De pai pra filho. E neto

Publicado em 7 de fevereiro de 2012

 

 

Gilberto Gil, no twitter:

 

 

Só faltou colocar “filho” no plural. Um “S” ali pegava bem.

Afinal, Daniel Gonzaga, neto do Gonzagão e filho de Gonzaguinha, está aí mesmo para provar a hereditariedade musical da família.

O trabalho do jovem cantor começa a dar frutos.

A voz dele, então, é a cola de Gonzaguinha.

Basta conferir em Feliz, um dos grandes sucesso de Gonzaguinha, pai.

Feliz
Gonzaguinha

Para quem bem viveu o amor
Duas vidas que abrem
Não acabam com a luz
São pequenas estrelas
Que correm no céu
Trajetórias opostas
Sem jamais deixar de se olhar
É um carinho guardado no cofre
De um coração que voou
É um afeto deixado nas veias
De um coração que ficou
É a certeza da eterna presença
Da vida que foi
Da vida que vai
É a saudade da boa
Feliz, cantar
Que foi, foi, foi
Foi bom e pra sempre será
Mais, mais, mais
Maravilhosamente ama