Hiroshi Bogéa On line

Delírios amazônidas

Se já está difícil ir além da pavimentação de míseros 20 quilômetros devidamente autorizados pelo Ibama, imagine mudar tudo agora para trocar o asfaltamento da Santarém-Cuiabá pela construção de uma ferrovia de 900 km, exatamente a distância de Carajás a São Luís pela Estrada de Ferro Carajás?
É isso o que propõe mais um alucinado solto por aí.

Post de 

1 Comentário

  1. Anonymous

    26 de setembro de 2007 - 15:07 - 15:07
    Reply

    Cidadão de segunda classe não precisa de estradas. Tá bom nesse ritmo de 20 quilômetros ao ano.Nossa previsão é que o fim da estrada esteja pronto em 45 anos (2052. Comeu apareceu dois grupos de babacas querendo contruir um hidrovia e uma ferrovia, assim eles protelam a rodovia para 2102 e como não haverá dinheiro para construir a hidrovia e a ferrovia, começaram tudo de novo em 2102 com nova previsão para 2202.Eta! Páis de todos.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *