Dia Mundial Combate ao Câncer reitera ações de prevenção e cuidados em tempos de pandemia

Publicado em 8 de abril de 2021

A covid-19 é uma doença que está interferindo na vida de todo o planeta. É indispensável que as pessoas manterem o cuidado e prevenção orientados pelos órgãos internacionais de saúde.

Para pacientes oncológicos estes cuidados são redobrados, pois, segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), o novo coronavírus aumenta o risco de complicações em pessoas com câncer.

Em 8 de abril comemora-se o Dia Mundial de Combate ao Câncer, e a consciência sobre o respeito às regras de prevenção da contaminação do Novo coronavírus, é o foco desta data. Segundo o oncologista Dr. Rodolfo Amoury, após um ano de covid-19, já começaram a ser registrados casos avançados de câncer em pacientes que admitem que não procuraram o médico antes, porque estavam com medo do Corona vírus.

O paciente que não tem câncer, mas já está na fase de prevenção com rotina médica para detecção precoce da doença, é orientado a não interromper esta rotina e os cuidados com a saúde. Desde que permaneça respeitando todas as normas sanitárias do momento. “Pessoas acima dos 40 anos, devem se prevenir. As mulheres, por exemplo, devem iniciar a mamografia e manter o preventivo do colo do útero. E os que tem histórico de câncer na família, precisam fazer exames de endoscopia, colonoscopia e assim por diante, mantendo a rotina preventiva de saúde, como se não houvesse a covid-19”, explicou o oncologista.

Diante da pandemia, o paciente oncológico deve tomar cuidado redobrado, porque já está se tratando, e boa parte dos tratamentos relacionados a quimioterapia baixam a defesa imunológica e o paciente fica muito mais vulnerável à covid-19. “Este paciente, mais do que nunca, tem que ser protegido, evitar aglomeração e visitas. Não pode deixar de se tratar, porque pode também está perdendo tempo e a chance de cura”, afirmou o médico.

Além disso há situações de pacientes que detectaram nódulo, um ano atrás, e quando começaram as restrições da covid-19, deixaram de procurar o tratamento. O nódulo continuou crescendo, e ao procurar tratamento agora, a lesão já está grande demais.

Dr. Rodolfo também alerta para outra situação preocupante no momento atual. “O diagnóstico de pacientes com câncer de pulmão aumentou. Quando o paciente vai fazer a tomografia para avaliar o vírus, encontra um tumor no pulmão, que não era detectado com sintomas. Isso está sendo bem frequente”, preocupou ele.

O melhor dos cuidados, tanto para quem tem câncer, quanto para quem não tem, é a prevenção. Lavar as mãos regularmente com água e sabão, não levar as mãos ao rosto, manter o distanciamento social e o isolamento domiciliar, tentando se deslocar apenas para o essencial.

As medidas de prevenção e segurança também estão sendo aplicadas nas recepções dos consultórios. Os atendimentos estão sendo agendados com um grande intervalo de tempo, de forma que os pacientes não se encontrem na recepção, para evitar o contato. (Assessoria de Imprensa)