Hiroshi Bogéa On line

Dilma desmente Estadão

 

 

Os Corleone da mídia tradicional estão em alvoroço com a cada vez mais provável convocação de alguns de seus chefões  para deporem na CPI do Cachoeira.

Depois da marmota armada pela Veja, agora é a vez do Estadão salpicar intenções de esgoto ao anunciar suposta afirmação da presidente Dilma Roussef de que estava vendo risco de crise institucional no país. nas relações entre Executivo e Judiciário.

Rápida no gatilho, Dilma determinou publicação de nota desmentindo o  jornalão cada dia mais decadente.

Eis a nota da Presidência da Repúblicada, publicada agora há pouco.

———

A Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República divulgou hoje (30) nota à imprensa sobre o encontro ocorrido nesta terça-feira (29) entre a presidenta Dilma Rousseff e o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ayres Britto. Leia abaixo a íntegra da nota:

A Presidência da República informa que são no todo falsas as informações contidas na reportagem que, em uma de suas edições, apareceu com o título “Para Dilma, há risco de crise institucional”, publicada hoje no diário O Estado de S. Paulo. Em especial, a audiência de ontem da presidenta Dilma Rousseff com o presidente do Supremo Tribunal Federal, Ayres Britto, tratou do convite ao presidente do STF para participar da Rio+20 e de assuntos administrativos dos dois poderes. Reiteramos que o conjunto da matéria e, em especial, os comentários atribuídos à presidenta da República citados na reportagem são inteiramente falsos.

Contrariando a prática do bom jornalismo, o Estadão não procurou a Secretaria de Imprensa da Presidência para confirmar as informações inverídicas publicadas na edição de hoje. Procurada a respeito da audiência, a Secretaria de Imprensa da Presidência informou ao jornal Estado de S. Paulo e à toda a imprensa que, no encontro, foram tratados temas administrativos e o convite à Rio+20.

Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República

Post de 

10 Comentários

  1. Anônimo

    1 de junho de 2012 - 12:31 - 12:31
    Reply

    Os Tucanos Danificaram toda a Madeira da Amazônia com os seus picos afiados e seus moto-serras barulhentos,agora estão sem lugar para jogar os seus crementos.porque o PT Já sameou a distribuição de renda,está aniquilando a pobreza,resolvendo problema de Moradia,legalização e regularização urbana.O PT é pra valer.

  2. ANdre

    1 de junho de 2012 - 09:24 - 9:24
    Reply

    A Dilma deveria defender era a ALPA e nao esta marolinha.

  3. Marabaense bacana

    31 de maio de 2012 - 14:44 - 14:44
    Reply

    Parabéns à revista Veja, a melhor do país, sempre mostrando o comportamento espúrio desses petistas desavergonhados.

  4. ANONIMO

    31 de maio de 2012 - 07:57 - 7:57
    Reply

    Até quando vai durar a farsa do PT ? Até quando a defesa montada vai conseguir manter a imagem de que: o PT e seus líderes expoentes sempre estão certos,nunca erram,os outros (a imprensa inclusive) é que quer destruir o “governo dos pobres”. Até quando as evidencias (e que evidencias !)vão ser desconsideradas ? Esse caso do lula c/o Gilmar Mendes é impressionante. Quero viver para ler o best seler que vai desmascarar essa turma.

  5. Fedeu aqui

    30 de maio de 2012 - 20:29 - 20:29
    Reply

    O Lula mostrou novamente como sabe usar e bem o cargo de ex presidente. S[o que pisou na bola ao tentar dar uma de esperto e fazer uma cena ao ameçar o Min. Gilmar Mendes ao dizer que ele tinha viajada a Berlim em um jatinho do cachoeira. Pisou na bola, a viagem foi através de avião de passageiros. KKK

  6. Revolucionario..

    30 de maio de 2012 - 20:12 - 20:12
    Reply

    Então.. vendo tudo isso, sei que o jornalismo do Brasil é importante.. mas tem aqueles que tem o papel mesmo de desnortea os leitores..

  7. Lanna

    30 de maio de 2012 - 17:52 - 17:52
    Reply

    O jornaleco manterá sempre a matéria que agrade seus asseclas, não importa a veracidade dos fatos… Mas, como diz meus alunos “Vamos para a verdade dos fatos, vamos para a blogosfera”.

    • Hiroshi Bogéa

      30 de maio de 2012 - 18:04 - 18:04
      Reply

      É isso, Lanna. Aqui o ambiente é menos “fazedor-de-conta”. Seus alunos conhecem, com isso, o caminho das pedras. Bjus

    • Hiroshi Bogéa

      30 de maio de 2012 - 17:34 - 17:34
      Reply

      Sei, sim. Os iguais se igualam aos iguais. Perfeito, anônimo.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *