Deputados do Pará criam leis que lhes beneficiam

Publicado em 9 de abril de 2012

 

 

A denúncia está no blog do Zé Carlos:

 

Os deputados estaduais querem, através de uma Lei, criar um fundo para destinar o dinheiro que sobra, e que não é pouco, no final do ano na Assembléia Legislativa para financiar sua campanhas eleitorais, através de ONGs e outras entidades ligadas, geralmente, a seus apoiadores ou cabos eleitorais, garantindo.

Hoje estas transferências estão sendo feitas de forma ilegal e vem sendo investigada pelo Ministério Público do Estado. Ao que tudo indica, eles encontrar a jeitinho, através de uma lei inconstitucional e, no mínimo, questionável. de fazer os repasses.

As ongs e associações, para receber recursos desse fundo da Assembléia Legislativa, precisam ser indicadas pelo Deputado e ai ficam amarradas politicamente ao seu esquema eleitoral. Uma tremenda bandalheira.

A Assembléia Legislativa tem dinheiro sobrando porque os deputados criaram um percentual de repasse obrigatório na Lei de Diretrizes Orçamentárias maior que as suas necessidades, justamente para ter esta sobra e poder usar politicamente.

A solução correta, ética, decente, republicana é simples, basta diminuir o percentual da Assembléia Legislativa e o dinheiro ficará com o Executiva para financiar programas ou destiná-los direto para as prefeituras municipais atenderem a demandas das suas comunidades.

Não podemos aceitar esta confissão de indecência que os deputados estão fazendo através da criação deste fundo eleitoral de reeleição.

 

 

Leia mais.