Desvio de conduta

Publicado em 20 de maio de 2008

O blogger sempre admirou a atuação destemida do líder dos sem-terra Erivaldo Martins Carvalho, o Totó, pela postura coerente com que sempre pontuou as ações do MST na região Sudeste do Pará. Agora, ao ser flagrado, envolvido juntamente com outras lideranças dos sem-terra, numa ação destemperada de pilhagem da sede da Coomigasp, Totó dá margens para que o país inteiro passe a vê-lo como mais um arruaceiro a circular o Estado promovendo desordem.

Ao partirem para o tensionamento de relações com um governo surgido das forças populares, o MST está perdendo a grande oportunidade de obter conquistas e avançar com suas bandeiras em favor das classes oprimidas residentes na zona rural. Ninguém duvida de que Ana Julia e grande parte da equipe que a auxilia são identificadas com seus embates, apenas as lideranças de alguns segmentos sociais passaram a ignorar essa realidade.

A nota liberada pela Secom condenando a violência em Serra Pelada, é uma prova disso. Em todos os parágrafos, o cuidado de bater de frente com o MST e com outras entidades congêneres é evidente. Ou seja, manda avisar de que não aceita provocação mas se declara, sempre, aberto ao diálogo, “como principal ferramenta para a pacificação dos conflitos e não admitirá qualquer forma de desafio ao estado de direito”.