Hiroshi Bogéa On line

De 1,2 mil casos confirmados no Pará, 200 são profissionais da Saúde

Os hospitais do Pará já estão lotados de pacientes internados vítimas da covid-19, e dos quase 1,2 mil casos confirmados no Pará, cerca de 200 são de profissionais da saúde, segundo dados do último boletim da Secretaria de Saúde do Pará, Sespa, divulgado na quarta-feira, 22.

Os profissionais da saúde infectados são os que estão na linha de frente do atendimento aos pacientes atingidos pelo vírus. Esse agentes foram afastados para cumprir o período de quarentena e voltam a trabalhar após se recuperarem da doença.

Além dos casos confirmados há também o afastamento de vários profissionais que estão nos grupos de risco como diabetes, asma, indivíduos acima de 60 anos, hipertensão arterial, gestantes, mulheres em período pós-parto, fumantes e pessoas com câncer.

Neste cenário de dezenas de profissionais afastados o ritmo de trabalho fica mais intenso. Quem relata isso é a médica Zaide Perdigão.

“Nós não estamos dando conta de dar vazão para todos os pacientes sintomáticos. O que gera uma comoção muito grande por parte de nós profissionais de saúde e quando eu falo de profissionais de saúde, eu não falo só dos médicos, eu falo dos enfermeiros, dos maqueiros, dos porteiros, eu falo de toda a equipe que se predispõe a ajudar”, diz.

Para evitar um desfalque maior no meio dos agentes de saúde, a prefeitura de Belém e o governo do estado estão contratando em regime de urgência mais profissionais de saúde. Medidas como antecipar a formatura de alunos de medicina e contratar médicos cubanos fão algumas ações feito pela prefeitura e o governo.  ( G1)

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *