Hiroshi Bogéa On line
Post de 

28 Comentários

  1. Raimundão

    12 de dezembro de 2011 - 13:09 - 13:09
    Reply

    Parabéns pela postura do autor do blog, apesar de anteriormente eu ter feito comentários irônicos, jocosos e irreverentes, a partir de agora, também vou colaborar fazendo a minha parte, escrevendo sem provocações.

    Um Abraço.

  2. Alberto Lima

    12 de dezembro de 2011 - 10:41 - 10:41
    Reply

    Vc tem razão caro Hiroshi.
    De minha parte, encerro comentários que venham a inflamar os ãnimos de ambas as partes!
    Entretanto, percebo em vários blogs, sites e jornais, a falta de respeito pela decisão majoritária do povo paraense!
    Alguns dizem que só as regiões emancipatórias é que deveriam se manifestar, não entendendo que todo, eu disse todo o Pará sofre ou sofreria com resultados diferentes ou mesmo o que se consolidou!
    É claro que muitos querem a emancipação, e até concordo que queiram, mas na verdade o que o povo quer, são melhoras, só que essas melhoras não podem vir apenas pra uns ou outros. Pois todo o estado sofre descaso.
    Eu ficava triste de alguns jogarem culpa na população de Belém pelo descaso nas outras regiões. Mas sei, e vc também sabe, que o problema do descaso é em todo o estado.
    Sei que vc conhece bem Santa Maria de Belém do Grã-Pará, sei que conhece as pessoas de lá, do mesmo modo que eu também conheço as pessoas de Marabá e Santarém. Mas é impossível ouvir ou ler que somos culpados pelas mazelas. Não somos! Ou melhor, se somos, as outras regiões também as são!
    Temos um momento único pra tentar reverter isso, sem conchavos políticos, ou trocas de favores!
    O Povo paranse, e eu me inclúo, provou ao Brasil o quanto somos responsáveis por nosso destino. Só precisamos agora cobrar!
    Felicidades a todos!

    • Hiroshi Bogéa

      12 de dezembro de 2011 - 10:51 - 10:51
      Reply

      Obrigado pela compreensão Alberto. Vamos fazer nossa parte. Ums abraço.

  3. Alberto Lima

    12 de dezembro de 2011 - 09:35 - 9:35
    Reply

    John
    dezembro 9th, 2011 at 21:36

    O SIM pode até perder, mas não será com essa diferença toda.
    Mais uma pesquisa mentirosa.

    Resposta:

    hehehe!! …66%!…rsrsr!

    • Hiroshi Bogéa

      12 de dezembro de 2011 - 09:49 - 9:49
      Reply

      Alberto e demais queridos comentaristas: a partir de agora, peço encarecidamente o apaziguamento de ânimos. A hora é de arrefecer impulsos e começarmos a dialogar. As feridas construídas ao longo da campanha prometem adversidades maiores do que as já existentes. Farei minha parte, moderando quem tentar ainda, aqui na caixinha de comentários, radicalizar o processo. Precisamos fazer isso. Abs a todos.

  4. Anônimo

    10 de dezembro de 2011 - 20:08 - 20:08
    Reply

    Será que vamos continuar igual ao um tatú em buraco em buraco,ou ratos andando por cima de lixos ou sapos e cobras por baixos de casas do nosso rico pobre estado.ainda tem jeito amanhã votar 77,77.Sim,Sim..pense nisso.

  5. Genuinamente Marabaense

    10 de dezembro de 2011 - 19:26 - 19:26
    Reply

    VOTO SIM

    Pela escolha do blog HB, como o mais democrático e IMPARCIAL dos meios de comunicação local, regional e nacional.
    Com certeza, permitiu a todos, indistintamente – do mais humilde leitor aos mais letrados e intelectuais mineiros goianos, piauienses e papa-chibés, manifestarem suas opiniões, contra ou a favor da separação do Estado do Pará.

    Viva a Democracia!
    Viva o Hiroshi! (que NÃO é Ateniense)
    Viva Sócrates
    Viva a Soberania Popular! Viva o Blog HB!

    asté lá vista muchacho!

  6. Jorge Taiguara

    10 de dezembro de 2011 - 19:17 - 19:17
    Reply

    Não se enganem não, a luta não é por dinheiro, por terra, mas sim por PODER o que os separatistas gastaram na campanha não lhes faz falta, recuperam rapidinho, esse povo tem muito dinheiro.
    O que ha de se lamentar é o disperdicio dos recursos, que bem poderiam ser melhor empregado em benefício do povo sofrido carente, tão bem mostrado durante a campanha pelos separatistas.
    O que foi gasto daria por exemplo para custear vários micros sistemas de abastecimento d’agua para esse mesmo povo que eles mostraram na propaganda.
    Voces ja imaginaram essa gente com o poder, com a chave do cofre e a caneta na mão para nomear quem eles bem quisessem.
    Uma temeridadde!

  7. Jorge Taiguara

    10 de dezembro de 2011 - 18:02 - 18:02
    Reply

    Quero aqui de público externar minha admiração e reconhecimento ao Sr.Hiroshi, que ao longo dessa campanha plebiscitária, franqueou à todos indistintamente esse espaço para manifestarem suas opiniões, sem cerceamento, sem indução de ideias em fim uma tribuna livre.
    Cumprimento-o ao tempo que desejo vida longa e muito sucesso.

  8. Jorge Taiguara

    10 de dezembro de 2011 - 17:52 - 17:52
    Reply

    Voces tão pensando que touro sentado e vaca, que birimbau é gaita, aqui o cururú, tem que descer do pau pra fazer cocô, o povo é paraense mano não é palermense não, voces ouviram o grito da matinta pêrêra, mais só não sabem aonde foi que ela gritou.
    Eita que Duda Mendonça prestou uma ajuda fantástica ao Pará, foi querer tocar a onça com vara curta só deu ele na cabeça.
    Eu pergunto, será que não teve ninguém pra avisar que estavam exagerando na dose, com ofensas pessoais, que o remédio ia matar o doente?
    Agora ja era a Inês é morta, so resta chorar na cama que é lugar quente.
    E os estados de Tapajós e Carajás como ficarão?
    Com a vitória esmagadora do NÃO, o processo de divisão será sumariamente arquivado e não se fala mais nisso!

  9. Jorge Taiguara

    10 de dezembro de 2011 - 17:34 - 17:34
    Reply

    Caro Beto Castro, esse plebiscito serviu e muito pra mostrar que o povo do Pará é hospitaleiro, mas não é trouxa, quem quiser vatapá que procure fazer.
    Daqui pra frente tudo vai ser diferente sim, porque ja ficou bem explicito as verdadeiras intenções dos separatistas, as máscaras cairam.
    Jesus cristo assim se manifestou quando os conspiradores apareceram:
    “QUEM NÃO É POR NÓS, É CONTRA NÓS”
    Dia 11 de dezembro de 2011, ficará gravado na história como o dia que povo do Pará se rebelou democraticamente contra o aviltamento do seu território.
    Separatismo nunca mais, como se diz no ver o peso agora mano só dutra vez …

  10. Jorge Taiguara

    10 de dezembro de 2011 - 17:18 - 17:18
    Reply

    Caro Raimundão, como o povo paraense não pode fugir às suas caracteristicas, mais marcantes, qual seja a hospitalidade, foi concedido um jazigo no cemitério da Soledade em Belém com a seguinte lápide:

    “AQUI JAZ UM SEPARATISTA, DE TRISTE MEMÓRIA”

  11. Jorge Taiguara

    10 de dezembro de 2011 - 17:15 - 17:15
    Reply

    Caro Raimundão, como o povo paraense não pode fugir as suas caracteristicas, mais marcantes qual seja a hospitalidade, foi concedido um jazigo no semitério da Soledads em Belém com a seguinte lápide:

  12. nativo

    10 de dezembro de 2011 - 15:54 - 15:54
    Reply

    Pasmem!

    Não sou formado em letras, daí a minha ignorância na matéria, contudo, alguém poderia me dizer como se escreve a palavra ALTERNATIVA?

    AUTERNATIVA (sic), assim mesmo, é que foi grafada a referida palavra em um jornal local.

    Sócrates disse: “Um homem, para ter valor no mundo, precisa ter INSTRUÇÃO.”

    Viva Sócrates!
    Viva a INSTRUÇÃO!

  13. Raimundão

    10 de dezembro de 2011 - 15:46 - 15:46
    Reply

    Domingo dia 11, após a votação, vai tocar um ritmo Paraense.
    NÃO vai ser Carimbó, NÃO vai ser Calypso, NÃO vai ser SIRIÁ, NÃO vai ser MARUJADA, vai ser,

    LAMBADA.

  14. Raimundão

    10 de dezembro de 2011 - 15:33 - 15:33
    Reply

    Tudo bem, tudo bem, atendendo a pedidos, a lápide vai ser construída no Santa Izabel em Belém, ou no Recanto da Saudade em Ananindeua.

    Aqui JAZ o Estado do CaraJÁS.

  15. sssss

    10 de dezembro de 2011 - 13:56 - 13:56
    Reply

    Ai ai meu caro John vc é muito engraçado mesmo, realmente o sim vai perder e eu acho que vai ser com uma diferença maior ainda, que tal uns 70%? kkkkkkk

  16. Beto Castro

    10 de dezembro de 2011 - 12:25 - 12:25
    Reply

    Interessante essa pesquisa da mídia opressora da Opressália para ver se engana os voadores das docas. Os eleitores são 64% do Pará e 32% dos dois novos Estados.Os manipuladores da opinião pública no desespero da derrota acham que todos os eleitores do Pará votarão contra e todos os eleitores dos que desejam a emancipação votarão a favor. Êta pesquisa bem feita que reflete apenas o número de eleitores da cada região. Já estava pronta para soltar nas vésperas da eleição. Pela primeira vez na história da humanidade os senhores de escravos votam se desejam ou não a libertação dos acorrentados.Uma perda de tempo se posicionar contra os rumos da história.Viciado até o tutano, esse plebiscito de nada vale, pois as lideranças e a população dos Estados libertários começarão a preparar as suas novas instituições no dia 12 de dezembro. O Pará com obesidade morbida já era!

