Hiroshi Bogéa On line

Disque Denúncia-Marabá leva traficante à prisão

 

 

Policiais da Superintendência Regional do Sudeste do Pará realizaram no início da tarde de hoje (16) a prisão de Edson Moraes Luz, conhecido como “Sebinho”, de 22 anos, acusado de traficar substâncias entorpecentes nos municípios de Marabá e Parauapebas. A prisão do acusado se deu após informações serem repassadas ao Disque Denúncia Marabá (3312 3350).

Ele que foi preso em sua própria residência localizada na Avenida Pará, nº 2175, no Bairro Santa Rosa/ Velha Marabá, foi alvo de denúncias que o apontavam como um dos principais traficantes da região.
Durante abordagem, os policiais conseguiram apreender cerca de cinco munições calibre 38 e um tubo grande de chumbo. Segundo informações, acredita-se que “Sebinho” tenha conseguido dispersar a droga no momento da abordagem.

O acusado foi encaminhado à sede da Superintendência Regional do Sudeste do Pará, onde foi autuado em flagrante pelo Delegado Reinaldo Marques.

Este é o primeiro resultado oriundo de informações repassadas pela população à central de atendimento Disque Denúncia, que chegou a apenas 08 dias no município de Marabá. Para o Superintendente Regional da Polícia Civil, delegado Alberto Teixeira, o resultado foi só uma pequena mostra dos benefícios que a implantação da central trará para Marabá. “O serviço veio para somar com o trabalho realizado pela polícia, além da principal importância que é possibilitar a integração da população na elucidação de casos que acompanham seu cotidiano”.

O Disque Denúncia que funciona 24 horas, já registrou 140 denúncias, sendo que do total no ranking de assuntos os que ganham destaque são: Barulho, Tráfico de Drogas e Violência contra a Mulher, sendo que este último será tratado com extrema relevância, uma vez que Marabá é o segundo a figurar no ranking da violência contra a mulher paraense, já que, conforme o Mapa da Violência 2011, entre 2006 e 2008, uma média de 12,1 mulheres foram assassinadas em cada grupo de 100 mil.

O combate à violência contra a mulher tem apresentado recentes avanços, assim como as políticas de valorização de cumprimentos de leis que visam assistência e proteção às mulheres vítimas de violência, aliado a isso o serviço que trabalha com mais de 171 tipos de crimes e irregularidades está trazendo um canal direto para a população, é só ligar 3312 3350, Disque Denúncia dando liberdade á sua voz.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *