Hiroshi Bogéa On line

Deputado João Chamon encampa luta pela duplicação da BR-222 até o Distrito Industrial

O blogueiro acabou de ler na time line do Facebook do deputado estadual João Chamon a seguinte postagem:

 

“Estive em Brasília nesta quarta-feira, 25, onde fui recebido pelo ministro da Integração Nacional Helder Barbalho e pude apresentar o projeto, bem como a importância para a população marabaense da duplicação da BR 222 desde a ponte rodoferroviária até o Distrito Industrial.  Sempre defendi a importância deste projeto, que foi construído em parceria com o prefeito Tião Miranda, que entende ser uma obra fundamental para Marabá. O Ministro Helder concordou que a obra é muito importante e acionou o diretor-geral do Departamento Nacional de infraestrutura de Transportes, Valter Casimiro Silveira, que ficou de avaliar de imediato o que é necessário para que o projeto tenha seguimento. Estamos confiantes na execução desta obra tão importante para a mobilidade urbana da nossa querida Marabá. Com Deus no comando, sempre!”

João Chamon apresenta projeto ao ministro
João Chamon apresenta projeto a Helrde Barbalho. (Foto Facebook João Chamon)

 

O projeto ao qual se refere Chamon  foi elaborado pelo Dnit ainda durante as tratativas para implantação do enterrado projeto Alpa.

À época, dois projetos de escoamento do tráfego no entorno da cidade foram apresentados.

Um contemplando a duplicação da então Pa-150, da ponte rodoferroviária até o Distrito Industrial.

Outro, viabilizando o tráfego de máquinas pesadas (caminhões, caçambas, etc)  do DI até a planta industrial da Alpa, com a  construção de uma ponte sobre o rio Itacaiúnas, desviando o trânsito pesado da área urbana de Marabá.

À frente da elaboração dos dois projetos estava o saudoso amigo Gilberto Leite, então presidente da Associação Comercial e Industrial de Marabá, que promoveu diversos debates em Marabá com as presenças de engenheiros do Dnit, empresários, dirigentes da Vale e Alpa.

Com a morte de Gilberto, a chamada duplicação da rodovia, agora BR-155 (algumas pessoas polemizam, dizendo que a BR-155 sai de Eldorado até Redenção, e que a BR-222 prosseguiria até Eldorado), caiu no esquecimento.

Até o deputado João Chamon retirá-lo das gavetas.

A iniciativa do parlamentar estadual marabaense merece aplausos.

Ele está fazendo o que senadores e deputados federais não fazem.

Aliás, em rápida pesquisa  no Google – o blogueiro extraiu  dezenas de ações positivas trabalhadas por João Chamon, na Assembleia Legislativa.

Além da qualidade dos trabalhos defendidos na AL, Chamon cumpre extensa agenda de visitação aos municípios paraenses, todo final de semana.

Esse rapaz está trabalhando, de verdade.

Vamos acompanhar, agora,  a destinação que o Dnit dará ao projeto de duplicação da rodovia BR-155.

Post de 

5 Comentários

  1. gilberto

    31 de janeiro de 2017 - 22:40 - 22:40
    Reply

    Concordo que o projeto deve(ria) contemplar o trecho Morada Nova – São Felix. Uma cidade estratégica e importante como Marabá não pode continuar parecendo uma favela carioca nesse percurso que vai do Km 6 a Morada Nova, por exemplo. Se algo não for feito logo, mesmo que seja uma simples ordenação do espaço preservando a característica de uma verdadeira rodovia, a exemplo de cidades como Araguaína e Colinas/TO, vamos ficar nos lamentando com uma péssima mobilidade urbana em uma vicinal rural com pseudônimo de BR222, BR155…A passagem pelo desordenado bairro São Félix é lamentável e caótica, com edificações no meio da rua BR222, os comerciantes de lá desejam a todo instante que os veículos trafeguem por dentro de seus estabelecimentos.

  2. EDIVALDO VIANA

    28 de janeiro de 2017 - 20:48 - 20:48
    Reply

    reservar dinheiro para obras emergenciais que vai precisar. vai ter carnaval.

  3. EDIVALDO VIANA

    28 de janeiro de 2017 - 20:47 - 20:47
    Reply

    Alguem avisa ele que a ponte que liga interliga os três núcleos da cidade tá rachando e afundando e pede pra reaervar dimdim para obras emergenciais logo logo no Dnit em Brasilia

  4. Welligton

    27 de janeiro de 2017 - 06:54 - 6:54
    Reply

    Muito importante para Marabá a execução dest obra em trecho que realmente é um dos grandes gargalos na mobilidade urbana do município..
    Minha ressalva é que o proneto de duplicação deveria contemplar também o trecho entre Morada Nova e Sao Felix

  5. gilberto

    26 de janeiro de 2017 - 23:40 - 23:40
    Reply

    A BR-222 começa no bairro São Félix, na cabeceira da ponte rodoferrofiária, indo até Dom Elizeu/PA encontrar a BR-010 (Belém-Brasília).

    Na outra cabeceira da ponte, bairro Nova Marabá, começa a BR-155 que vai até Redenção/PA.

    Essa federalização da BR-155 foi projeto do então deputado federal Zequinha Marinho.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *