Hiroshi Bogéa On line

Defesa de Maurino nas mãos do Juiz

Alertado sobre a seriedade da ação protocolada na Justiça Eleitoral pedindo a cassação de seu mandato por recebimento de doações ilegais na campanha eleitoral de 2008, o prefeito Maurino Magalhães foi buscar, em São Paulo, para defendê-lo, o ex-ministro do Superior Tribunal de Justiça, José Delgado, que tem uma das bancas de advocacia mais caras do país.

A defesa do prefeito à Ação de Investigação Judicial Eleitoral já foi entregue ao juiz Cristiano Magalhães que deverá encaminhar ainda hoje ao Ministério Público o processo de No. 891/2009.
O promotor José Luiz Furtado, a quem caberá a decisão de relatar o processo, a partir de agora deverá receber pressões de todos os lados.

Pelo menos é o que pode concluir o blog às informações de que amigos e correligionários do prefeito Maurino Magalhães se dizem seguros do pedido de arquivamento da denúncia por parte do Ministério Público.

E alegam motivos nada republicanos.

A defesa de José Augusto Delgado baseia-se em dois pontos.

Primeiro: a ação foi protocolada fora do prazo exigido para casos de irregularidades na prestação de contas eleitorais. Juntou jurisprudências de diversos tribunais regionais.

Segundo: nenhuma das cópias de notas fiscais inseridas no processo como comprovação de caixa dois, apresenta o aceite de Maurino Magalhães.

A acusação já sabe como proceder para contestar a defesa.

Primeiro: apresentando resolução do Tribunal Superior Eleitoral extinguindo o prazo de até 15 contados da diplomação, para o pedido de cassação de diplomados.

Segundo: testemunhos de donos de gráficas e outros personagens fornecedores da campanha eleitoral e cópias de cheques com valores idênticos às notas fiscais.

Em tempo: a respeitabilidade nacional do ex-ministro José Augusto Delgado, agora advogado de Maurino, já rendeu a ele o título de Jurista do Ano de 2003, numa iniciativa da Faculdade Autônoma de Direito de São Paulo (Fadisp).

O título foi um reconhecimento de seu trabalho no STJ e de suas obras, em especial, pelo artigo Democracia para o Século XXI e Poder Judiciário, publicado em Brasília e em vários sites de direito na internet.

Delgado foi professor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte e da Universidade Católica de Recife e é especializado em Direito Público.

Post de 

24 Comentários

  1. Anonymous

    27 de novembro de 2009 - 23:32 - 23:32
    Reply

    É VERDADE!!!!! POR QUE: QUEM NÃO DEVE NÃO TEME!!!QUEREMOS JÚSTIÇA!!!E RAPIDO.

  2. Anonymous

    27 de outubro de 2009 - 18:05 - 18:05
    Reply

    Se não teve caixa dois, qualquer advogado de Marabá mesmo defenderia, não precisaria buscar um no sul, ainda por cima custando o olho da cara. Isso é coisa de quem tem culpa no cartório (eleitoral).

  3. Anonymous

    27 de outubro de 2009 - 02:30 - 2:30
    Reply

    A derrota é aceita o que não se aceita é a forma deste atual desGoverno está conduzindo esta cidade para um buraco negro.

  4. Anonymous

    23 de outubro de 2009 - 15:03 - 15:03
    Reply

    Pq vcs não postam os comentários
    todos? têm medo que descubram que esse é um blog tendencioso????
    tomara que a população em geral consiga enchergar que a manipulação é tanta que fica claro oq vocês querem……eu que nem moro mais marabá mais fico envergonhada de existerem pessoas que ainda não desceram dos palanques e não aceitaram a derrota nas urnas….!

  5. Anonymous

    22 de outubro de 2009 - 20:53 - 20:53
    Reply

    Ih!!! apareceu um descabido ai!!! chamar o que o prefeito faz de "Trabalho" é deturpar o Mestre Aurélio, lá no livrinho dele isso tem outro nome.

  6. Anonymous

    22 de outubro de 2009 - 02:01 - 2:01
    Reply

    ATUALIZEM-SE A NOVA LEI ELEITORAL JÁ DEFINIU O PRAZO DE 15 DIAS DA DIPLOMAÇÃO A AÇÃO É DESCABIDA, SERÁ QUE NÃO CANSAM DE TANTO ATAQUE? A POPULAÇÃO TA CANSADA DESSE JOGO, DEIXEM O HOMEM TRABALHAR EM PAZ !

  7. Anonymous

    22 de outubro de 2009 - 00:56 - 0:56
    Reply

    É Olinto, vamos ver primeiro o que o Promotor vai fazer chegar nas mãos do Dr. Cristiano, se chegar, só assim poderemos ver o final dessa tragédia anunciada.

  8. Anonymous

    21 de outubro de 2009 - 19:58 - 19:58
    Reply

    Deu na TV que foi desmantelado um esquema de fraude na compra de medicação da Secretaria de Saúde onde a policia federal prendeu duas pessoas.

  9. Anonymous

    21 de outubro de 2009 - 19:39 - 19:39
    Reply

    Hiroshi.
    A investigação na secretatia de saúde é o inicio de tantas outras a serem feita, tipo educação (merenda escolar) obras, (lixo), hiroshi a nossa cidade está entregue as traças, rôgo a DEUS que a justiça entenda e que se faça justiça dando um basta nessa quadrilha que hoje está sucateando Marabá. Policia Federal neles.

  10. Quaradouro

    21 de outubro de 2009 - 18:53 - 18:53
    Reply

    Caro:
    El Señor Maurino deve estar nadando em dinheiro para bancar uma defesa com tão auspicioso colega. Por que não paga suas contas? Eram os deuses astronautas?

  11. OLINTO

    21 de outubro de 2009 - 16:28 - 16:28
    Reply

    Hiroshi, é bom mesmo o prefeito se cercar de bons profissionais porque o Dr. Cristiano Magalhães é um excelente juiz e de bons princípios. O conheci aqui em Parauapebas, em uma audiência memorável para mim, onde atuei como advogado e pude presenciar uma atuação exemplar do mesmo. Até fiz um artigo na época que saiu publicada em um site jurídico.
    Veja aqui:
    http://www.soleis.adv.br/artigosandaliasdahumildade.htm

    Abraços!

  12. Anonymous

    21 de outubro de 2009 - 16:09 - 16:09
    Reply

    Espero que seja feito justiça. Embora reconheça que infelizmente o dinheiro muitas vezes fala mais alto do que o clamor de uma sociedade. De uma coisa tenhor certeza: da justiça de Deus, essa não falha. A biblia diz que a verdade sempre aparece.Ainda bem!

  13. Anonymous

    21 de outubro de 2009 - 15:59 - 15:59
    Reply

    Dando uma consultada em matéria publica em seu próprio Blog em 24/09/09 com o título "Estava escrito nas estrelas", constatei com tristeza ser o mesmo promotor, aquele que atirou em sua própria mulher, pelo que entendi, estava bêbado. Agora adivinhem quem vai ganhar a parada da tal "Cassação"?
    Um promotor que faz uma coisa dessa não tem envergadura para tocar um processo desse porte. Maurino 10 x 0 Povo de Marabá.

  14. "Assim eu traumatizo..."

    21 de outubro de 2009 - 14:19 - 14:19
    Reply

    E quanto ao prazo legal, não havia mudado??? afinal, será que teremos nesse Brasil uma justiça clara e justa que não ofereça caminhos para as "brechas"???
    Assim o Brasil(as pessoas) NUNCA deixará(ão) de ser(em) corrupto(s), porque até a Justiça dá oportunidade e cria as condições para isso. "Isto é uma vergonha".

  15. Anonymous

    21 de outubro de 2009 - 13:59 - 13:59
    Reply

    Bógea, imagina só a 'baba' que será gasta nessa defesa, que sairá dos cofres públicos, ou seja, dos nossos bolsos para defender o 'crente'. Êta crente danado!

  16. Anonymous

    21 de outubro de 2009 - 13:15 - 13:15
    Reply

    Bom dia Hiroshi, qual é o problema na Sec.de Saúde que hoje teve uma visita da PF? se vc tem alguma informação nos participe.
    Até onde sei o Sr. Prefeito não tem problema algum, pois o seu pronunciamento e de seu secretariado no Plenário da Câmara dava uma certeza que tudo estava as mil maravilhas referente aos números apresentado na audiência Pública.

  17. Anonymous

    21 de outubro de 2009 - 10:53 - 10:53
    Reply

    Estão esquecendo de combinar com alguem esta cassação.

    hehhehehheheheheh

  18. Anonymous

    21 de outubro de 2009 - 02:10 - 2:10
    Reply

    Hiroshy,
    Promotor Furtado, é aquele mesmo, que desferiu oito tiros em sua companheira!
    João Souza.

  19. Anonymous

    20 de outubro de 2009 - 22:34 - 22:34
    Reply

    Não decepcione Dr. furtado, o futuro da cidade esta em suas mãos, salve Marabá do voto errado que o pove deu,confio em você.

  20. Anonymous

    20 de outubro de 2009 - 22:24 - 22:24
    Reply

    Será que este promotor tem isenção e coragem de pedir a cassação do Maurino, depois das visitas de deputados a ele na semana passada, tenho dúvidas, mas confio nas provas, que se forem irrefutáveis, não tem jeito, com a caneta o Dr furtado, espero não ser furtado nas minhas espectativas de ver a justiça somente isso.

  21. Cabelo Seco

    20 de outubro de 2009 - 19:44 - 19:44
    Reply

    Quem pagará eu não sei, eu sei quem não está pagando…

  22. Anonymous

    20 de outubro de 2009 - 19:40 - 19:40
    Reply

    Claro que mais uma vez quem pagará a conta das despesas com a defesa do processo será a Viúva – Prefeitura Municipal de Marabá, trocando em miúdos: NÓS contribuintes marabaense

  23. Anonymous

    20 de outubro de 2009 - 18:32 - 18:32
    Reply

    NÓS, É CLARO, LÓGICO E EVIDENTE!!!, PIOR AINDA SERÁ SE O PREFEITO PERMANECER NO CARGO, AI SIM, VAMOS TER UMA DÍVIDA ETERNA COM ESSA DEFESA. VAI SER RABO PRESO PRA TUDO QUANTO É LADO.

  24. Anonymous

    20 de outubro de 2009 - 17:23 - 17:23
    Reply

    Só quero saber: Quem pagará a conta?!…

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *