Discreta provocação

Para os poetas do Sul do Pará vale a pena ficar tão somente espalhando poesia pelos jornais, ou seria mais interessante grupar todas as suas obras em livros? A criação de uma cooperativa cultural, com a devida sustentação econômica, reunindo poetas, escritores, compositores musicais e artistas plásticos, para editar e divulgar suas obras regionais, não seria uma alternativa interessante para se discutir com o secretário Estadual de Cultura?

Comentários, por favor!