Debandada em Tucumã

Publicado em 28 de setembro de 2007

Filiado histórico do PT há mais de 21 anos em Tucumã, José Pereira da Silva – o “Zé Pereira” -, anunciou, bastante emocionado, seu desligamento da legenda em protesto contra a filiação do ex-prefeito Celso Lopes Cardoso, acusado de ter mandado matar o vereador Adão Lote Resplandes de Sousa (PSB).
Em discurso, Zé Pereira acusou a comissão provisória municipal do PT, presidida pela vice-prefeita Lucilei Martins Guedes (PT), responsável pelo ingresso de Celso na legenda. “Acho um desrespeito tanto para com os filiados do Partido dos Trabalhadores como para com o povo de Tucumã aceitar um individuo que perseguiu muita gente nos sete anos em que governou Tucumã com mão de ferro, e ainda por cima responde na justiça a acusação de ser o mandante da morte do vereador de oposição Adão Lote (PSB), que defendeu até a morte o povo de Tucumã. Além disso o ex-gestor foi contra a candidatura da atual governadora.”