Hiroshi Bogéa On line

Darci Lermen quer Bel Mesquita de vice

 

 

“Progrediram satisfatoriamente”.

Assim foi descrita, por membro do PMDB, as conversações entre o senador Jader Barbalho, presidente estadual do partido,  Bel Mesquita e o prefeito de Parauapebas, Darci Lermen (PT). Encontro dos três  ocorreu ontem, 9, em Belém.

Dar Lermen fez um relato a Jader do quadro eleitoral de Parauapebas, tentando sensibilizá-lo, e a Bel Mesquita, da necessidade de incluir o nome de Bel  como vice na chapa de José Coutinho (PT).

Esse é o cenário que mais sustenta tranquilidade às projeções do prefeito.

Surfando em seu estilo cuidadoso para tratativas eleitorais, o presidente estadual do PMDB sugeriu a Bel  Mesquita e a Darci, novos encontros, para análise da proposta do prefeito de Parauapebas.

Pelas informações colhidas esta manhã pelo poster, a tendência é de que PT e PMDB fechem mesmo dobradinha, na eleição de outubro.

Post de 

4 Comentários

  1. Duda

    26 de maio de 2012 - 23:24 - 23:24
    Reply

    Será qual dois dois é pior Darci ou Bel.?acho que é tudo farinha do mesmo saco!essa união vai facilitar muito pro valmir

  2. Observador

    9 de maio de 2012 - 17:01 - 17:01
    Reply

    Waleika, como disse o cametaense: ” Égua mana, credo!!! Tu num viste antão qui u dotô Jardi apadrinhu?”

  3. waleiska

    9 de maio de 2012 - 15:48 - 15:48
    Reply

    Até me engasguei lendo essa notícia!
    E a Bel aceitou?

  4. Silvana Marques

    9 de maio de 2012 - 14:01 - 14:01
    Reply

    Boa tarde Hiroshi,

    Gostaria de lhe convidar para a Audiência Pública promovida pela SEMA, assim como, sua colaboração na divulgação do evento, segue texto explicativo abaixo, gostaria de te enviar o convite que está em formato de foto, se puder me passar seu e-mail.

    Obrigada!


    A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (SEMA), promove nos dias 10 e 11 deste mês (Maio de 2012), na Câmara Municipal, Audiência Pública para consubstanciar a Carta Amazônia.

    A Carta da Amazônia é um manifesto elaborado pelo povo da região para mostrar ao mundo os reconhecimentos, compromissos e as demandas da sociedade amazônica. O documento será apresentado na Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, Rio+20, em junho deste ano.

    Depois da elaboração preliminar do documento, os Estados da Amazônia Legal optaram pela realização de consultas públicas, forma democrática de inclusão popular para legitima Carta da Amazônia.

    O Pará, por meio da SEMA e da Secretaria Extraordinária do Programa Municípios Verdes (PMV), realizará quatro Consultas Públicas sobre a Carta da Amazônia; em Santarém, Marabá, Altamira e Belém, a fim de que os mais diferentes segmentos sociais possam contribuir na formatação desse documento, que será finalizada num grande evento em Manaus, dias antes da Rio+20.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *