Hiroshi Bogéa On line

DNPM quer retomar direito de lavra da Vale

Informação foi repassada agora há pouco pelo geólogo Nirlando Maia, de Belém, velho conhecido do poster: processo de caducidade das minhas de minério de ferro da Província de Carajás foi aberto pelo DNPM .

O que isso quer dizer?

De cara, uma briga de cachorro grande quase sempre pendendo para o lado mais fraco.

Numa noção mais ampla, caracterizar a caducidade da licença de lavra das jazidas significa a retomada, pelo Estado, da concessão em poder da Vale S/A.

Decisão foi publicada dia 25, na edição do DOU, através da Superintendência do Departamento Nacional de Produção Mineral, no Pará.

Segundo informa a oportuna fonte, decisão é motivada por seguidos descumprimentos de normas, pela Vale, entre elas, débitos da CFEM (Compensação Financeira pela Extração Mineral) junto a prefeituras.

Post de 

2 Comentários

  1. Anonymous

    1 de março de 2011 - 17:01 - 17:01
    Reply

    No dia em que ese fato se consumar,com certeza absoluta, o sargento Garcia vai prender o Zorro.

  2. Anonymous

    1 de março de 2011 - 13:17 - 13:17
    Reply

    Acha mesmo que o povo de Brasília vai deixar? O diretor do DNPM-PA está pedindo para se enforcar.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *