Hiroshi Bogéa On line

Deputados do Pará criam leis que lhes beneficiam

 

 

A denúncia está no blog do Zé Carlos:

 

Os deputados estaduais querem, através de uma Lei, criar um fundo para destinar o dinheiro que sobra, e que não é pouco, no final do ano na Assembléia Legislativa para financiar sua campanhas eleitorais, através de ONGs e outras entidades ligadas, geralmente, a seus apoiadores ou cabos eleitorais, garantindo.

Hoje estas transferências estão sendo feitas de forma ilegal e vem sendo investigada pelo Ministério Público do Estado. Ao que tudo indica, eles encontrar a jeitinho, através de uma lei inconstitucional e, no mínimo, questionável. de fazer os repasses.

As ongs e associações, para receber recursos desse fundo da Assembléia Legislativa, precisam ser indicadas pelo Deputado e ai ficam amarradas politicamente ao seu esquema eleitoral. Uma tremenda bandalheira.

A Assembléia Legislativa tem dinheiro sobrando porque os deputados criaram um percentual de repasse obrigatório na Lei de Diretrizes Orçamentárias maior que as suas necessidades, justamente para ter esta sobra e poder usar politicamente.

A solução correta, ética, decente, republicana é simples, basta diminuir o percentual da Assembléia Legislativa e o dinheiro ficará com o Executiva para financiar programas ou destiná-los direto para as prefeituras municipais atenderem a demandas das suas comunidades.

Não podemos aceitar esta confissão de indecência que os deputados estão fazendo através da criação deste fundo eleitoral de reeleição.

 

 

Leia mais.

Post de 

7 Comentários

  1. Anônimo

    11 de abril de 2012 - 13:30 - 13:30
    Reply

    É de suma importância este fundo e o Deputado Marcio Miranda foi inteligente, pois desta forma os parlamentares saberão para onde foram os recursos que serão aplicados na melhoria das atividades da ALEPA, haja vista que todo fundo tem um Conselho que será formado por representantes da sociedade civil. Atualmente não há conhecimento para onde vão os recursos aplicados solitariamente pelo Presidente do Poder.

  2. almir

    10 de abril de 2012 - 11:49 - 11:49
    Reply

    “E n t r e n ó s , C a p i s t r a n o d e A b r e u
    (Maranguape, 1853 – Rio de Janeiro, 1927)
    pretendeu trilhar caminho diverso. Propôs
    que todos os artigos da Constituição do Brasil
    fossem substituídos por um só, que adotaria a
    seguinte redação: “Todo brasileiro i ca obrigado
    a ter vergonha na cara. Revogam-se as disposições
    em contrário.” No entanto, mais uma vez,
    a formulação foi considerada incompleta”
    fonte(INFORMATIVO DO CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DO CEARÁ)

    já tivemos políticos que entendessem “O povo” mas não foram levados a sério, claro se forem sérios não serviriam pra ser políticos

  3. José Carlos Lima

    10 de abril de 2012 - 09:19 - 9:19
    Reply

    Vou responder ao lote, pois quem leu os comentários acima deve ter deduzido que trata-se da mesma pessoa, possívelmente um deputado ou ligado a um deles. E aviso logo que não vou me defender e nem explicar meu passado, pois tu que fiz, fiz com dignidade.
    A postagem que o Blog do Hiroshi republicou, a quem agradeço a gentileza, não tem objetivo de pregar falso moralimo, longe de mim, sou humano e também erro. O que fiz foi discordar abertamente de uma proposta de lei, ao ver, inconstitucional, pois foge do objetivo do Poder Legislativo, além de ser uma forma disfarçada de financiamento político com dinheiro público.
    O deputado anônimo, bem que poderia voltar aqui e dizer para o eleitorado do Pará que acha correto tirar dinheiro da saúde, educação, assistência social e destiná-los a ongs ou associações ligadas políticamente ao seus apoiadores políticos.
    Eu, como cidadão, não concordo que o Estado e os municípios se queixem de falta de recursos enquanto na Assembléia Legislativa sobra cinquenta milhões que foi repassado a mais por pura falta de sensibilidade política dos nossos representantes.

  4. anônimo

    9 de abril de 2012 - 22:05 - 22:05
    Reply

    Caro Hiroshi,
    Nas eleições de 1998, o Dep. Estadual Zé Carlos do PT, disputou uma cadeira à Câmara Federal e não obteve sucesso. Ao término do seu mandato, no dia 15 de Fevereiro de 1999, o combativo Dep. que era a referencia da oposição na ALEPA ao 1º Gov. Almir Gabriel, pra surpresa de todos, desfiliou-se do PT, para assumir uma assessoria no Tribunal de Contas do Estado, mais propriamente no Gab. do Presidente Conselheiro Ronaldo Passarinho. Depois, na 1ª eleição do Gov. Jatene, lá, estava o dito como um dos coordenadores da campanha, assumindo, logo, após a posse do Governador Jatene, a importante Chefia da Casa Civil da Governadoria do Estado do Pará. Foram, 04 anos mamando nas tetas do Estado, no Governo tucano.Na, eleição seguinte, o Gov. Jatene não conseguiu eleger o seu sucessor, o Ex-Gov. Almir Gabriel: Advinhem o que aconteceu ? Isso, mesmo, que vc pensou, lá, estava o dito cujo ao lado da Governadora eleita Ana Júlia. Então, amigos, que não venha agora, este sujeito, pregar moralidade, e ética. Duas coisas, que não condizem com sua duvidosa personalidade.

  5. anônimo

    9 de abril de 2012 - 18:11 - 18:11
    Reply

    Hiroshi,
    Esse oportunista, só não se chama Zé Carlos do PSDB, porque o atual Governo, não deu ouvidos aos seus recadinhos. Essa postura dos dirigentes do PSDB, fez um bem danado aos politicos corretos do Pará. Fora, oportunista de plantão, que agora usa a comissão de meio ambiente da OAB ( em decadência ), pra se promover.

  6. anônimo

    9 de abril de 2012 - 16:31 - 16:31
    Reply

    É, isso aí, amigo: O, que o outora Zé Carlos do PT, assina, não tem valor. Como disse o anônimo das 14:29, ” PURA FALSIDADE “. Esse sujeito anda fissurado, atrás de um mandato Eletivo. Tá, dificil cara. Os teus antigos correligionários, não confiam mais em ti. Que, agora já se chama ” ZÉ CARLOS DO PV “. Putis grillo !..

  7. anônimo

    9 de abril de 2012 - 14:29 - 14:29
    Reply

    Por…Zé Carlos, deixa de demagogia, no teu tempo como Deputado, tú adorava a grana EXTRA, que todo mes entrava na tua conta no Banpará. Deixa de hipocrisia, seu idiota, metido a honesto !

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *