Desespero de um cidadão com câncer

Publicado em 6 de junho de 2011

 

Leitor que assina com pseudônimo “Cidadão Decepcionado” , envia comentário contando suas agruras para conseguir autorização para tratamento fora de domicílio, de câncer na próstata, sem sucesso, até agora.

O pôster reproduz, aqui no índex, com pequenas correções de acentuação, em relação ao que foi postado na caixa de comentários, a narrativa dramática de nosso leitor:

 

Hiroshi mais uma vez parabéns pelo teu nobre trabalho que presta a essa sofrida sociedade.
Pois bem, eu já não sei o que pensar a respeito da nossa Constituinte (Constituição), que nos promete tantos direitos e só nos decepciona, a cada dia que se passa. Vou citar apenas 01 exemplo; tenho um lindo filho de apenas 08 anos, há mais de 06 meses to lutando por um tratamento fora do domicilio pela SMS/marabá (Secretaria Municipal de Saúde). Depois de mais de 04 meses que dei entrada nesse recurso, agora recentemente, a SMS me deu a amarga noticia que não fará o exame que falta realizar, em Belém, por que o SUS não ta cobrindo, e só faz na rede privada. Tô desempregado, e pagando aluguel, inclusive atrasou, ou seja, sou um homem desesperado. Só pra vc ter uma ideia a suspeita da doença, é câncer de próstata, e nem isso sensibiliza o sistema.

 

Nota do blog: O desespero do cidadão é igual a tantos outros vítimas da mesma doença.

Este pôster, há cerca de ano e meio, viveu o mesmo dilema de nosso leitor, ao ajudar um cunhado a tentar encontrar leito no Hospital Ofir Loyola, em Belém, para ser submetida, urgentemente, por recomendação médica, à cirurgia de retirada da próstata, diante do adiantado estado da doença.

Não obstante as amizades que preservamos em muitas áreas, a via crucis prolongou-se por uns cinco meses, até o parente conseguir leito no HOL.

O caso do leitor do blog deve ser encarado com a gravidade que a doença exige, ou então ele não terá condições de encontrar a cura a tempo.

Câncer de próstata não espera a burocracia destravar.

———————-

Atualização às 17:41

Comentário do colaborador do blog Plínio Pinheiro Neto:

 

Caro Hiroshi.

Sempre fui muito sensível ao sofrimento alheio, porém, nos útimos 15 anos, pela visão espiritual da vida, que o SENHOR me concedeu e pelo trabalho mais aproximado de muitos que procuram as igrejas com a alma estilhaçada pelo sofrimento, não posso saber de algo que aflija uma pessoa sem sentir acender-se dentro de mim o crescente desejo de ser útil e de poder servi-la de algum modo.Sensibilizei-me com o sofrimento deste senhor que se auto intitulou “cidadão desesperado” e quero colocar-me a inteira disposição dele.Não disponho de arma, cargo ou força política, mas ao longo do tempo pude fazer amigos e estes podem ser uteis nestas situações.Se quiser, poderá entrar em contato comigo, por teu intermédio e tudo farei para ajudá-lo.Que DEUS o abençoe e a ti e aos teus também.
O amigo.

Plinio Pinheiro Neto

 

NB – “Cidadão Decepcionado”, favor entrar em contato com o poster:  hiroshyb@gmail.com