DNA esquisito

Publicado em 12 de dezembro de 2007

A cor da pele tem tudo a ver. O pai era negro.

Formação política, nem pensar. Talvez o lugar onde tenha vivido até hoje, desde quando nasceu, contribuiu para o desvio de conceitos e visão de mundo.

O pai é apontado pelos historiadores como o mais famoso dos guerrilheiros. Certamente, precursor do movimento desde os primórdios 1968, quando botou o pé nas matas do Bico do Papagaio abrindo caminho para os futuros colegas de luta.

Em ponto extremo, Silmar Alves Rodrigues não sabe uma linha da trajetória de Lênin, inspirador do pai. Condena invasões de “terras produtivas”, acha a Reforma Agrária impraticável no país “porque a maioria dos invasores só quer negociar lotes de terra, ganhar dinheiro revendendo-as”.

Ironia da História: politicamente, pertence ao DEM, Meca do pensamento da direita brasileira.

Em Xambioá, o filho de Osvaldão nasceu e reside. Histórias do pai, sua mãe “Baleia”sempre as contou com orgulho.

Muitas delas gravadas pelo poster em demorado bate papo com Silmar.

Histórias e causos a serem reproduzidas futuramente no blog.