  17. nativo

    10 de dezembro de 2011 - 09:35 - 9:35
    Reply

    Raimundão, meu caro, no São Miguel NÃO. Com todo respeito meu pai NÃO iria gostar NEM aceitar essa Lápide.

  18. Genuinamente marabaense

    10 de dezembro de 2011 - 09:10 - 9:10
    Reply

    Raimundão, meu caro, neste cemitério estão enterrados verdadeiros desbravadores e HOMENS de verdade que souberam honrar o nome de Marabá e região, desde à época do cauche, passando pela borracha, castanha, garimpo de diamantes (Ipex), febre amarela, malária. De Jacundazinho a Jacundá Grande, Jatobal. Com todo respeito meu pai Não gostaria dessas companhias.

    “Se o senhor me for louvado/
    Eu vou voltar pro meu serrado/
    Por ali ficou quem temperou o meu amor
    E semeou em mim essa incrível saudade
    Se é por vontade de Deus valeu, valeu

    (…)

    Se pedir a Deus pelo meu prazer não for pecado
    Vou rezar pra quando eu voltar rever
    Todas as brincadeiras do passado (…)
    Eu sei serei feliz de novo
    Meu povo deixa eu chorar com você

    (…) “

  19. Francisco matos

    10 de dezembro de 2011 - 08:52 - 8:52
    Reply

    Pedro o datafolha e um dos institutos mais renomados quando se fala de pesquisa.
    Mais se você e como tomé so acredita vendo espere ate amanha!!!

  20. Raimundão

    10 de dezembro de 2011 - 01:50 - 1:50
    Reply

    Está sendo construída uma lápide no Cemitério São Miguel em Marabá.

    Aqui JAZ o Estado de CaraJÁS.

  21. T.M.

    9 de dezembro de 2011 - 22:55 - 22:55
    Reply

    É Paulo Perreira, infelizmente bate a conta. Fazendo uma metáfora é como se perguntasse ao senhor de escravo se gostaria de libertar os seus.
    Sou marabaense, a favor da divisão. Mas não nesta realidade manipulada, onde meia dúzia de políticos de honestidade duvidosa tomaram a frente e elitizaram algo que deveria ser de todos.

  22. Pedro

    9 de dezembro de 2011 - 22:16 - 22:16
    Reply

    Esse Datafolha aí não é o mesmo instituto que deu vitória para Ana Júlia na eleição passada? Sei não, viu.

  23. John

    9 de dezembro de 2011 - 21:36 - 21:36
    Reply

    O SIM pode até perder, mas não será com essa diferença toda.
    Mais uma pesquisa mentirosa.

  24. Anônimo

    9 de dezembro de 2011 - 21:04 - 21:04
    Reply

    Nada vai mudar para os mentores dessa inoportuna e cara brincadeira(divisão do estado/plebiscito),vão continuar políticos profissionais,alojados em seus gabinetes refrigerados,certos de que,ao final de cada mes,cairá em suas contas bancárias seus fartos salários. A única preocupação que terão,será “bolar”novas maneiras de continuar “ENGALOBANDO”(no linguajar dos bons idos de Marabá,significava:enganar de maneira não perceptível)os eleitores,enquanto nós Ó: top,top,top,top !!! Que maravilha !!!Quem pagará essa conta,senhores João Salame,Asdrúbal,Geovani Queiroz,e outros ???

  25. JCN (Marabá)

    9 de dezembro de 2011 - 20:18 - 20:18
    Reply

    Mas…se…se…se…( já era…!)

  26. Paulo Pereira

    9 de dezembro de 2011 - 19:53 - 19:53
    Reply

    Caro jornalista Hiroshy Bogea.

    A pesquisa bate bem como os cálculos matemáticos e a matemática, é uma ciencia exata.Vejamos: a área do pretenso Estado de Carajás, segundo o TRE, tem mais ou menos 800.000 eleitores e Tapajós tem 600.000, sendo que a área que se diz remanescente tem 3.000.000 de votos.Ora, se por uma absurda abstenção só 50% dos remanescentes votarem, teremos 1.500.000 votos contra e se por um milagre todos, absolutamente todos os favoráveis ao sim, votarem, teremos 1.400.000 votos pela separação e ainda assim perderemos por 100.000 votos de diferença.A criação de Carajás e Tapajós e inviável desde o inicio e os que fazem dela um trampolim politico, sabem disso.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *