Hiroshi Bogéa On line

Danos ambientais

Em parceria com o Instituto Evandro Chagas, a secretaria de Meio Ambiente de Barcarena fez estudo da qualidade das águas dos rios, furos, poços e igarapés. O resultado não foi bom e mostra alto grau de contaminação dos recursos hídricos causados pelas indústrias locais. O agravante veio com o derramamento de caulim nas águas do município, ocasionado pela Imerys Rio Capim Caulim.
Sobre o tema, terminou ontem (25) prazo dado pela Procuradoria Geral de Barcarena para que a Imerys comprove a paralisação plena dos danos ambientais causados ao município pelo vazamento de caulim. Agora tem 10 dias para apresentar defesa.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *