Hiroshi Bogéa On line

Debate na Record: Márcio cobra de Barbalho obras prometidas

Durante debate na TV Record, em Belém, o candidato ao governo do Estado Helder Barbalho foi cobrado pelo seu oponente, Márcio Miranda, por promessas feitas e não cumpridas durante a gestão de Barbalho em ministérios do Governo Temer.

Márcio citou a construção da ponte sobre o rio Araguaia, em São Geraldo.

Citou a derrocagem do pedral do Lourenção, abaixo de Itupiranga.

Apontou a construção do aeroporto de Redenção, para qual obra Márcio disse não ter feito uma emenda parlamentar, na Assembleia, destinando recursos ao empreendimento, “porque informaram da impossibilidade  do procedimento já que havia essa promessa  de seu Ministério”, disse.

Nenhum das promessas, acusou Miranda, foi cumprida.

O candidato ao governo pelo DEM também desmentiu que fosse apoiado pelo vereador “Gordo do Aurá”, envolvido em acusações de criminalidade na região, dizendo que Barbalho é quem teve retorno do apoio do vereador, já que no Aurá, o candidato obteve mais de 3 mil votos, no primeiro turno da eleição, enquanto Miranda não passou de 600 votos.

Em relação a esse questão, durante a semana blogues de Belém divulgaram um documento no qual é comprovado a distância que há entre o ex-presidente da Assembleia Legislativa e “Gordo O Aurá”.

O candidato ao governo do estado do Pará Márcio Miranda solicitou em 05 de setembro de 2018, um dia após a prisão do traficante Gordo do Aurá na Operação “Cristo Redentor”, que o mesmo fosse expulso do partido Democratas.

No documento, Márcio Miranda, então presidente da ALEPA, argumenta que Delvite Wener Araújo Galvão, vulgo Gordo do Aurá, “mancha a imagem partidária e trabalha contra a sociedade” ao estar envolvido com o tráfico de drogas.

Miranda cita os artigos 15, II e 97,D do estatuto do partido para fundamentar seu pedido.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *