abraço.

  8. Anonymous

    4 de agosto de 2007 - 19:49 - 19:49
    Reply

    HIROSHI QUEM VIVE SEMPRE NESSE LUGAR DE TRAVESSIA MOSTRADO NA FOTO É O EX-VEREADOR JOÃO CARDOSO FALANDO QUE BREVEMENTE ESSA REGIÃO AÍ SERÁ DO MUNICÍPIO DE BREJO DO MEIO QUE ELA ESTÁ LUTANDO PARA SER CRIADO. VOCÊ ACHA QUE ELE CONSEGUIRÁ?

  9. Anonymous

    4 de agosto de 2007 - 19:42 - 19:42
    Reply

    O Itacaiúnas nessa foto parece mais um igarapé, super estreito. Essa foto é do rio mesmo, meu amigo?

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *