Hiroshi Bogéa On line

Descriminalização chega tarde, mas chega

 

 

Finalmente, abre-se caminho para o país reduzir a ação maléfica – e cada vez mais incontrolável -, do  tráfico de drogas junto à juventude.

A inclusão da descriminalização de drogas ilícitas para uso pessoal, sugerida no texto do novo Código Penal, é uma busca defendida, publicamente, pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, mas que sempre passou ao largo dos debates.

No texto,o  tráfico de drogas é tratado, também, com muita dureza.

Acende-se uma luz, sim, com a decisão.

Post de 

19 Comentários

  1. Antonio Carlos Pereira

    4 de junho de 2012 - 10:24 - 10:24
    Reply

    O debate é saudavel e necessario, porém, como bem o disse o HJ, não vamos chegar a um consenso. Daí, que enveredo pela linha do “cada doido com sua mania”. Sou homem e só gosto (transo) com mulher. A opção de relacionamento – inclusive o sexual – de homem com outro, ou mulher com outra, só lhes diz respeito. Em 04.06.12, Maraná-PA.

  2. Ostanses

    31 de maio de 2012 - 22:18 - 22:18
    Reply

    Paulo Pereira um dos direitos constitucionais é o de livre culto, e justamente por isso se questiona artigos religiosos em redutos de poder, afinal estamos em um estado dito laico! Há inúmeros projetos como a retirada da frase “Deus seja louvado” das cédulas do Real, bem são medidas excessivas eu aceito, mas não devemos ferir ao dever do estado laico!
    Agora “ditadura homossexual” é demais né!!?!?! “Recriminar um casal hétero se beijando na rua”, é um falso moralismo que chega a ser comovente,kkkkkkkkk!

  3. Paulo Pereira

    31 de maio de 2012 - 17:21 - 17:21
    Reply

    Carissimos comentaristas.

    Tristemente vivemos a ditadura dos homosexuais que querem a todo custo obrigarnos a suportar seus desmandos e públicas agressões à moral e à ética.Se um homem e uma mulher estiverem se beijando e acariciando em público, poderemos recriminá-los, porém, não poderemos fazer isso com um par do mesmo sexo(não digo casal, pois casal e formado por homem e mulher), pois será crime.Retiraram os crucifixos dos prédios públicos no Rio Grande do Sul, a pedido da presidente do Grupo de Lésbicas e nada foi dito.DEUS incomoda, não é? ELE é inatingível e as atitudes humanas, que se findam com o final da breve vida de cada um, mortais que somos, são tristemente ridiculas diante do poder e da glória do SENHOR.A Biblia diz: “Não se deite um homem com outro, como se mulher fosse, é abominação” e aí? vão proibir a Biblia? Vão rasgá-la? Vão rasgar nosso coração para extirpá-la de lá? Quando repetirmos em público a Palavra de DEUS, já que a liberdade de credo é constitucionalmente garantida, vão processar DEUS?

  4. Hudson Jr

    31 de maio de 2012 - 14:22 - 14:22
    Reply

    Hehehe, de qualquer forma a minha opinião é que estão forçando os meus futuros filhos a terem um novo conceito de família, ainda bem que a bíblia é um livro que não pode ser mudado como a constituição. Ainda bem que antes da lei do homem, existe a lei de Deus.

  5. Otasnes

    31 de maio de 2012 - 10:36 - 10:36
    Reply

    Hudson Junior tem um pensador socialista do século XXI chamado Zigumnt Bauman, pois bem o mesmo afirma que estamos em uma modernidade liquida, isto é, tudo que acreditamos ser concreto ao ser analisado percebe-se que se esvazia pelas mãos, seja a moral, ética e outros assuntos! A modernidade concreta priva-nos da liberdade, a modernidade liquida impõe nos a liberdade! Foi a escolha de seus avós, melhor dos seus pais! Já sabe a quem reclamar!

  6. Hudson Jr

    31 de maio de 2012 - 08:29 - 8:29
    Reply

    Ostanses/otanses, fica difícil ficarmos aqui “discutindo” um tema que ta ficando até complicado de falar uma vez que hoje qualquer opinião pode caracterizar crime, mas, infelizmente a minha visão de mundo hoje me diz que estamos indo em direção a sodoma e gomorra. Pois nos tempos da minha avó era errado andar até de mãos dadas na rua, hoje isso e normal. Amanha provavelmente será muito natural o relacionamento de homossexuais, então me responda, qual vai ser o próximo ato de liberdade que vamos enfrentar? Não sou contra gays, conheço inclusive pessoas que são homossexuais.

  7. Ostanses

    30 de maio de 2012 - 20:34 - 20:34
    Reply

    Acho que esse vai ser meu último comentário a respeito deste tema, creio que a minha convicção em detonar o “senso comum” não atrae bem ao olhos de quem lê.
    Antonio Carlos Pereira:”Ora, vamos e convenhamos, que por mais assistida psicológicamente que seja tal criança, haverá sempre o impacto/choque diário entre o que ela(criança) vê/ouve em casa e o contraditorio maior fora dela”.
    Ostanses: Com que base proferes isso, base profética? Inspiração do divino oculto que lhe fez tal revelação?
    Antonio Carlos Pereira: “Acho que a intenção deles(gays) é essa. Subverter o conceito de família.”
    Ostanses: Não sei se meu óficio é rebater comentários alheios, mas se esse é meu óficio farei-o também meu ópio. No programa Café Filósofico, o qual eu sou assiduo telespectador, entrou em debate o conceito da família e neste cenário foi inserido a questão da dissolução da familia no secúlo XXI, bem e o pensador em destaque, o qual eu esqueci o nome, ressaltou que a grande cisão familiar não passa mais de encadeamentos familiares, isto é, a cisão segue-se de uma nova formação familiar, seja ela de qualquer configuração! Oras!? Para ser mais claro,um pensador, filósofo, afirmou que a dissolução familiar não é culpa de gays e afins!!!

  8. Antonio Carlos Pereira

    30 de maio de 2012 - 16:47 - 16:47
    Reply

    É isso mesmo Hudson Júnior, o conceito de família(normal) homem x mulher e filhos, nada significa prá essa tchurma. Querem fazer acreditar que, por exemplo, um relacionamento(casamento) entre gays, sejam homens ou mulheres, admite a adoção e criação de uma criança desde tenra idade até a fase adulta, com sucesso, dentro da ótica deles(gays), sem prejuízos à formação da personalidade e caráter do indivíduo. Ora, vamos e convenhamos, que por mais assistida psicológicamente que seja tal criança, haverá sempre o impacto/choque diário entre o que ela(criança) vê/ouve em casa e o contraditorio maior fora dela. A intenção, parece, à principio, justamente, criar um ambiente com aspecto e entendimento de “babel” generalizada, buscando confundir cabeças, para inserir seus dogmas e crenças. Alguem já disse, que ” uma mentira, repetida à exaustão, pode adquirir conotação de verdade “. Acho que a intenção deles(gays) é essa. Subverter o conceito de família. Em 30.05.12, Marabá-PA.

  9. Otasnes

    30 de maio de 2012 - 16:04 - 16:04
    Reply

    Hudson Jr. lembre-se que o Estado de Direito é pautado sobre os postulados de Rousseau e o seu conceito de “Vontade Geral”, então a bigamia, trigamia, poligamia deve ser bem mais um interesse particular do que geral!
    Voltando ao assunto da descriminalização, bem a drogra ílicita que se mais questiona é a maconha, devido principalmente ao seu uso terapeutico! Então como se abordar um paciente de médicamento como um potencial futuro agressor das normas sociais?!?!
    A imposição gera a transgressão! Regularizar para controlar!

  10. Hudson Jr

    30 de maio de 2012 - 00:47 - 0:47
    Reply

    Ja que tão liberando tudo, inclusive casamento homossexual, então libere o casamento com varias pessoas. Afinal tem homem que tem duas mulheres, ou mulher que tem dois homens ou pior né. Estao destruindo o conceito de família mesmo.

  11. Antonio Carlos Pereira

    29 de maio de 2012 - 20:45 - 20:45
    Reply

    A repressão ostensiva e sistemática das autoridades (polícias civil e militar) ataca o efeito das drogas, os usuarios. Telejornais diarios, de SP e principalmente RJ mostram isso. O Sr. Secretario de Segurança do Estado do Rio, Mariano Beltrame vêm à público falar que prendeu traficante A e B, nas favelas, porém, sabe-se – inclusive e principalmente as autoridades – que os financiadores do tráfico não residem/moram em favelas, e sim, em mansões, apartamentos de cobertura na orla das praias cariocas. Além do quê, as prisões de famosos traficantes em prisões ditas de segurança máxima, o é realmente, pois dalí, fica mais fácil e até mais seguro para os comandantes do tráfico, coordenarem suas ações através de celulares etc…Ou seja, é um “faz de conta”, sem resultado prático nenhum. Em 29.05.12, Marabá-PA.

  12. Otasnesm

    29 de maio de 2012 - 19:04 - 19:04
    Reply

    Caro Paulo Pereira,
    a vida sexual de cada um deve ser reservada unicamente a privacidade de cada um, a menos que você queira compartilhar com a suas experiencias! O que venho discorrer é unicamente o quão falho é os seus argumentos! Isso não o dá a qualificação de julgar-me aos seus critérios!
    No entanto, você mostrou-se ser incoerente com os seus argumentos já que anteriormente condenava o casamento gay, agora vens me incentivar a casar!?
    Bom seus argumentos são falhos e contraditórios!

  13. Paulo Pereira

    29 de maio de 2012 - 17:26 - 17:26
    Reply

    Caro Otasnes.

    Desculpe-me por ter ferido os seus sentimentos e principios de vida.Jamais pensaria em uma legislação capaz de proibi-lo de fazer o que lhe agrada e de impedi-lo de sentir a aspereza de uma pele masculina junto a sua.Só acho que tudo pode continuar como é, desde o principio, como voce diz e que não há necessidade de se impor uma legislação repressora sobre o assunto.Continue, caro Otasnes, a amar os homens de sua vida, case com um deles e seja feliz para sempre.

  14. ANONIMO

    29 de maio de 2012 - 13:37 - 13:37
    Reply

    Uma maravilha essa liberação geral,desse modo,as pessoas abstêmias(é isso mesmo ?) terão mais liberdade para prosperar em todos os sentidos !! Se você acha bom e quer usar droga,pois que use e faça bom uso, que MARAVILHA !!

  15. Otasnes

    29 de maio de 2012 - 13:17 - 13:17
    Reply

    Paulo Pereira:
    “com o INCENTIVO do casamento entre pessoas do mesmo sexo”
    Pergunto:
    Regularizar é incentivar?
    Intentar a diminuição do ódio com o outrem independente da CONDIÇÃO sexual, étnica e cultural é ter que se submeter a agir de modo igual e não aborda a cognêscencia e interpretar uma socialização fraterna?
    Respeitar é crime?
    Progredir civilizadamente é rasgarmos a Constituição que garante que somos iguais perante a lei e retrocedermos aos mandos eclesiásticos?

  16. Otasnes

    29 de maio de 2012 - 12:54 - 12:54
    Reply

    Paulo Pereira :
    “Imagino um mundo daqui a 50 anos, com o incentivo do casamento entre pessoas do mesmo sexo, como será o declinio populacional? Como crescer e multiplicar? Como gerar filhos entre iguais?”
    Respondo:
    A homossexualidade existe desde os primordios da civilização ocidental, na Grécia Clássica o ato homoerótico era uma tradição de ensino dos mestres com os seus alunos! O declínio populacional é algo que está caracteristico, mas não por este fato, dos países que se tem taxa de natalidade negativa hoje cito a Itália, por exemplo, país sumariamente católico! Como gerar filhos entre iguais? É só a isso que se julga casamento, amor, relacionamento, é só pelo número de prole!? Se é por isso reclame a Deus por não ter nascido nem rato ou coelho! Porque leão e boto também fazem praticas homossexuais e nem por isso deixaram de existir!

  17. Otasnes

    29 de maio de 2012 - 11:23 - 11:23
    Reply

    Para quem já viu, assim como eu, o documentário “Quebrando o Tabú”, apresentado pelo próprio FHC fica convencido que as drogras é um caso de saúde e não de polícia, e mais o ex-presidente deixa bem claro que ele não busca é a descriminilização por si só, de fato seu intuito a regularização! Regularizar é muito mais complexo e eficiente do que liberar deliberadamente o consumo!
    De fato para regularizar as drogras tem de se rever todo o sistema de saúde no Brasil! Mas o primeiro passo devemos fazer é este: confrontarmos com a realidade e ver as razões de ambos os lados!

  18. Paulo Pereira

    28 de maio de 2012 - 22:09 - 22:09
    Reply

    Caro jornalista Hiroshy Bogea.

    Vivemos tempos de desestruturação social sob a égide da supremacia dos interesses politicos.O bom, o mais interessante, é agradar àqueles que detem maior capacidade de arregimentação popular e promovem, com facilidade, passeatas e atos públicos.Imagino um mundo daqui a 50 anos, com o incentivo do casamento entre pessoas do mesmo sexo, como será o declinio populacional? Como crescer e multiplicar? Como gerar filhos entre iguais?As pessoas são livres para unir-se e morar com quem quiserem e seus Direitos sucessórios sempre serão resguardados, pela figura da sociedade de fato, pelo testamento, pela doação, etc…Agora, casamento, sempre foi e será entre pessoas de sexo diferente.As cotas raciais se constituem em flagrante desrespeito à Constituição que diz que todos são iguais perante a Lei e nada mais é do que uma cortina de fumaça lançada pelo Govêrno para encobrir a sua incapacidade de gerir o setor educacional, promovendo a falencia do ensino público, um dos grandes orgulhos desta Nação no passado.O mesmo acontece com este flagelo social que se chama droga e que deveria ser combatido com rigor até ser completamente varrido do País.A juventude está sendo destruida e o Brasil está se tornando um País de pessoas de meia idade ou velhos, pois é impressionante a quantidade de jovens que tem morrido ou matado pelo consumo de drogas.

  19. Pedro

    28 de maio de 2012 - 18:45 - 18:45
    Reply

    Será um tiro no pé.
    Se não se pode vencer o tráfico, junte-se a ele?

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *