Devagar, quase parando

Publicado em 4 de dezembro de 2011

 

Capitaneada pelo folclórico professor Wilson Teixeira, cerca de 40 pessoas, no máximo, percorreram a avenida Antonio Maia, no centro comercial da Velha Marabá, naquela que seria a maior passeata realizada  nos últimos tempos, conforme anunciavam aos quatro cantos da cidade dias antes do babado.

A concentração ocorreu na entrada da Velha Marabá, na manhã de sábado, com alguns participantes usando camisas do Sim.

Deputados federais e estaduais, ao tomarem conhecimento do fiasco, nem colocaram os pés na avenida.

Enquanto a passeata descia, às 10 horas,   timidamente pela avenida,  o comércio funcionava normalmente, ignorando  a manifestação cívica do aguerrido professor – que conseguiu chegar,  com menos gente, até a porta da Câmara Municipal, na praça Duque de Caxias, encerrando o movimento de forma bisonha.

Faltando uma semana para o plebiscito, a turma do Sim, em Marabá, teve que passar por essa vergonhosa manifestação fria, e alheia,  da população aos apelos separatistas.